25 Anos sem o muro de Berlim

13/10/14 às 19:23 - Atualizado às 19:43 Por Dayse Regina Ferreira

Berlim comemora os 25 anos da queda do Muro, com eventos especiais entre 7 a 9 de novembro. Destacando uma instalação luminosa ao longo da antiga trajetória do muro, quando serão utilizados 8 mil balões iluminados na extensão de 15 quilômetros, passando pelo centro de Berlim.

Mais de 100 associações sem fins lucrativos, clubes, empresas e igrejas estão providenciando os balões. As mensagens irão para o mundo real e o virtual. Todos os nomes e histórias pessoais dos “padrinhos” serão divulgados em www.falhofthewall25.com. Brasileiros também poderão ser padrinhos dos balões.

No dia 9 de novembro será realizado um concerto com a orquestra da cidade e o Coro da Ópera Estatal de Berlim, regido por Daniel Barenboim. Também no dia 9 será encerrada a instalação dos balões, simbolizando a queda do Muro e o fim da divisão de Berlim. Saiba mais no visitBerlin@berg.tur.br

Fotos: Dayse Regina Ferreira

Bicicletas e grafites, duas atrações na antiga Berlim soviética

TOUR DE BIKE
Para conhecer melhor a história da cidade, uma boa opção é passear pelos 15 quilômetros, entre o local da queda do Muro, na rua Bornholmer Strasse, até o bairro sede do governo, seguindo os traços deixados pelo Muro. Dá para conhecer os postos de fronteirs, o Mauerpark e o memorial da rua Bernauer Strasse, onde está a única parte que permaneceu intacta do Muro que dividiu a cidade. E o mundo.


Setor de pães no café da manhã do cinco estrelas tradicional

CONSTRUÇÃO
A construção do Muro começou em 13 de agosto de 1961. O governo da GDR – German Democratic Republic – construiu mais de 150 quilômetros de barreira, fechando hermeticamente a passagem entre o lado oriental e o ocidental. Até 1989 mais de 100 pessoas morreram tentando passar para o lado ocidental.

O Muro foi um símbolo internacional da Geurra Fria e sua queda, pacífica, sinalizou não apenas a ruptura do regime SED – Socialist Unity Party – como também o fim da divisão da Alemanha e da Europa.

O que resta do Muro, na Niederkirchnerstrasse, foi designado monumento histórico em 1990 e hoje pertence ao Topography of Terror Documentation Center, sendo parte central do Overall Concept of the Berlin Wall, desenvolvido pelo Senado de Berlim.


Hotel de Roma, o luxo moderno no que era o lado oriental de Berlim

HISTÓRIA DEBAIXO DA RUA
É no Story of Berlim, no subsolo da principal avenida da cidade, que o visitante tem uma visão dos 800 anos de história, contada em 23 capítulos. Um dos destaques é o abrigo contra a bomba atômica, no segundo piso do Kurfürstendamm Karree, construído em 1974.

A maior parte do Muro de Berlim foi construída em segmentos de concreto, milhares deles, formando a “moderna fronteira”GDR. Quando o Muro caiu, 360 pedaços, entre os mais significativos, foram catalogados, numerados e certificados. Um grande número desses pedaços foi vendido para colecionadores do mundo todo em junho de 1990, em Monte Carlo.


De Joseph Goebbels a Hitler, do abrigo contra bomba atômica, são 800 anos de Berlim no acervo abaixo da principal avenida da cidade

No Story of Berlim, são exibidos os pedaços numerados 002 a 006, os únicos numerados que ainda estão na capital alemã. Originalmente estavam perto da Oberbaumbrücke e foram removidos em 11 de novembro de 1989. As pinturas são do artista sueco D. Börtz.

Também no Story of Berlim, a limousine preta de luxo, encomendada especialmente na Suécia, para servir como condução às personalidade na GDR. Eram dois carros oficiais. O modelo em exposição é um dos dois únicos no mundo. Foi fabricado em 1982 e pesa 1.9 toneladas.

Os segmentos do Muro tinham 3.6 metros de altura, 2.1 de profundidade, 1.2 de largura. Pesavam, cada um, 2.8 toneladas.


DESTAQUES

SUNDAY BRUNCH
Quem for a Lugano (Suíça), já pode voltar a curtir o Sunday Brunch, todos os domingos, que voltou a ser servido ontem, dia 12 de outubro. É atração tradicional do hotel Parco Paradiso, que tem uma excelente panorâmica para o lago. O Sunday Brunch é preparado pelo chef Andrea Ossola e é servido em sistema bufê, entre 11h30 e 15 horas. Custa 59 francos suíços por pessoa e crianças até 11 anos pagam apenas 2 francos suíços.

E as iguarias ultrapassam a imaginação: aspargos, cogumelos, camarões , pata de coelho, escalope de vitela com alcaparras, mignon no vinho Merlot, carpaccio de polvo, ovos Benedict, sushi, risoto e mais strudel de maçã com mousse de coco, mil folhas com morangos e creme, frutas frescas, after eight e tantas outras escolhas. No Restaurante La Favola, do suitenhotel Parco-Paradiso, para gourmet ou gourmand nenhum botar defeito. O cardápio muda conforme a estação e também em datas especiais, como Dia das Mães, Natal, Ano Novo.


The Story of Berlin guarda os únicos pedaços numerados do Muro, que ainda estão na cidade

THE CARLTON PENTHOUSE
Já que estamos falando de coisas muito especiais e luxuosas, vale lembrar a experiência em todos os sentidos, para quem se hospeda em St. Moritz na suíte de 386 metros quadrados, a maior dos Alpes suíços, tendo Engadine a seus pés. As tarifas estão especiais entre 12 de dezembro 2014 e 6 de abril de 2015.

A vista panorâmica é de 360º . Puro luxo. O Carlton Hotel St. Moritz é membro do Tschuggen Hotel Group.


A limousine de luxo, fabricada por encomenda da GDR na Suécia, é um dos dois únicos exemplares no mundo. Está exposta  no The  Story of Berlin

FIM DE ANO NO RENO
E com 35% de desconto. É o cruzeiro de 7 noites, iniciando na Basiléia e terminando em Amsterdã (Holanda). Com Jantar de Gala, fogos de artifício, visitas, Catedral de Colônia, canais em Amsterdã. E mais: palestras, jantares temáticos, demonstrações culinárias, todas as refeições durante o cruzeiro, opções de restaurantes a bordo. Vinhos das melhores regiões vinícolas da Europa, cervejas, sucos incluídos nas refeições. O idioma oficial a bordo é o inglês, mas o gerente de cruzeiros e guias falam espanhol, inclusive nas excursões.

Tudo a partir de 1982 dólares, a bordo do AmaReina. Saída da Basiléia no dia 28 de dezembro ( há outras datas disponíveis). Opções terrestres: 2 noites em Zurique e 2 noites em Lucerna. Taxas portuárias de 161 dólares por pessoa, não incluídas. O desconto já foi aplicado na tarifa de 1982 dólares (Cat.E) por pessoa.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop