Grupos de Whatsapp: Socorro!

27/03/17 às 00:00 Por Adriane Werner | contato@adrianewerner.com.br

Você já deve ter percebido que criar grupos no Whatsapp virou mania nacional. Vamos fazer uma festa surpresa pro Fulano? Grupo! Vamos organizar uma campanha beneficente? Grupo! Equipes de trabalho? Talvez você esteja em mais de cinco, mesmo que trabalhe em uma só empresa. Família? Tem o grupo do lado da mãe, do pai, o grupo dos primos, dos irmãos... E então, como conseguir o melhor rendimento dos grupos, sem se estressar com eles e sem precisar brigar com amigos e colegas? Pensei em algumas dicas:

DICAS

1) Foco
Os grupos normalmente são criados com finalidades específicas (equipes de trabalho, moradores da mesma rua, familiares, campanhas específicas, etc). Portanto, use de bom senso quando decidir partilhar mensagens nos grupos: analise se a mensagem é cabível àquele determinado grupo. Isso sem contar as mensagens enviadas por engano para grupos errados. Há poucos dias um conhecido encaminhou uma piada maliciosa para um grupo da Igreja – e ficou muito constrangido ao pedir desculpas quando percebeu a gafe.

2) Recados direcionados
Há aquelas pessoas que colocam indiretas ou recados direcionados a uma pessoa específica (“Jorginho, te amo!”, por exemplo). Isso é totalmente inadequado e mancha sua imagem. Recados direcionados devem ser mandados apenas à pessoa em questão, e não colocados à exposição pública.

3) Brigas
Se você se sentiu “no vácuo” porque alguém não comentou sua piada, não respondeu a alguma postagem, siga em frente. Principalmente nos grupos de amigos e familiares, as pessoas não olham tudo o tempo todo. É até comum recebermos piadas repetidas, porque provavelmente a pessoa não percebeu que ela já havia sido postada antes no mesmo grupo... Não esquente com isso.

4) Muitas mensagens
Também convém cautela para não sobrecarregar seu grupo com mensagens, especialmente piadas e figurinhas. Por causa disso, eu sempre opto por manter os grupos silenciados (pra não ficar recebendo mensagens o tempo todo) – mas aí temos que lembrar de verificar periodicamente as postagens dos colegas, pra não perder algo importante.

5) Mensagens de áudio
Evite! As mensagens de áudio são muito práticas para quem envia, mas muito enfadonhas para quem recebe – porque é mais demorado escrever, mas é mais rápido ler... Além disso, nem sempre a pessoa pode ouvir sua mensagem no momento em que você encaminhar.

6) Vídeos
Esses, sim, viraram mania, mas devem ser evitados nos grupos de trabalho ou nos mais formais. Nos descontraídos, são muito bem-vindos, pois, mesmo quando a pessoa não pode olhar naquele momento, muitas vezes guarda pra assistir depois.

7) Linguagem
Tenho a impressão de que perdemos a batalha para a linguagem cifrada, informal e muitas vezes errada utilizada na internet. Sempre defendi que abreviar e simplificar, nas mensagens instantâneas, é válido. Mas o pessoal anda exagerando, escrevendo coisas completamente ininteligíveis - sem pontuação, com grafia confusa e neologismos de públicos cada vez mais restritos. Portanto, desta vez, nem vou ser radical... Vou dizer apenas que procure escrever algo que o outro saiba interpretar. Por exemplo, evite gírias muito novas nos grupos de família, que têm seus tios e tias como membros – sim, estou legislando em causa própria! :)

Últimas de Etiqueta Profissional
Etiqueta Profissional Tempos de intolerância
Blogs
Ver na versão Desktop