Curitibana é campeã mundial no fisiculturismo

A curitibana Larissa Cunha, 33 anos, conquistou no último fim de semana o título de Miss Universe

30/10/09 às 00:37 - Atualizado às 16:12 Silvio Rauth Filho
Larissa Cunha (ao centro): sem se profissionalizar, apesar do sucesso

A curitibana Larissa Cunha, 33 anos, conquistou no último fim de semana o título de Miss Universe, na categoria Physique, no NABBA Universe Contest, na Inglaterra. É a primeira vez que uma brasileira é campeã nessa competição de fisiculturismo. Na galeria de campeões da NABBA, estão atores famosos, como Arnold Schwarzenegger e Steve Reeves.

Praticante do esporte há 15 anos, Larissa foi vice-campeã mundial em 2007, na Espanha, campeã sul-americana 2007, no Equador, e tricampeã brasileira (2006 a 08) e pentacampeã paranaense.

Apesar do sucesso esportivo, a atleta ainda não conseguiu se profissionalizar. Ela trabalha em uma academia em Curitiba e, nas horas vagas, treina para competir. “Não sei o que ela ainda faz aqui no Brasil, pois nos Estados Unidos e na Europa ela é ícone”, diz Patrícia Lessa, professora de Educação Física, com doutorado em História, que escreve um livro sobre a atleta. “Aqui ela compete com raça, vontade pura, pois não há divulgação e patrocínio”, critica.

Patrícia, que trabalha como árbitra em competições nacionais e internacionais de fisiculturismo, rasga elogios a Larissa. “Poucos atletas tem um shape tão adequado aos quesitos desse esporte”, comenta, explicando que os juízes das competições avaliam a simetria, o volume e a definição dos músculos. “Ela é a melhor do mundo, porque soma esses fatores decisivos, e também tem graça, leveza, poses muito bem colocadas e coreografias alegres e belas”, afirma.

A professora, que trabalha na Universidade Estadual de Maringá, está escrevendo o livro intitulado “Memórias de um corpo em construção: a trajetória da fisiculturista Larissa Cunha”. “Larissa Cunha entra na história dos esportes femininos para contar-nos a história das mulheres fortes e das mulheres de força, uma guerreira que não se deixou abater pelo medo, pelo preconceito e pela indiferença”, argumenta Patrícia.
Após a conquista, Larissa ficará uma semana na Europa. A reportagem do Jornal do Estado tentou entrar em contato com a atleta, mas não obteve resposta.

2 Comentários
juliano correa
parabens !!!!!!vc é d mais ve se aparece la no salao para eu ti dar parabens ,ok,bjs
Patricia Lessa
Caro Silvio, parabéns pelo pioneirismo na divulgação do bodybuilders no estado que conta com uma grande equipe de atletas, sendo a Federação Paranaense de Musculaçao Atletica 3 vzs a 2ª melhor no NABBA-Brasil.
Blogs
Ver na versão Desktop