13º

Prisões terão Agência do Trabalhador

03/07/13 às 00:00

O Tribunal de Justiça do Paraná e a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos começaram, ontem, o 5º mutirão carcerário do ano. Também foi assinada parceria com a Secretaria do Trabalho, Emprego e Economia Solidária para instalar postos da Agência do Trabalhador nas unidades penais.
As primeiras unidades serão instaladas nos patronatos penitenciários Central, em Curitiba, e de Foz do Iguaçu, além da Colônia Penal Agroindustrial do Paraná-CPAI. O secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, explicou que a parceria é importante por colaborar na reinserção social dos apenados. “Ter a carteira de trabalho assinada dignifica a pessoa, possibilitando a ela acesso à cidadania”.


Até sexta-feira, serão analisados cerca de 1.900 pedidos de benefícios de presos. São cerca de 950 processos da Vara de Execução Penal de Foz do Iguaçu, 350 de Francisco Beltrão e 600 das três VEPs de Curitiba e região metropolitana, que serão analisados por mais de 50 funcionários do Poder Judiciário e do Depen (Departamento de Execução Penal), vinculado à Secretaria da Justiça. O mutirão está sendo realizado no Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (Ceebja) Mario Faraco, no Complexo Penitenciário de Piraquara, RMC.

Publicidade
0 Comentário