Dicas para se preparar para a redação do Enem

Além do domínio da língua, alunos precisam estar antenados com discussões sociais

08/05/17 às 23:00 - Atualizado às 20:38 Por Ana Ehlert | ana@bemparana.com.br
Alunos devem intensificar estudos para a preparação ao Exame Nacional de Educação (foto: Hedeson Alves/SEED)

Desde ontem está aberto o prazo para as inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. O prazo, que segue até o dia 19 seguinte, é exclusivamente pela internet. Embora as datas da provas sejam apenas em 5 e 12 de novembro, especialistas em educação aconselham os alunos a iniciarem a preparação já a partir de agora.

Além do domínio da língua portuguêsa, o aluno precisa começar a se inteirar sobre os assuntos políticos, sociais e econômicos que tem norteado o cotidiano. Neste ano, além de várias datas históricas, como os 500 anos da Reforma Protestante, 100 anos da Revolução Russa, 70 anos de ínicio da Guerra Fria — entre os EUA e a extinta União da Repúblicas Socialista Soviética (URSS) —, e os 80 anos do Estado Novo, os noticiários estão recheados de temas que podem ser explorados como temática da redação do Enem.

Apesar do foco maior estar nos fatos relacionados à Operação Lava Jato, a votação das Reformas da Previdência, Política e Trabalhista também permitem um ampla gama de possibilidades de discussão. Em praticamente todos os casos, parte das reformas propostas exige alteração na legislação por meio da Propostas de Emenda Constitucional (PECs), que têm trâmites diferenciados e condições específicas para ocorrer.

Temas relacionados aos Direitos Humanos, face às denúncias de violência sofrida por casais de homossexuais, povos índigenas e mulheres também têm grande chances de estarem entre os temas escolhidos.

Na questão de gênero, vale ressaltar que, embora o Supremo Tribunal de Federal (STF) tenha acatado a solicitação para o reconhecimento da união de casais homoafetivos, neste ano o assunto entrou na pauta do Congresso Nacional. Tal fato pode ser apontado como um descompasso entre às necessidades da sociedade e a atuação da classe política, eleita por voto direto. Essa diferença de atuação abre um espaço, por exemplo, para a discussão sobre as mudanças no sistema eleitoral brasileiro, tema da reforma política.


10 ERROS DE PORTUGUÊS IMPERDOÁVEIS NA REDAÇÃO

1 - A (preposição, tempo futuro, distância) X Há (tempo decorrido ou sentido de existir)
ex: - Não o vejo há muitos anos
      - Há meninas brincando no jardim
      - O colégio fica a três quadras daqui
      - Daqui a alguns anos, iremos nos reencontrar

2 - Haver (sentido de existir) X A ver (ter relação com)
ex: - Esse vestido não tem nada a ver com meu estilo
      - Deve haver uma forma de solucionarmos este problema

3 - À medida que (proporção) X Na medida em que (locução causal)
ex: - À medida que caminhávamos, mais ficávamos cansados
      - Perdi dois quilos em uma semana, na medida em que fiz uma reeducação alimentar

4 - Não separar o sujeito do predicado por vírgulas. Isso pode caracterizar um erro grave

5 - A crase não deve ser usada antes de palavras no masculino, verbos no infinitivo ou pronomes

6 - Começar uma conclusão com as expressões “para concluir”, “concluindo”

7 - Fazer referências ao próprio texto ao longo da escrita

8 - Não esquecer a preposição em casos obrigatórios de regência verbal

9 - Errar a concordância utilizada pela norma culta

10 - Trocar os valores empregados pelas conjunções

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop