27º

Vendas industriais têm queda de 10,8% em junho

Apesar do recuo, indústria paranaense continua crescendo acima da média nacional

10/08/12 às 00:00 - Atualizado às 21:30   |  Da Redação

As vendas industriais de junho apresentaram um queda de 10,87%, frente ao resultado de maio. Os números foram divulgados ontem pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). Apesar da queda em relação ao mês de maio, o resultado acumulado do primeiro semestre de 2012 foi 2,80% superior ao do mesmo período de 2011, nível recorde para um primeiro semestre segundo a série histórica pesquisada pela federação, iniciada em 1986. Apesar do resultado negativo, o Paraná continua crescendo acima da média nacional.
O resultado de junho deve-se à performance negativa de 16 dos 18 gêneros pesquisados, entre eles os três gêneros de maior participação relativa na indústria paranaense: ‘Alimentos e Bebidas’ (-8,39%); ‘Refino de Petróleo e Produção de Álcool’ (-8,88%) (que tiveram seu desempenho afetado pela menor quantidade de dias trabalhados), e ‘Veículos Automotores’ (-21,46%). A maior redução foi registrada no setor de ‘Edição e Impressão’ ( 32,86%), por conta da sazonalidade e fim das encomendas, e ‘Material Eletrônico e de Comunicações’ (-29,82%), decorrente da redução da demanda.


Na outra ponta, os melhores resultados foram verificados nos gêneros ‘Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos’ (+13,04%) e ‘Máquinas e Equipamentos’ (+2,47%).
Na opinião do presidente da Fiep, Edson Campagnolo, as oscilações verificadas no resultado das vendas industriais observadas no primeiro semestre evidenciam uma “nebulosidade” que se dissemina sobre a economia nacional. “Hoje o nível de imprevisibilidade é muito alto, o que dificulta o planejamento de investimentos”, observa. Segundo ele, é preciso medidas efetivas do governo, como reformas estruturantes, para criar um cenário mais otimista. “Apenas medidas pontuais e paliativas não resolvem o problema”, avalia.


No que se refere à compra de insumos, o resultado de junho acompanhou o desempenho das vendas industriais, registrando queda de -10,99%. Quando observada a origem das compras, houve declínio nas realizadas no Paraná (-10,05%), nas originadas em outros Estados do País (-1,90%) e também nas importações (-28,97%). Na comparação com o primeiro semestre de 2011, houve incremento de 1,25% na compra de insumos em 2012.
No acumulado dos seis primeiros meses do ano os resultados mostram-se positivos para as compras no Paraná (+0,23%) e para as do exterior (+21,68%), e negativo para as de outros Estados do País (-4,92%).
Emprego — O nível de emprego no mês de junho apresentou leve aumento de 0,86%, sendo que o emprego diretamente ligado à produção subiu 1,24%. O resultado acumulado de janeiro a junho contra igual período de 2011 apresenta incremento de 2,65% no ‘pessoal empregado total’ e de 3,41% no ’pessoal empregado na produção’. Na comparação com maio, a massa salarial líquida apresentou pequena queda de -0,74%.

Publicidade
0 Comentário