18º

BNDES estima desembolso de R$ 4 bi para energia alternativa

Para infraestrutura, aumento deve ser entre 20 e 25%

14/02/12 às 16:16   |  Redação Bem Paraná com Reuters

Entre quatro bilhões e 4,5 bilhões de reais serão desembolsados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para empreendimentos de energias alternativas em 2012, após 3,3 bilhões de reais liberados em 2011, disse nesta terça-feira o chefe do departamento de Energias Alternativas do banco de fomento, Antonio Carlos Tovar.

"Estamos trabalhando na casa de 4 (bilhões) a 4,5 bilhões de reais em desembolsos e talvez uma aprovação um pouco maior", disse Tovar a jornalistas após participar de evento sobre financiamento para o setor elétrico.

Para o setor de infraestrutura como um todo, o banco trabalha com uma perspectiva de aumento entre 20 e 25 por cento nos desembolsos em 2012.

Somente para os grandes projetos hídricos, Tovar disse que os desembolsos devem aumentar de 15 a 20 por cento.

Segundo o executivo, o setor termelétrico a gás também deve crescer nos próximos anos, mas condicionado à disponibilidade de gás natural.

No segmento de energia eólica, Tovar voltou a afirmar que a maioria dos projetos tem obtido alavancagem entre 60 e 65 por cento, sem alcançar o teto de 80 por cento que o BNDES permite.

"O fluxo de caixa do projeto muitas vezes não comporta uma alavancagem acima de 65 por cento", disse Tovar ao explicar que esta é uma das consequências de preços muito competitivos praticados nos contratos dos leilões.

Publicidade
0 Comentário