Quando se perde a noção do limite

24/07/17 às 00:00 Adriane Werner | contato@adrianewerner.com.br

Certa vez presenciei uma cena constrangedora em uma festa de final de ano de uma empresa. O diretor de uma unidade exagerou na ingestão de bebidas alcoólicas e perdeu a noção do limite: começou a falar alto demais, dar gargalhadas, dançar de forma escandalosa e, para completar, decidiu dizer o que considerava “algumas verdades” para o presidente e dono da empresa. Afirmou, na frente de colegas de trabalho, funcionários, gerentes e outros diretores, clientes, fornecedores e amigos da empresa, que o patrão era autoritário, arbitrário e desleal. “Soltou o verbo” de maneira vulgar e agressiva, provocando desconforto em todos os presentes. A situação se agravou de tal forma que se tornou insustentável. Colegas de trabalho tentaram fazer com que se calasse, mas, quanto mais pediam, mais ele se exaltava. Depois de certo tempo do escândalo, seguranças precisaram retirar o diretor do salão de festas e pedir que ele fosse embora.

No dia seguinte, ele estava envergonhado. Pediu desculpas ao patrão, tentou argumentar dizendo que estava brincando, depois disse que se exaltou sem perceber... mas nada disso adiantou e o diretor perdeu seu emprego – e também perdeu a amizade do patrão, é claro.

Cenas assim, infelizmente, não são raras. Muitas pessoas, quando bebem, perdem a noção do limite e acabam fazendo coisas de que se arrependerão depois. Ofendem amigos, revelam segredos que destroem relações, falam “verdades” que seu próprio senso de autocensura não permitiria falar em outras situações, ou, ao menos, seriam faladas de forma mais amena e com muito planejamento prévio.

Mais uma vez, ressalto aqui que não pretendo fazer qualquer pregação moral ou dizer que isso ou aquilo seja proibido. Festas de confraternização de empresas são mesmo organizadas para deixar as pessoas à vontade, pra fazer com que possam ter uma convivência mais solta do que a da rotina de trabalho. Mas os exageros é que podem por tudo a perder. Quer beber na festa da empresa? Beba, mas procure comedimento para não perder o controle sobre si mesmo. Afinal, no dia seguinte, todos voltam a ser colegas de trabalho, os chefes voltam a se chefes, os liderados voltam a ser sua equipe. Arranhar sua imagem profissional pode lhe tirar o respeito por parte da equipe, a admiração por parte de seus superiores hierárquicos e até mesmo o emprego, por criar uma situação insustentável.

 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Últimas de Etiqueta Profissional
Etiqueta Profissional Dois pesos, duas medidas
Etiqueta Profissional Querida ou doutora?
Blogs
Ver na versão Desktop