Arquivos da categoria: Consumo responsável

Mundo Verde lança campanha para incentivar alimentação saudável no carnaval

1 fevereiro, 2016 às 15:48  |  por Ana Maria Ferrarini

O Carnaval é considerado a melhor época do ano por muitos. Serão quatro dias inteiros de festa, dança e muita diversão. Apesar de ser um momento de descontração e folia, descuidar da alimentação pode acabar com a brincadeira.

Para garantir que a folia seja animada e cheia de energia, o Mundo Verde, maior rede de lojas especializadas em produtos naturais, orgânicos e para o bem-estar da América Latina, lança sua segunda campanha publicitária do ano, “Carnaval Mundo Verde”. Com foco na marca própria Mundo Verde Seleção, a ação tem como objetivo divulgar produtos que vão reforçar a alimentação, ajudar no ganho de energia e disposição para curtir ao máximo os dias de festa.

De acordo com Thaís Souza, nutricionista da rede Mundo Verde, a alimentação é um fator determinante para o funcionamento correto do corpo, principalmente nessa época do ano, “Como o carnaval acontece na estação mais quente do ano, é importante o folião ingerir carboidratos para manter a energia e muito liquido como água e sucos naturais, para não desidratar.” explica.

Pensando nisso, o Mundo Verde apresenta diversas opções de produtos dentro da marca Mundo Verde Seleção, que podem ajudar o consumidor a repor a energia durante a festa e adotar hábitos saudáveis com o uso de Mix Nuts, Castanha do Pará, Semente de Girassol, Granola, Mel, Cookies e biscoitos salgados sem glúten, Doces sem açúcar, Maca peruana em pó, Açaí em pó e Mix Berries.

A nova campanha publicitária poderá ser conferida nos canais institucionais (como website e redes sociais), além das lojas Mundo Verde.

Açougue vegano nos EUA vende imitações de carne à base de plantas

22 janeiro, 2016 às 15:26  |  por Ana Maria Ferrarini
Carne vegana

Carne vegana

O primeiro açougue vegano de Minneapolis abrirá ainda esse mês. O chamado Herbivorous Butcher vende uma ampla variedade de carnes e queijos à base de plantas. Mas em vez de derivados de animais, eles são feitos de ingredientes como grão de bico e tapioca em pó. As informações são Metro.

Açougues veganos tên se espalhado pelo mundo. Os fãs da ideia doaram generosamente e viram os irmãos Kale e Aubry Walch levantar US $ 61.806, em 2014. Eles vão abrir sua loja em 23 de janeiro. Favoritos como o glúten de trigo e pepperoni à base de tofu, salsicha italiana, costelas defumadas, carne de porco e bacon caramelizado estarão à venda em sua nova loja.

Cachorro-quente vegano

Cachorro-quente vegano

“Nós criamos produtos complexos e saborosos que irão satisfazer qualquer herbívoro, omnívoro, e até mesmo auto-proclamados carnívoros, declara a página do Kickstarter.

“[Nossas] alternativas à carne são 100% vegan e livres de crueldade, elas captam os melhores sabores, texturas e nutrientes que as carnes têm para oferecer, sem os seus impactos negativos sobre a saúde, animais e meio ambiente.”

E os Walches parecem estar em boa companhia à medida que mais e mais pessoas estão se distanciando da carne animal. Mais de 60% da geração do milênio consome alternativas à carne, de acordo com um estudo realizado pela 210 Analytics.

Bife vegano

Bife vegano

Empresas do setor alimentar vegano estão crescendo rapidamente e incluem imitações de carne de empresas como a Fry’s e Beyond Meat, bem como o famoso hambúrguer à base de plantas da Impossible Foods. Seu hambúrguer, feito a partir de proteínas e nutrientes extraídos de verduras, sementes e grãos, é supostamente indistinguível no sabor e textura de carne real. “Poderia a imitação de carne vegana ser futuro dos alimentos?”, pergunta o Metro.

Fonte: Anda

Açougue vegano

Açougue vegano

Alunos desenvolvem tinta sustentável usando terra e cola

14 janeiro, 2016 às 14:51  |  por Ana Maria Ferrarini

Solução criada por professores e alunos de Manaus não utiliza substâncias tóxicas, é uma tinta mais barata e que não agride o meio ambiente em seu processo de produção e pintura

A busca por atividades e produtos sustentáveis parece (felizmente) ter entrado na pauta da sociedade em várias regiões do mundo. Crianças, jovens e adultos estão mais conscientes sobre a necessidade de se preservar os recursos naturais que normalmente seriam utilizados na produção de bens de consumo e em outras atividades humanas. Esta necessidade também impulsiona a criatividade das pessoas e novas alternativas ecológicas podem surgir diariamente.

Um bom exemplo da criatividade em prol do meio ambiente veio do Instituto Federal do Amazonas, onde professores e alunos desenvolveram nas aulas de química uma tinta ecológica obtida da terra. “A tinta produzida a partir de solo é uma ideia prática e eficiente, e é o que chamamos de tecnologia social”, afirmou o professor de engenharia agronômica do instituto, Gyovanni Ribeiro, um dos líderes do projeto “Tons da Terra”, em entrevista à Rede Globo.

Como é feita a tinta da terra?

A tinta sustentável é composta quase que exclusivamente de materiais retirados da construção civil e da natureza. Para tal, os alunos coletam argila de obras e já no laboratório, com ajuda dos professores, a tinta é produzida. Para tal, é selecionada a terra mais argilosa e depois é preciso peneirar bem para deixar tudo bem ralo, adicionando na sequência água (na mesma quantidade de terra). Por fim é preciso filtrar e adicionar cola branca (metade da quantidade de água)… Pronto! Uma tinta sustentável feita de terra e cola e que pode custar até 75% menos do que as tintas convencionais.

A conta é simples: se utilizar oito quilos de terra será preciso adicionar oito litros de água e quatro litros de cola branca. Somente neste exemplo é possível obter 18 litros de tinta sustentável! Outro diferencial é que é uma solução 100% livre de substâncias tóxicas. Além disso, a secagem também é rápida e não deixa cheiro no ambiente. A durabilidade da tinta é de três anos, em média.

VITRINE – Veganz, primeiro supermercado vegano, abrirá em diversos países

5 novembro, 2015 às 11:47  |  por Ana Maria Ferrarini

No Brasil está crescendo o número de veganos e vegetarianos. Vamos esperar um desses por aqui também!

Veganz, a primeira rede de supermercados totalmente vegana, chegará nos Estados Unidos em 2016.

De acordo com o site True Activist, o primeiro supermercado vegano, “Veganz”, que foi fundado em Berlim, na Alemanha, abrirá uma loja em Portland, Oregon.

A Alemanha é conhecida por ter diversas lojas veganas.

O fundador do supermercado, Jan Bredack, já escreveu um livro sobre o assunto e tomou a decisão de abrir o supermercado quando descobriu uma série de produtos veganos nos Estados Unidos e na Rússia, ele diz.

Ele acredita que não há uma quantidade grande de produtos sem derivados de animais em lojas comuns, e queria que fosse mais fácil para todos que se tornassem veganos.

Há dois supermercados Veganz em Berlim, e um terceiro deve abrir ainda neste ano. As lojas estão localizadas em Hamburg, Munic e Frankfurt. No dia 13 de março, a Veganz vai abrir uma filial pela primeira vez fora da Alemanha, em Viena, com planos também para filiais em Londres, Amsterdam, Zurique, Barcelona, Milan e Copenhague no ano que vem, além dos Estados Unidos. Haverá também uma loja de roupas e sapatos e um restaurante.

Fonte: Equipe de Conteúdo – ANDA

veganz-alemanha

Primeiro supermercado vegano abrirá em várias cidades, incluindo Viena, Londres e Barcelona. (Crédito: Veganz)

 

 

CONSUMO RESPONSÁVEL – Reciclando hábitos

9 setembro, 2015 às 17:00  |  por Ana Maria Ferrarini

A internet e as redes sociais estão reformulando não só a maneira como interagimos, mas também a maneira que consumimos: trocas, empréstimos e aluguel de produtos são transações que agora podem ser feitas online. Consciência ambiental ou cultural, necessidades financeiras ou circunstanciais, os motivos que unem aquele que quer compartilhar com o que está disposto a pagar pelo uso são diversos, mas  reforçam um tendência de mudança nos modelos de consumo.

Encarando as transformações sociais e buscando reunir clientes e fornecedores através da internet que a plataforma Rent for All  esta propondo fazer a conexão entre pessoas que precisam de determinado objeto àquelas que têm esse objeto, não vão usá-lo e estão dispostas a alugá-lo. O argumento é simples, utilizar o que já está disponível gera menos desperdício, de dinheiro e de espaço, movimenta a economia e os espaços antes inutilizados.

Aliado a isso, a plataforma Rent for All busca estimular o consumo compartilhado de produtos e alimentar uma cultura do bem, que preza pela redução do consumo de resíduos, reutilização de produtos e reciclagem A ideia principal oferecida pela portal é dividir o uso de alguma coisa com outras pessoas, pode ser uma roupa, uma máquina, um apartamento inteiro, um barco ou só um quarto. Beneficia-se quem compartilha e também quem aluga.

ATITUDES SUSTENTÁVEIS – Bazar de uniformes usados

3 setembro, 2015 às 15:29  |  por Ana Maria Ferrarini

Atitude nota 10 da Escola Atuação de Curitiba: bazar de uniformes usados. A iniciativa é tradicional na escola. Os uniformes são vendidos a R$ 5,00. Mais economia para mães e pais e estímulo para o consumo responsável e contra o desperdício. E ainda dissemina os conceitos de reaproveitamento e sustentabilidade. A escola se encarrega em lavar as peças e retirar possíveis bordados com nome dos alunos. Atitude sustentável que merece registro e aplausos. E também deve ser compartilhada e copiada. Este tipo de ação é muito comum fora do país onde as garage sales vendem peças e objetos usados.