18º

Governador autoriza vestibular de medicina em Francisco Beltrão

Dia 30 de junho serão abertas as inscrições para o concurso.

27/04/12 às 16:18 - Atualizado às 16:36   |  AEN

O governador Beto Richa assinou nesta sexta-feira (27), em Francisco Beltrão, o edital do primeiro vestibular do curso de Medicina no campus local da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Richa anunciou o próximo dia 30 de junho como data do início das inscrições para o concurso.

A nova faculdade de medicina vai funcionar em conjunto com o Hospital Regional do Sudoeste, que é referência em atenção de saúde na região. O primeiro vestibular abre 30 vagas e as aulas começam no início do próximo ano.

O governador afirmou que a criação do curso de medicina em Beltrão faz parte de um compromisso do governo estadual de reestruturar o ensino superior do Estado. De acordo com ele, a instalação representa um investimento de R$ 20 milhões do governo estadual.

“A formação de profissionais de medicina na região é um pedido antigo da comunidade do Sudoeste que o governo está conseguindo atender”, disse Richa. “Por isso fiz questão de vir aqui e oficializar a instalação”, afirmou. “Não medimos esforços para garantir os recursos pois entendemos a importância do desenvolvimento social e econômico do Sudoeste”.

O governador disse ainda que a transformação do hospital regional em hospital universitário também representa um grande avanço. “A implantação do curso vai atrair mais profissionais de saúde para a região”, afirmou.

ESFORÇO - Segundo Richa, o governo estadual avalia a instalação de 50 novos cursos universitários em todo o Paraná. “Nossa vontade é atender a todos, mas infelizmente não temos recursos suficientes para isso”, explicou. “Fizemos um grande esforço para abrir este curso”.

Segundo o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, o Sudoeste é única região do Paraná que não dispunha de curso de medicina dentro da rede estadual de universidades. “Esta será a quinta faculdade de medicina do sistema de ensino superior estadual”, disse. Os cursos das universidades estaduais de Londrina, Maringá, Cascavel e Ponta Grossa têm cerca de 1.050 alunos.

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, lembrou que o Hospital Regional do Sudoeste pode ser usado com base do curso de Medicina porque o governo estruturou a unidade com a contratação de quase 600 servidores concursados, a compra de equipamentos e a resolução de problemas estruturais. “Com isso, queremos estimular a fixação de profissionais da área médica no Sudoeste”, disse

PROVIDÊNCIAS - O reitor do campus da Unioeste em de Francisco Beltrão, Paulo Sérgio Wolff, ressaltou que a iniciativa da instalação de uma faculdade gratuita e de qualidade na região concretiza o compromisso do Estado de interiorizar o ensino.

Wolff disse que já está adotando as primeiras providências para a instalação do curso. “Estamos licitando quatro salas de telemedicina e teleconferências e outros equipamentos curso. Queremos trabalhar em cooperação com o curso de Cascavel”, disse.

Para o prefeito do município, Wilmar Reichembach, a implantação do curso representa desenvolvimento e união para a região Sudoeste. “Foi uma sábia decisão do governador ao implantar o curso no município, pois essa ação vai proporcionar mais desenvolvimento, atrair mais médicos e com isso teremos qualidade de vida no Sudoeste do estado. Isso muda a nossa realidade”, afirmou.

A solenidade contou com as presenças do secretário da Saúde, Michele Caputo Neto, dos deputados federais Osmar Serraglio e Nelson Meurer, e os deputados estaduais Ademar Traiano, líder do governo na Assembléia Legislativa, Caíto Quintana e Rose Litro, além de lideranças de municípios da região.

Publicidade
0 Comentário