Mãe posta carta de filho de cinco anos e bomba na web. Veja por quê

20/03/17 às 19:22 - Atualizado às 23:01 Redação Bem Paraná
(foto: Reprodução Facebook)

Lucillene Prado de Moraes postou uma cartinha de desculpas feita pelo filho Otávio, de 5 anos, a uma coleguinha de sala de aula, chamada Laura. Ele havia dado um tapa na mão dela. O jeito carinhoso que a mãe usou para ensinar ao filho as noções de respeito às mulheres conquistou a internet e viralizou. Postado na última sexta-feira, 17, a mensagem contava com mais de 150 mil compartilhamentos na tarde desta segunda-feira, 20, e ganhou espaço em praticamente todos os grandes portais de noticias do País.

Na postagem Lucillene conta que recebeu uma mensagem da professora de Otávio, dizendo que ele havia brigado com a coleguinha e por causa de um objeto, deu um tapa na mão dela."Eu estranhei, porque ele nunca foi uma criança agressiva, nunca brigou, muito menos bateu nos primos, amigos e coleguinhas", conta na postagem. 

Questionado sobre o que havia ocorrido, ela conta que Otávio contou, com a voz envergonhada e a cabeça baixa, palavra por palavra o que a professora havia escrito na mensagem e disse: "Mas, eu já pedi desculpa Mamãe! Ela me desculpou."

Lucellene relata ainda que aproveitou o ocorrido para explicar a ele, como um homem de verdade deve tratar uma mulher.
"Expliquei na linguagem dele que as coleguinhas são como princesas e os príncipes devem protegê-las, nunca machucá-las.
Como ele sempre vai à faculdade comigo, perguntei se ele gostaria que um colega me batesse e ele arregalou os olhos assustados e disse: 'Nãaao, mamãe!'", conta. Lucillene cursa Jornalismo e, pela postagem, mora em Rio Verde, cidade de Goiás. 

A mãe prosegue com o relato, dizendo que lembrou ao filho Otávio que ela também é uma mulher, assim como as tias, as avós, e as coleguinhas de hoje seriam um dia. Por conta disso, Lucillene relata em seu post, que resolveram escrever juntos a cartinha para ele entregar a coleguinha, como forma de pedir desculpas à ela. "Essa semana, fui buscá-lo na escola e a tia me disse que o pai da Laura (nome da coleguinha) foi até lá, conversar com ele e parabenizá-lo pela atitude e perguntar se poderia mostrar a carta para outras pessoas", conta ela no post.

Lucillene relata ainda que o comportamento dele com as colegas mudou por completo.Ela ainda justifica a postagem do ocorrido com o objetivo de mostrar que a educação e o respeito são ensinados às pessoas desde pequenas. "Hoje ele é uma criança de cinco anos, mas um dia será um homem de vinte e cinco", argumenta. Ela ainda reitera que a atitude que ele terá no futuro é a mesma que ela ensinar agora. "E nós, mães de meninos temos o dever de preparar nossos filhos para tratar uma mulher como ela merece", diz.

Para finalizar, Lucullene faz ainda um alerta às mulheres. "Se você reclama do seu marido, pai ou irmão, tenha cuidado para não ensinar o seu filho a repetir o exemplo deles", diz. "Eu tenho orgulho do homem que meu filho será, não por amá-lo incondicionalmente, mas pelos princípios e pela educação que dou a ele."

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop