15º

Um conto de fadas bem suburbano e divertido

Trio de empregadas fará uma grande amizade em Cheias de Charme

15/04/12 às 22:00 - Atualizado às 22:48
Estreia hoje a nova novela das sete Cheias de Charme, substituindo Aquele Beijo. A novela conta a história de Maria da Penha(foto) (Taís Araújo), Maria do Rosário (Leandra Leal) e Maria Aparecida (Isabelle Drummond) (foto: TV Globo/Divulgação)

Estreia  hoje  a nova novela das sete Cheias de Charme,  substituindo Aquele Beijo. A novela conta a história de Maria da Penha (Taís Araújo), Maria do Rosário (Leandra Leal) e Maria Aparecida (Isabelle Drummond), empregadas domésticas que se conhecem após uma noite de muita confusão.  O trio de empregadas fará uma grande amizade em Cheias de Charme. E como num conto de fadas, elas se transformam num bem sucedido trio de cantoras. A pedra no sapato dessas heroínas é Chayene (Cláudia Abreu), a rainha do eletroforró. A cantora amarga uma má fase na carreira e tentará se reerguer às custas do cantor Fabian (Ricardo Tozzi), sucesso do ritmo sertanejo universitário. Cheias de Charme é escrita por Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, com supervisão de Ricardo Linhares.
Maria da Penha mora no Borralho, bairro fictício próximo a Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, com seu marido Sandro (Marcos Palmeira), o filho Patrick (MC Nicollas) e os irmãos Alana (Sylvia Nazareth) e Elano (Humberto Carrão), que ela criou quando seus pais desapareceram. O casal, que já foi apaixonado, hoje amarga uma grande desilusão. Sandro era pedreiro até sofrer um pequeno acidente, o que virou desculpa para não fazer mais nada. E, a partir de então, passou a ocupar apenas dois lugares na vida: o sofá, no qual passa o dia inteiro assistindo televisão; e o campo de futebol, já que a pelada e o Vasco são, na verdade, as suas grandes paixões.
Penha é cozinheira de forno e fogão, honesta e caprichosa. Independente, construiu a casa onde mora e nunca deixou faltar nada para o filho e os irmãos, e ainda ajudou Elano (Humberto Carrão) a se formar em Direito. Penha trabalha no condomínio de luxo Casagrande, na casa de ninguém menos que Chayene (Cláudia Abreu), a rainha do forró (saiba mais sobre Chayene). A cantora sempre foi ríspida com os empregados, mas passou do ponto, insultando Penha. A doméstica, que nunca havia passado por isso com patroa alguma, decidiu que não deixaria aquela história em branco. Na mesma hora, pegou sua bolsa e foi dar queixa na delegacia. Por acaso, ou por razões que só o destino conhece, foi na polícia que Penha conheceu Cida (Isabelle Drummond), também doméstica no condomínio Casagrande; e Rosário (Leandra Leal), moradora do Borralho. A empatia foi imediata.
No dia seguinte, Penha ligou para o programa de rádio do ‘Bom Dia D. Maria’ e contou, ao vivo, o que sua patroa havia aprontado. Foi um bafafá, que virou notícia em todos os jornais. O assunto também foi parar na justiça. De um lado Chayene, muito bem protegida pela Dra. Lygia (Malu Galli), advogada de um dos melhores escritórios de advocacia da cidade. De outro, Elano (Humberto Carrão), advogado recém-formado e irmão de Penha. A defesa tentava um acordo. A acusação brigava pela indenização.
Mais tarde, as amigas Maria da Penha (Taís Araújo), Rosário (Leandra Leal) e Cida (Isabelle Drummond) vão decidir gravar um clipe. Será que elas ficarão famosas como cantoras também? Ainda no mundo artístico, destaque para a estrela Fabian (Ricardo Tozzi), o maior artista do sertanejo universitário, que tem suas “fabianáticas”. Assim como o empresário Tom Bastos (Bruno Mazzeo), a raposa do meio artístico, que é empresário de Fabian (Ricardo Tozzi).
Taís Araújo descreveu sua personagem, Penha: “Ela é uma mulher que leva a vida com humor e leveza, apesar de todas as dificuldades. Sai cedo para trabalhar, volta tarde, não consegue dar a atenção que gostaria para a família, trabalha de novo em casa, está cheia de dívidas, mas não se deixa abater”.
Leandra Leal falou do lado sonhador de Rosário, que aspira virar uma estrela da música. “Ela é cozinheira, mas canta muito. Além disso, vive um amor divertido com Inácio (Ricardo Tozzi)”. Já Isabelle Drummond explicou que no caso de sua personagem, Cida, os sonhos ficaram para depois. “Ela planejava se formar em Jornalismo, mas em vez de se matricular na faculdade, se tornou arrumadeira”.
Cheias de Charme é a primeira novela de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, como autores titulares. A dupla trabalhou junta em Duas Caras (2007), de Aguinaldo Silva. O que o público pode esperar da novela “Cheias de Charme”, hein? “É uma história leve, engraçada, cheia de viradas e surpresas”, respondeu a autora Izabel de Oliveira. “A Izabel e eu não gostamos de escrever a sinopse pensando em atores específicos, porque isso pode ser frustrante e limitador. Preferimos construir nossos personagens com humanidade, dotá-los de uma alma ficcional e, quando essas vidinhas passam a pulsar, eu brinco que os próprios personagens escolhem seus intérpretes”, concluiu Filipe Miguez.
A novela tem direção de núcleo de Denise Saraceni. “O divertido dessa trama é descobrir o que essas empregadas fazem depois do expediente, quando vão embora para casa. Além das trabalhadoras domésticas, vamos abordar os desafios femininos em geral. As patroas também são retratadas na história e têm questões que muitas vezes se assemelham às de suas funcionárias. As duas precisam, por exemplo, conciliar o trabalho com a família”, comentou Denise Saraceni.



Publicidade
0 Comentário