Alice no País das Maravilhas abre Festival de Teatro

Apresentações acontecem amanhã e domingo, às 16 horas, no Teatro Bom Jesus

09/11/17 às 22:00 - Atualizado às 22:48
Éspetáculo contempla diversas linguagens: dança, poesia e música (foto: Renata Peterlini)

Alice, o Coelho, o Chapeleiro Maluco e a Rainha das Histórias sobem ao palco do Teatro Bom Jesus amanhã e domingo para a estreia da segunda edição do Festival de Teatro Infantil ‘Era uma vez...eram duas, eram três’. Inspirado na obra literária nonsense de Lewis Carroll, o espetáculo ‘Alice no País das Maravilhas’ ganha uma versão abrasileirada pela Cia do Abração, com direção de Letícia Guimarães e dramaturgia de Edson Bueno. Toda a renda arrecadada na bilheteria será revertida ao Hospital Pequeno Príncipe, instituição beneficiada pelo projeto.

Na adaptação, Alice - uma menina inquieta e ávida por novas aventuras - dorme no meio de uma entediante história contada por sua irmã. E então, em seu sonho, embarca em uma grande viagem de fantasia. “Através desta releitura, procuramos ressaltar temas como a construção da identidade e o caminho a se trilhar em busca da liberdade de expressão e pensamento, para possibilitar a renovação e recriação de nossas histórias, sempre em busca de novas narrativas”, explica Letícia Guimarães, diretora da peça.

Durante sua aventura, Alice encontra belas e estranhas criaturas. Uma delas é o Coelho, que carrega - como um tesouro - novos pensamentos, que nada mais são do que histórias que a menina nunca havia escutado ou lido. Mas a Rainha das Histórias não admite esses novos pensamentos e manda recolher e encaixotar todos eles. Mas Alice tem tanta criatividade que a Rainha Retrógrada é vencida e aquele mundinho chato e conservador é inundado por uma incrível sensação de liberdade.

Outra surpresa do espetáculo é o cenário, composto por paisagens que se movimentam a cada cena, criadas pelo artista plástico Élio Chaves e por Blas Torres. Já a trilha musical é uma homenagem à música brasileira, com referências a uma época de psicodelia e tropicalismo. Poemas do poeta curitibano Paulo Leminski foram adaptados e inseridos no diálogo dos personagens. “O espetáculo é carregado de mágica e surpreende os olhos dos espectadores, agradando crianças de todas as idades”, afirma Letícia. A programação do Festival tem sequência com a peça ‘Os Três Mosqueteiros’, nos dias 16 e 17 de dezembro.

Era uma vez o primeiro festival de contos de fadas do Brasil. Com a proposta de apresentar releituras de clássicos da literatura infantil, o Festival de Teatro Infantil ‘Era uma vez...eram duas, eram três’ chega a sua segunda edição. De novembro de 2017 a março de 2018, Curitiba recebe cinco montagens inéditas de leituras já consagradas: ‘Alice no País das Maravilhas’, ‘Os Três Mosqueteiros’, ‘Peter Pan’, ‘Pinóquio’ e ‘Os Três Porquinhos’. “A ideia é democratizar o acesso à cultura e incentivar a formação de jovens plateias por meio de releituras com linguagens contemporâneas, lúdicas e que priorizam a pesquisa, a estética e a dramaturgia”, explica Carolina Montenegro, sócia da Montenegro Produções Culturais - idealizadora do projeto. Os espetáculos acontecem uma vez por mês, aos sábados e domingos, sempre às 16h, no Teatro Bom Jesus. Toda a renda arrecadada na bilheteria será revertida ao Hospital Pequeno Príncipe, instituição beneficiada pelo projeto.

Contemplando diversas linguagens - como música, dança, poesia e teatro de sombras - as quatro primeiras montagens são assinadas pela Cia do Abração, que buscou introduzir um pouco da nossa cultura em obras consideradas universais. “O contar histórias sempre foi a base da transferência cultural entre as gerações. Isto nos dá possibilidade de um futuro com memória. Por isso, procuramos recontar essas histórias buscando identidade naquilo que é universal. E tudo através dos contos de fadas e seus encantamentos”, revela Letícia Guimarães, diretora da companhia.

SERVIÇO
Festival “Era uma vez...eram duas, eram três”
Peça: Alice no País das Maravilhas
Quando: sábado e domingo, às 16 horas
Tempo de espetáculo: 50 minutos
Onde: Teatro Bom Jesus - Rua 24 de maio, 135 - Centro
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
Classificação: Livre - Indicada para todas as idades

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop