Opinião e análise do futebol paranaense

  • Inglaterra

    Clube de Kazim (ex-Coritiba) e Wayne Rooney cai para a terceira divisão

    Kazim no Derby
    Kazim no Derby (Foto: Reprodução/Dcfc.co.uk)

    O Derby County foi rebaixado para a terceira divisão da Inglaterra. O time perdeu por 1 a 0 para o QPR, nessa segunda-feira, e não tem mais como escapar da queda nas três últimas rodadas. O clube foi punido com a perda de 21 pontos por erros administrativos e financeiros. Se não fosse essa punição, a equipe teria somado em campo pontos suficientes para escapar do rebaixamento.

    ROONEY
    O técnico da equipe é o lendário Wayne Rooney, 36 anos, que até a temporada 2020-21 ainda era o player-manager da equipe (além de técnico, entrava em campo e jogava). A função de player-manager é uma tradição britânica – clique aqui para lembrar de outros 10 nomes históricos dessa dupla função. O mais famoso foi o holandês Ruud Gullit, no comando do Chelsea de 1996 a 1998. Em 2021-22, porém, Rooney apenas foi treinador (manager) do Derby.

    KAZIM
    O Derby contou com os serviços do centroavante Colin Kazim-Richards, 35 anos, na temporada 2021/22. Ele jogou no Coritiba em 2016. Estava livre no mercado e foi contratado para o Brasileirão daquele ano. Atuou em 25 jogos (4 pela Copa Sul-Americana), marcou 3 gols e participou diretamente de outros 7 (entre assistências, pênaltis sofridos e chutes que provocaram rebotes). No final de 2016, o Coxa vendeu o atacante por valor equivalente a 295 mil euros para o Corinthians.

    Na temporada 2021-22, Kazim sofreu duas lesões graves. Ficou 90 dias de fora no primeiro turno por contusão no tendão de Aquiles e, depois, em março, sofreu uma lesão no tornozelo, perdendo o resto da temporada.

    O jogador atuou em 23 rodadas (5 como titular), marcou 3 gols e deu 1 assistência. Teve nota média de 6,36 no ranking do WhoScored, ficando em 19º lugar entre os jogadores do Derby.

    HISTÓRIA DE KAZIM
    Kazim nasceu na Inglaterra, mas defende a seleção da Turquia desde as categorias de base. Pela seleção da Turquia, ele soma 37 partidas, dois gols e quatro assistências. Disputou a Eurocopa de 2008 (atuou em cinco jogos). Outros 18 jogos foram por amistosos, sete por Eliminatórias da Copa e sete por Eliminatórias da Euro. Na maior parte do tempo, foi utilizado como ponta na seleção – atua na direita como na esquerda. Com 1,85 m de altura, jogou também como centroavante em algumas ocasiões.

  • Europa

    VÍDEO: Jogador ex-Paraná Clube marca golaço de falta no Campeonato Francês

    Caio Henrique em ação pelo Paraná Clube
    Caio Henrique em ação pelo Paraná Clube (Foto: Arquivo Bem Paraná/Geraldo Bubniak)

    O lateral/meia Caio Henrique, 24 anos, marcou um golaço de falta na vitória do Monaco por 2 a 1 sobre o Troyes no Campeonato Francês de 2021/22, no último domingo. Veja o vídeo do gol após o texto.

    O jogador atuou no Paraná Clube em 2018, emprestado pelo Atlético de Madri. No Brasileirão 2018, ele disputou 27 partidas (22 como titular). Não marcou gols e fez três assistências. Ele atuou como segundo volante naquela temporada. Em 2019, no Fluminense, virou lateral-esquerdo.

    Em 2020, o jogador assinou contrato de cinco temporadas com o Monaco, que pagou 8 milhões de euros (cerca de R$ 52 milhões) ao Atlético de Madrid.

    Por Caio Henrique ter ficado um ano no clube, o Paraná recebeu uma parte da transferência, por meio do Mecanismo de Solidariedade. O clube paranaense ficou com cerca de R$ 260 mil. Do valor total, 5% são distribuídos entre os clubes que participaram da formação do jogador (período dos 12 aos 23 anos).

    Na atual temporada, Caio Henrique é o titular da lateral-esquerda do Monaco e é o líder em assistências da equipe na Liga Francesa, com seis passes para gols. Disputou 27 jogos e marcou dois gols. Os destaques da equipe são os atacantes Ben Yedder (França) e Volland (Alemanha), o ponta Gelson Martins (Portugal) e os meias Golovin (Rússia) e Fàbregas (Espanha).

    <div class="dugout-video dugout-embed-eyJrZXkiOiJlSVllYmoxbSIsInAiOiJiYW0tcGFyYW5hIiwicGwiOiIifQ=="></div><script type="text/javascript" src="https://embed.dugout.com/v3.1/bam-parana.js"></script>
  • Análise

    Morínigo repete o esquema de 2021, mas muda detalhe no estilo de jogo do Coritiba

    Egídio enfrenta o Cianorte: lado esquerdo ganhou poder ofensivo
    Egídio enfrenta o Cianorte: lado esquerdo ganhou poder ofensivo (Foto: Valquir Aureliano)

    O técnico Gustavo Morínigo começou 2022 usando o mesmo esquema tático que predominou em 2021, o 4-2-3-1. Apesar de manter o mesmo 'desenho', o treinador apresentou um estilo de jogo com algumas diferenças na primeira partida da temporada, na vitória por 1 a 0 sobre o Cianorte.

    JOGO 'POR BAIXO'
    Em 2021, o Coritiba usou e abusou das bolas altas. O time tentou aproveitar a força do centroavante Léo Gamalho no jogo aéreo e também do ponta Waguininho, que normalmente supreendia o lateral adversário entrando na área, em 'diagonal', para finalizações de cabeça.

    Contra o Cianorte, Léo Gamalho não jogou porque testou positivo para Covid-19. O ponta Alef Manga, de 1,90 m de altura, começou como centroavante, com Nathan Fogaça (direita) e Igor Paixão (esquerda) nas pontas. Com essa formação, o Coritiba mudou a maneira de definir a jogada. Os cruzamentos pelo alto foram raros e o time buscou mais os cruzamentos rasteiros. Manga, aliás, ficou pouco tempo centralizado ou na área. Movimentou-se bastante e procurou se aproximar de outros jogadores para tabelas e, na falta dessa opção, usou os dribles curtos.

    FORÇA PELA ESQUERDA
    Em 2021, o Coritiba pouco construiu pelo lado esquerdo. Guilherme Biro teve pouca liberdade para apoiar e acabou se destacando pela força defensiva. Agora em 2022, contra o Cianorte, o Coritiba ganhou bastante poder ofensivo pela esquerda com o apoio de Egídio. O veterano de 35 anos mostrou qualidade nos passes e na visão de jogo, levando o time à linha de fundo em momentos oportunos, sem a necessidade de correria.

    O QUE NÃO DEU CERTO
    Novamente, o Coritiba ficou 'engessado' quando Matheus Sales precisa fazer a função de Val. Isso ocorreu contra o Cianorte e diversas vezes em 2021. Sales é uma boa opção para amarrar o jogo, para funções defensivas. Com a bola, porém, tem dificuldade de fazer o jogo fluir pelo centro. A tendência é que Andrey modifique esse cenário.

    VARIAÇÃO
    Outra opção para mudar esse cenário é a variação apresentada nos 20 minutos finais da partida de sábado. Com a entrada de Régis como meia ofensivo centralizado, Robinho recuou e virou volante. O 4-2-3-1 foi mantido. O desempenho de Robinho foi positivo, inclusive nos aspectos defensivos. Claro que é preciso considerar o nível do adversário – o Cianorte é distante da realidade que o Coritiba vai enfrentar na Série A. No entanto, essa variação pode ser usada para situações de fim de jogo, em que o Coritiba precise mais qualidade no passe pelo centro (com Robinho) e mais poder de fogo perto da área (com Régis).

    SAÍDA DE BOLA
    O Coritiba manteve a saída de bola de 2021, com Willian Farias recuando entre os zagueiros e os dois laterais avançando simultaneamente. Contra o Cianorte, o time apresentou irregularidade nesse aspecto em alguns momentos, mas não teve problemas graves. Ainda é cedo para tirar conclusões.

    FATOR GAMALHO
    Léo Gamalho voltou aos treinos nessa segunda-feira (dia 24) e pode ser relacionado para a partida de quinta-feira, contra o Operário. Com ele ou com Luizão de centroavante, é possível que o técnico Gustavo Morínigo volte a usar o estilo de 2021, com mais bola aérea e mais jogadas de 'pivô'. Fica a dúvida se o que ocorreu contra o Cianorte foi uma adaptação pelas peças disponíveis ou se será uma nova forma de jogo para 2022.

  • Ídolo da torcida

    Nikão é o maior artilheiro do Athletico na Sul-Americana

    Nikão comemora gol na final: artilheiro histórico
    Nikão comemora gol na final: artilheiro histórico (Foto: Franklin de Freitas)

    Nikão é o maior artilheiro do Athletico na história da Copa Sul-Americana. O jogador disputa a competição pela quarta vez pelo clube paranaense e soma 9 gols em 27 jogos. Veja os números

    NIKÃO NA SULA
    0 gol em 2 jogos em 2010
    1 gol em 4 jogos em 2015
    4 gols em 11 jogos em 2018
    4 gols em 12 jogos em 2021

    NIKÃO PELO ATHLETICO (competições oficiais)
    47 gols 302 jogos pelo clube

    MAIORES ARTILHEIROS DO ATHLETICO NA SUL-AMERICANA
    Em toda história da competição, criada em 2002
    1º Nikão 9 gols em 27 jogos
    2º Pablo 5 gols em 12 jogos
    3º Vitinho 4 gols em 9 jogos
    3º Marcos Aurélio 4 gols em 8 jogos
    5º Christian 3 gols em 10 jogos

    ARTILHEIROS DA SUL-AMERICANA 2022
    1º Agustin Álvarez Martínez (Peñarol) 10 gols
    2º Artur (Bragantino) 7 gols

    9º Nikão, Terans e Vitinho 4 gols

  • Ex-Athletico

    Bruno Guimarães entra em seleção dos melhores brasileiros na Europa

    Os melhores brasileiros no Big Five da Europa
    Os melhores brasileiros no Big Five da Europa (Foto: Reprodução/Twitter/SofascoreBR)

    O volante Bruno Guimarães, 23 anos, está entre os melhores brasileiros em atividade na temporada 2021/22. Ele figura em uma seleção brasileira com os 11 melhores jogadores (o melhor de cada posição) no ranking do Sofascore, considerando apenas as cinco maiores ligas da Europa (Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália e França).

    Bruno Guimarães, que brilhou no Athletico Paranaense e hoje defende o Lyon, tem duas assistências e não fez gols nas 12 partidas pelo clube francês na temporada 2021/22. Tem nota média 7,12 no Sofascore.

    O brasileiro com maior nota média é o ponta Vinícius Junior, do Real Madrid, com 7,31. Ele é jogador do país com mais gols no Big 5 da Europa, com sete no total. E ainda deu duas assistências.

    A principal surpresa na seleção brasileira do Big 5 é o lateral Danilo Soares, 30 anos, que nunca jogou profissionalmente no Brasil. Formado na base do Grêmio, ele deixou o país em 2010 para defender o Austria Lustenau. Chegou à Alemanha em 2013, contratado pelo Ingolstad. Está no Bochum desde 2017.

    O ranking do Sofascore também evidencia a crise na lateral-direita. A melhor média da posição é de Danilo, da Juventus, 6,94. É o único da seleção brasileira do Big 5 com média abaixo de 7,00. Quem mais se aproxima dele é Emerson Royal, do Tottenham, com 6,84.

  • Mercado da bola

    Como estão na Europa as últimas grandes vendas do Athletico

    Vitinho comemora gol contra o Aucas, na Sul-Americana
    Vitinho comemora gol contra o Aucas, na Sul-Americana (Foto: Arquivo Bem Paraná/Franklin de Freitas)

    O ponta Vitinho, 22 anos, e o zagueiro Robson Bambu, 23 anos, foram as últimas grandes vendas do Athletico Paranaense. Vitinho foi vendido por 6 milhões de euros ao Dinamo de Kiev, da Ucrânia. Bambu saiu em julho de 2020, por 8 milhões de euros ao Nice, da França. Veja como eles estão no futebol europeu:

    VITINHO
    Vitinho só teve duas oportunidades como titular desde que chegou ao clube. Ainda não marcou gols ou fez assistências. Entrou como substituto em sete partidas. Não foi utilizado em outras nove partidas do clube ucraniano na temporada.

    O técnico da equipe é o romeno Mircea Lucescu, que é fã declarado do futebol brasileiro. Ele era o treinador do Shakhtar Donetsk, de 2003 a 2015, período que o clube ucraniano ficou famoso por importar brasileiros, entre eles, Fernandinho e Jadson.

    Em 2021, porém, Lucescu tem preferido usar nas pontas jogadores que estão há mais tempo no Dinamo, como o uruguaio Carlos de Peña (28 anos, ex-Middlesbrough-ING e Nacional-URU) e o ucraniano Tsygankov (23 anos).

    De positivo, Vitinho já pode estrear na Champions League. Ele entrou nos 29 minutos finais da derrota por 1 a 0 para o Barcelona, no Camp Nou.

    BAMBU
    Robson Bambu fez 23 partidas pelo Nice na temporada 2020/21. Agora, o jogador se recupera de lesão e ainda não entrou em campo na temporada 2021/22. O clube é o segundo colocado do Campeonato Francês, atrás apenas do PSG. Os dois titulares da zaga são o brasileiro Dante (38 anos, ex-Bayern de Munique e seleção brasileira) e o francês Todibo (21 anos, ex-Barcelona).

  • Por onde anda

    Uruguaio ex-Paraná Clube se aposenta como jogador e vira auxiliar-técnico

    Javier Méndez em treino do Paraná Clube
    Javier Méndez em treino do Paraná Clube (Foto: Arquivo Bem Paraná/Valquir Aureliano)

    O uruguaio Javier Méndez, 38 anos, decidiu pendurar as chuteiras, mas vai seguir trabalhando no futebol. O volante, que jogou no Paraná Clube em 2010 e 2011, começou a temporada 2021 como jogador do Progreso, da primeira divisão uruguaia. No entanto, sofreu uma nova lesão e decidiu aceitar o cargo de auxiliar-técnico no Villa Española, atual lanterna do Campeonato Uruguaio.

    Javier Méndez chegou ao Paraná no final de 2010 e disputou apenas três partidas naquele ano. Em 2011, começou como titular e participou da campanha do penúltimo lugar, que provocou o rebaixamento do clube à segunda divisão do Paranaense. Foram apenas oito partidas do uruguaio na temporada 2011. Em seguida, foi para o JMalucelli. Voltou ao Uruguai em 2013 e atuou por cinco clubes diferentes no país até 2021, quando decidiu se aposentar.

  • Copa Sul-Americana

    Athletico reencontra o clube de David Ferreira, Viafára e Edwin Valencia

    Valencia, em treino do Athletico
    Valencia, em treino do Athletico (Foto: Arquivo Bem Paraná/Franklin de Freitas)

    O sorteio da Copa Sul-Americana colocou no caminho do Athletico Paranaense um velho conhecido. O América de Cali já enfrentou quatro vezes o Furacão, todas pela fase de grupos pela Libertadores. Foram duas vitórias colombianas, um empate e uma vitória brasileira.

    Os duelos de 2005 serviram para o Athletico abrir o olho e contratar reforços do América de Cali. De lá, vieram o meia David Ferreira, o volante Edwin Valencia e o goleiro Viáfara. Ferreira virou ídolo e Valencia sempre teve o respeito da torcida atleticana. Viáfara não brilhou no futebol paranaense, mas se destacou no Vitória. Hoje os três estão aposentados.

    Na última terça-feira, tive a oportunidade de ser entrevistado pela rádio Antena 2 da RCN, da Colômbia, e pude lembrar da passagem dos colombianos pelo Athletico.

    No mesmo dia, fui entrevistado pelo site Futbolred, da Colômbia, e fiz uma análise da temporada 2021 do Athletico. Acredito que vale a leitura: clique aqui para ver.

  • Poesia da bola

    Ao divino Baggio, com carinho

    O Divino Baggio
    O Divino Baggio (Foto: Reprodução/Netflix)

    O Divino Baggio não é um filme sobre um jogador de futebol.

    É um filme sobre um ser humano.

    Não é sobre 'o cara que errou o pênalti na Copa'. É sobre o cara que errou.

    O cara que errou diversas vezes.

    O cara que errou e encantou. Que amou, que lutou, que brilhou...

    É um filme que não cabe em um texto. Sobre um jogador que não cabe em um filme.

  • Famílias do futebol

    Ex-jogador tem três filhos atuando por seleção de país europeu

    Os quatro irmãos Thill, de Luxemburgo
    Os quatro irmãos Thill, de Luxemburgo (Foto: Reprodução/Instagram/Thill.Olivier)

    Você conhece um pai que conseguiu emplacar três filhos em uma seleção nacional?

    Há os casos clássicos de irmãos da bola, como Frank e Ronald de Boer, Gary e Phill Neville, Raí e Sócrates, Romelu e Jordan Lukaku, Brian e Michael Laudrup, Eden e Thorgan Hazard....

    No entanto, é difícil imaginar três irmãos jogando juntos ao mesmo tempo na seleção. 

    É o que está ocorrendo com Luxemburgo, dos irmãos Olivier, Sebastien e Vincent Thill. Os três fazem parte do grupo que defende a seleção nas Eliminatórias para a Copa. Vincente e Olivier foram titulares na vitória épica, fora de casa, sobre a República da Irlanda, na semana passada, em 27 de março. Sebastien ficou no banco. Os três já marcaram gols pela seleção.

    O pai do trio é Serge Thill, 52 anos, que foi jogador de 1990 a 2002, atuando por clubes de Luxemburgo. De 1993 a 1996, ele jogou na Bélgica, no Athus. No total, disputou 13 partidas pela seleção de Luxemburgo.

    Serge tem quatro filhos. O mais novo ainda não começou a carreira futebolística. Os três profissionais da bola jogam no Exterior.

    OS TRÊS IRMÃOS DE LUXEMBURGO
    Olivier, meia, 24 anos
    Clube: Vorskla (Ucrânia)
    Seleção: 29 jogos e 2 gols

    Sebastien, meia, 27 anos
    Clube: Tambov (Rússia)
    Seleção: 11 jogos e 1 gol

    Vincent, ponta, 21 anos
    Clube: Nacional (Portugal)
    Seleção: 37 jogos e 3 gols

    IRMÃOS GOLEADORES
    A situação da família Thill chamou a atenção do jornal The Guardian, da Inglaterra, que lembrou de outras famílias do futebol. O grande destaque é a família do ganês Abedi Pelé, hoje com 56 anos e campeão da Liga dos Campeões de 1992-93, pelo Olympique Marseille. Ele fez 33 gols pela seleção de Gana e viu seus três filhos também marcarem: Kwame Ayew (9 gols), André Ayew (14 gols) and Jordan Ayew (12 gols).

    HAZARD
    O pai do trio Eden, Thorgan e Kylian também foi jogador de futebol. O zagueiro Thierry Hazard, hoje com 55 anos, jogou em clubes belgas nos anos 90. Eden e Thorgan hoje defendem a seleção. O irmão mais novo, Kylian, defende o Cercle Brugge e ainda não chegou à seleção belga.

  • Violência

    Jogador ex-Athletico e Coritiba comete falta grotesca e é expulso na Alemanha

    Paulo Otávio comete falta bizarra em Dabbur, do Hoffenheim
    Paulo Otávio comete falta bizarra em Dabbur, do Hoffenheim (Foto: Reprodução/Twitter/ESPN)

    O lateral-esquerdo Paulo Otávio, 26 anos, virou notícia na Alemanha. No sábado (dia 6), ele foi expulso após atravessar o gramado para dar um golpe violento por trás, uma 'tesoura' no centroavante isralense Dabbur, do Hoffenheim. O time do brasileiro, o Wolfsburg, já perdia por 2 a 1 e a falta violenta aconteceu aos 49 minutos do segundo tempo.

    Clique aqui para ver o vídeo do lance, no Twitter da ESPN.

    O principal jornal esportivo da Alemanha, o Kicker, fez uma matéria sobre a jogada grotesca de Paulo Otávio.

    O adversário, Dabbur, não se lesionou na jogada. Paulo Otávio publicou um pedido de desculpas no Instagram.

    HISTÓRIA
    Paulo Otávio surgiu na base do PSTC e, ainda com idade de juniores, chegou ao Athletico Paranaense.

    No início de 2012, quando tinha 18 anos, o jogador foi promovido ao profissional e lançado como titular improvisado na lateral-direita. A decisão foi do técnico uruguaio Juan Ramon Carrasco, que não tinha nenhum lateral-direito no elenco. Paulo Otávio não teve bom desempenho e deixou a equipe após cinco partidas. Em seguida, Carrasco passou a improvisar Pablo (hoje centroavante do São Paulo) na lateral-direita.

    Em 2013, Paulo Otávio foi para o Coritiba e também teve fraco desempenho. Acabou emprestado para Santo André e Paysandu.

    O jogador só começou a se destacar mesmo em 2016, no LASK, da Áustria. O Ingolstad, da Alemanha, comprou o jogador por 1,3 milhão de euros em 2017. Em julho de 2019, o Wolsfburg investiu 1,1 milhão de euros para adquirir o lateral.

    O lance de sábado foi o primeiro cartão vermelho de Paulo Otávio no futebol alemão.

  • Cinema em casa

    Os melhores filmes de esportes disponíveis na Disney Plus

    McFarland
    McFarland (Foto: Reprodução/DisneyPlus.com)

    A Disney Plus chegou ao Brasil e tem alguns títulos interessantes de esportes. Na minha pesquisa no catálogo do serviço de stream, não encontrei filmes sobre o nosso futebol — há apenas a série argentina Once, que não tive coragem de enfrentar.

    Em todo caso, alguns filmes de esportes da Disney Plus podem ser bem interessantes. O melhor, na minha opinião, é McFarland, de 2015, com Kevin Costner. É sobre cross country, um esporte que eu pouco conhecia. É uma história real com riqueza de detalhes e bons personagens.

    Aliás, todos os seis filmes que recomendo aqui são baseados em fatos reais. Segue a lista:

    1º McFarland, 2015, com Kevin Costner
    Cross Country

    2º Duelo de Titãs, de 2000, com Denzel Washington
    Futebol americano

    3º Jamaica Abaixo de Zero, de 1993, com John Candy
    Bobsled

    4º Estrada para Glória, de 2006, com Josh Lucas
    Basquete

    5º Invencível, de 2006, com Mark Whalberg
    Futebol americano

    6º Desafio do Destino, de 2002, com Dennis Quaid
    Beisebol

    Não recomendo:
    Safety, 2020, futebol americano
    A história real de Ray McElrathbey é interessante e merecia um filme, mas a qualidade dessa ‘obra’ ficou péssima (atuações esquisitas dos atores, ritmo ruim, personagens fracos e tentativa frustrada de fazer humor em algumas cenas)

    Filmes de esportes do catálogo da Disney Plus que ainda não vi:
    - Nós Somos os Campeões
    - Rainha de Katwe
    - Arremesso de Ouro
    - Secretariat
    - O Melhor Jogo da História
    - Desafio no Gelo

    Fico no aguardo de indicações e comentários sobre esses filmes que ainda não vi. 

  • Desde 1971

    Os maiores zagueiros-artilheiros do Athletico na história do Brasileirão

    Thiago Heleno
    Thiago Heleno (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/José Tramontin)

    Thiago Heleno, 32 anos, é o maior zagueiro-artilheiro do Athletico na história do Campeonato Brasileiro. Ele soma 11 gols em 112 partidas pelo clube na Série A. O 11º gol dele ocorreu no último sábado, na vitória sobre o Santos. Contando todas as competições, o jogador tem 14 gols em 176 partidas pelo Furacão.

    OS ZAGUEIROS COM MAIS GOLS PELO ATHLETICO NA SÉRIE A

    Na história do Brasileirão (1971-2020)

    Jogador

    Gols

    Jogos

    Minutos por gol

    1º Thiago Heleno

    11

    112

    905

    2º Cleberson

    9

    49

    472

    3º Manoel

    9

    125

    1198

    4º Danilo

    9

    131

    1294

    5º Antônio Carlos

    6

    58

    835

    6º Rogério Corrêa

    6

    117

    1691

    7º Rafael Santos

    5

    31

    534

    8º Léo Pereira

    5

    61

    1066

    9º Paulo André

    5

    100

    1763

    10º Daniel Horst

    4

    20

    305

    11º Gustavo Caiche

    4

    55

    1166

     

    O segundo lugar fica com Cleberson (28 anos, hoje no CSA), somando 9 gols em 49 partidas. Ele tem a impressionante média de um gol a cada 472 minutos em campo — desempenho melhor que os meias Gabiru (um gol a cada 534 minutos) e Nikão (um a cada 715), por exemplo. Revelado na base do Athletico, ele defendeu o clube paranaense de 2012 a 2017.

    Outro zagueiro com média impressionante é Daniel Horst, hoje com 39 anos e aposentado do futebol profissional. Ele fez 2 gols em 9 jogos na campanha do título brasileiro de 2001. Em 2001, ele era a quinta opção para a zaga, atrás de Nem, Rogério Corrêa, Gustavo Caiche e Igor. Depois, Daniel marcou mais 2 gols 14 partidas em 2003. Deixou o clube paranaense em 2004.

  • Categorias de base

    Joias do Paraná Clube amargam o banco de reservas na Europa

    Jhonny Lucas
    Jhonny Lucas (Foto: Reprodução/Stvv.com)

    Os volantes Jhonny Lucas e Carlos Dias, revelações das categorias de base do Paraná Clube, ainda não se firmaram no futebol europeu. Os dois estão na reserva e pouco jogaram nos últimos meses. Veja a situação de cada um:

    JHONNY
    Em agosto de 2019, Jhonny Lucas foi vendido por 1 milhão de euros ao Sint-Truiden, da Bélgica, clube controlado por uma empresa japonesa. Clique aqui para saber mais.

    Na primeira temporada (2019-20), o brasileiro não entrou em campo pela equipe, que terminou em 12º lugar na primeira divisão.

    Na temporada 2020/21, Jhonny Lucas, 20 anos, só foi titular em um jogo (em 29 de agosto) e acabou escalado como extremo (meia ofensivo pelo lado do campo). Fora isso, só entrou como substituto em mais duas partidas em agosto, todas pelo campeonato nacional. Após 11 rodadas, o time está em 16º lugar entre os 18 participantes.

    A Jupiler Pro-League, a primeira divisão da Bélgica, é famosa por conseguir boas vendas do futebol europeu. Clique aqui para saber mais.

    O Paraná Clube manteve 10% de Jhonny Lucas e vendeu os 90% na transação de agosto de 2019.

    O técnico do Sint-Truiden, o australiano Kevin Muscat (ex-jogador do Wolverhampton-ING), vem usando o 4-4-2 como base. O meio-campo não tem volantes e é formado por dois médios e dois extremos.

    Na posição de médio, o treinador vem usando o argentino Colombatto (ex-River Plate-ARG e Perugia-ITA) e o togolês Samuel Asamoah. Os reservas imediatos deles são o belga De Ridder (ex-Southampton-ING) e o guineense Mory Konaté.

    CARLOS
    Carlos Dias, 20 anos, chegou ao Apoel Nicosia, do Chipre, em agosto. Até agora, só ficou 23 minutos em campo — entrou nos minutos finais da vitória por 4 a 0 sobre o PAEEK, pelo campeonato nacional.

    O valor da venda do jogador para o Apoel não foi divulgado.

    O clube do Chipre contratou o técnico irlandês Mick McCarthy, que comandou a seleção do seu país por dez anos e dirigiu o Wolverhampton-ING em seis temporadas.

    Os nomes mais conhecidos do elenco são o zagueiro brasileiro Rafael Santos (22 anos, ex-Flamengo), o centroavante israelense Ben Sahar (31 anos, ex-Hertha Berlim) e o meia dinamarquês Mike Jensen (32 anos, que tem 7 jogos pela seleção no currículo).

    O Apoel não faz uma boa temporada. Foi eliminado no playoff da Liga Europa pelo Slovan Liberec, da República Tcheca, e está em 10º lugar no campeonato nacional.

  • Mercado da bola

    Francês revelado pelo Paraná Clube deixa equipe da Escócia

    Site do Livingston comunica a rescisão com Aymen Souda
    Site do Livingston comunica a rescisão com Aymen Souda (Foto: Reprodução/livingstonfc.co.uk)

    O atacante Aymen Souda, 27 anos, rescindiu contrato com o Livingston, 8º colocado da primeira divisão da Escócia. O jogador nascido na França atuou nos juniores do Paraná Clube em 2011. Em 2012, foi promovido ao profissional do clube paranaense.

    David Martindale, dirigente do Livingston, comunicou a saída de Souda do clube em 5 de outubro e elogiou o jogador, que vinha atuando como ponta e marcou quatro gols em 27 jogos na Escócia. “Demorou um tempo para ele se adaptar ao futebol escocês e aos nossos métodos no clube, mas ele continuou a trabalhar forte”, destacou Martindale, para o site oficial do clube escocês. “É justo afirmar que Aymen tem saudades de casa e a Covid-19 pesou na maneira como ele vinha se sentindo”, disse, relatando que o jogador pretende volta à França. “Ele não pode voltar para a França enquanto estiver jogando em Livingston devido aos protocolos de quarentena”, explicou. “Depois de uma série de conversas com Aymen ficou claro que a melhor solução para todos era um acordo mútuo para rescisão contratual”.

    NO PARANÁ
    Aymen Souda, francês com origem tunisiana, surgiu nas categorias de base do Nice, da França. Em 2011, decidiu terminar a formação nos juniores do Paraná Clube. Foi promovido ao profissional em 2012 e disputou apenas quatro jogos naquele ano – nenhum como titular e não fez gols. Em 2013, jogou a segunda divisão do Paranaense pelo Paraná, disputando 12 jogos (quatro como titular) e marcando três gols. Deixou o clube em 2014 e acertou com o Cádiz, da Espanha. Depois rodou por Étoile du Sahel e Kasserine, ambos da Tunísia.

    De 2015 a 2018, atuou em clubes pequenos do futebol da Bulgária, com pouco destaque (apenas 22 jogos e 3 gols). No final de 2018, teve passagem apagada pelo DC Karabukspor, da segunda divisão da Turquia. Depois acabou rebaixado para a segunda divisão da Romênia com o FC Dunarea Calarasi. Chegou ao Livingston em 2019. Agora, o jogador está livre no mercado.

    Clique aqui para saber mais sobre estrangeiros que atuaram pelo Paraná Clube.

  • Análise de desempenho

    Athletico tem três jogadores em seleção ‘brazuca’ da Libertadores 2020

    A seleção montada pelo Sofascore
    A seleção montada pelo Sofascore (Foto: Reprodução/Twitter/SofascoreBR)

    O Athletico Paranaense tem três representantes em seleção com os melhores jogadores dos clubes brasileiros na edição 2020 da Copa Libertadores. A equipe foi divulgada nessa sexta-feira (dia 2) pelo Sofascore, com base no ranking do site.

    A cada partida, os jogadores recebem notas de 0 a 10. O ranking é atualizado a cada rodada.

    A competição teve cinco rodadas disputadas até agora. A seleção, portanto, é provisória. Só a fase de grupos é considerada para esse ranking do Sofascore.  

    Os três do Athletico na seleção são o zagueiro Thiago Heleno, com nota média 7,88, o volante Christian (7,43) e o lateral-direito Jonathan (7,20).

    Sete clubes brasileiros disputam a fase de grupos da Libertadores 2020. Nessa seleção do Sofascore, a equipe com mais jogadores é o Santos, com quatro. O Athletico é o segundo, com três. Palmeiras (2), São Paulo (1) e Flamengo (1) são outras equipes que entraram nessa lista. Grêmio e Internacional ficaram sem representantes entre os 11 melhores.

    O Sofascore adotou o limite de três partidas disputadas para entrar na seleção — 60% da competição.

    Entre os clubes brasileiros, Thiago Heleno é o jogador com maior nota média. Considerando os 32 clubes, ele tem a sexta maior nota média.

    Confira os melhores jogadores dos clubes brasileiros na Libertadores, considerando o limite de 3 jogos disputados:

    Confira os melhores do Athletico na Libertadores 2020, considerando o limite de 3 jogos disputados:

  • Europa

    Liga dos Campeões 2020/21 começa com gol de atacante ex-Cianorte

    Thiago comemora gol pelo Omonia
    Thiago comemora gol pelo Omonia (Foto: Reprodução/youtube)

    A Liga dos Campeões da Europa 2020/21 já começou. No Brasil, a competição é famosa apenas pela fase de grupos e as preliminares são pouco divulgadas. A edição 2020/21, por exemplo, teve início em 8 de agosto, com as eliminatórias em jogo único entre os campeões de Kosovo, San Marino, Irlanda do Norte e Andorra. Os vencedores avançaram para a fase seguinte, também eliminatória em jogo único. Serão mais quatro eliminatórias até a fase de grupos.

    EX-CIANORTE
    O meia-atacante Thiago Ferreira, 33 anos, marcou o gol da vitória por 1 a 0 do Omonia, do Chipre, contra o Ararat, da Armênia, no último dia 19. O jogador atuou pelo Cianorte em 2011, 2013 e 2016. Está no futebol do Chipre desde 2016.

    Clique aqui para ver o gol de Thiago e os melhores momentos da partida.

    Nesta quarta-feira, o Omonia volta a jogar pela Liga dos Campeões, no duelo contra o Legia Varsóvia, da Polônia.

    No Chipre, Thiago vai enfrentar no campeonato nacional o volante Carlos Dias, que foi vendido pelo Paraná Clube ao APOEL, maior campeão do país, com 28 títulos. O Omonia é o segundo maior, com 21 títulos.

    O Omonia é comandado pelo norueguês Henning Berg, 50 anos, que disputou duas Copas do Mundo (1994 e 98) como jogador e chegou a 100 jogos pela sua seleção.

    EX-PARANÁ CLUBE
    O médio Alex Santana, 25 anos, é outro que estreou bem na Liga dos Campeões 2020/21. Ele foi titular na vitória do Ludogorets, da Bulgária, por 3 a 1 sobre o Buducnost, de Montenegro, no último dia 19. Nesta quarta-feira, o time búlgaro pega o Midtjylland, da Dinamarca, em mais uma eliminatória.

    Clique aqui para saber mais sobre as eliminatórias para a fase de grupos da Champions.

  • Champions

    Seleção da Liga dos Campeões tem Lewandowski no topo e três brasileiros

    A seleção do WhoScored da Liga dos Campeões 2019/20
    A seleção do WhoScored da Liga dos Campeões 2019/20 (Foto: Reprodução/WhoScored)

    O centroavante polonês Lewandowski alcançou a maior nota média na Liga dos Campeões 2019/20 no ranking do WhoScored. O site inglês, que atribui notas para os jogadores a cada partida, divulgou sua seleção com os melhores de cada posição na competição. Lewandoswki ficou com nota média 9,26 e forma o ataque com o brasileiro Gabriel Jesus, do Manchester City, com nota média 7,79.

    Outros dois brasileiros da seleção do WhoScored são Neymar e Marquinhos, do Paris Saint-Germain. Neymar terminou com a terceira maior média da atual edição, com 8,17. O segundo é o argentino Lionel Messi, do Barcelona, com 8,37.

    A SELEÇÃO DOS MELHORES DA LIGA DOS CAMPEÕES

    Jogador

    Posição

    Clube

    Nota média

    Navas

    goleiro

    PSG

    7,04

    Kimmich

    lateral-direito

    Bayern

    7,44

    Marquinhos

    zagueiro

    PSG

    7,28

    Upamecano

    zagueiro

    Leipzig

    7,26

    Davies

    lateral-esquerdo

    Bayern

    7,80

    Thiago Alcântara

    médio

    Bayern

    7,76

    Gnabry

    ponta

    Bayern

    7,75

    Neymar

    meia/ponta

    PSG

    8,17

    Messi

    meia/ponta

    Barcelona

    8,37

    Gabriel Jesus

    centroavante

    Man. City

    7,79

    Lewandoswki

    centroavante

    Bayern

    9,03

     

    OS ARTILHEIROS

    Jogador

    Clube

    Gols

    Jogos

    1º Lewandowski

    Bayern

    15

    10

    2º Gnabry

    Bayern

    9

    10

    3º Haaland

    Salzburg

    8

    6

    4º Kane

    Tottenham

    6

    5

    5º Sterling

    M. City

    6

    9

    6º Gabriel Jesus

    M. City

    6

    8

    7º Depay

    Lyon

    6

    8

    8º Mertens

    Napoli

    6

    8

     

    MAIS ASSISTÊNCIAS

    Jogador

    Clube

    Assist.

    Jogos

    1º Di Maria

    PSG

    6

    9

    2º Mpabbé

    PSG

    5

    10

    3º Lewandowski

    Bayern

    5

    10

    4º Ziyech

    Ajax

    4

    6

    5º Neymar

    PSG

    4

    6

    6º Mahrez

    M. City

    4

    7

    7º Aouar

    Lyon

    4

    8

    8º Kimmich

    Bayern

    4

    11

    O Sofascore, site semelhante ao WhoScored, também divulgou sua seleção da Liga dos Campeões. A diferença fica com a entrada do belga De Bruyne no lugar de Gabriel Jesus, já que o esquema tático adotado foi o 4-2-3-1. Na zaga, Thiago Silva ganha o lugar de Marquinhos.

  • Champions

    Seleção da Liga dos Campeões tem dois brasileiros e dois argentinos

    O time dos 11 melhores da Liga dos Campeões, segundo o WhoScored
    O time dos 11 melhores da Liga dos Campeões, segundo o WhoScored (Foto: Reprodução/WhoScored)

    Dois brasileiros e dois argentinos estão na seleção provisória do site WhoScored com os melhores jogadores da Liga dos Campeões 2019/20. Os brasileiros Neymar e Marquinhos, do Paris Saint-Germain (PSG), estão na equipe com os 11 atletas com maiores notas médias na competição.

    O site atribui uma nota de 0 a 10 a cada partida. O ranking é atualizado a cada jogo. A seleção definitiva será conhecida após a final de domingo, entre Bayern de Munique e PSG.

    Neymar tem a segunda maior média da atual edição, com 8,47. A maior é do centroavante polonês Lewandowski, com 9,26. O terceiro é o argentino Lionel Messi, do Barcelona, com 8,37. Outro argentino que aparece na equipe dos melhores é Di Maria, do PSG.

    A SELEÇÃO DOS MELHORES DA LIGA DOS CAMPEÕES

    Jogador

    Posição

    Clube

    Nota média

    Navas

    goleiro

    PSG

    7,17

    Kimmich

    lateral-direito

    Bayern

    7,44

    Marquinhos

    zagueiro

    PSG

    7,32

    Upamecano

    zagueiro

    Leipzig

    7,26

    Davies

    lateral-esquerdo

    Bayern

    7,99

    Thiago Alcântara

    médio

    Bayern

    7,79

    Di Maria

    meia/ponta

    PSG

    7,92

    Gnabry

    ponta

    Bayern

    7,90

    Neymar

    meia/ponta

    PSG

    8,47

    Messi

    meia/ponta

    Barcelona

    8,37

    Lewandoswki

    centroavante

    Bayern

    9,26

     

    OS ARTILHEIROS

    Jogador

    Clube

    Gols

    Jogos

    1º Lewandowski

    Bayern

    15

    9

    2º Gnabry

    Bayern

    9

    9

    3º Haaland

    Salzburg

    8

    6

    4º Kane

    Tottenham

    6

    5

    5º Sterling

    M. City

    6

    9

    6º Gabriel Jesus

    M. City

    6

    8

    7º Depay

    Lyon

    6

    8

    8º Mertens

    Napoli

    6

    8

     

    MAIS ASSISTÊNCIAS

    Jogador

    Clube

    Assist.

    Jogos

    1º Di Maria

    PSG

    6

    8

    2º Mpabbé

    PSG

    5

    9

    3º Lewandowski

    Bayern

    5

    9

    4º Ziyech

    Ajax

    4

    6

    5º Neymar

    PSG

    4

    6

    6º Mahrez

    M. City

    4

    7

     

  • Fifa 20

    Bruno Guimarães monta ‘time dos sonhos’ com Pelé e Renan Lodi

    O time dos sonhos de Bruno Guimarães
    O time dos sonhos de Bruno Guimarães (Foto: Divulgação/EA Sports Fifa)

    O meio-campista brasileiro Bruno Guimarães, ídolo do Athletico Paranaense e destaque do Lyon (França), ganhou espaço especial no modo Ultimate Team do Fifa 20. Na última semana, ele montou o seu ‘time dos sonhos’, escolhendo 11 jogadores presentes no game eletrônico da EA Sports.

    O time escolhido por Bruno Guimarães é formado por Neuer; Carlos Alberto Torres, Sergio Ramos, Koulibaly e Renan Lodi; Thiago Mendes, Iniesta e Ronaldinho Gaúcho; Messi, Neymar e Pelé. No banco, o ex-jogador do Athletico colocou Pogba, Kanté, Alisson, Aguero, Cristiano Ronaldo, Marcelo e Varane.

    DESAFIO SEMANAL
    Quem possui o Fifa 20, poderia ter enfrentado o time Bruno Guimarães no modo Fifa Ultimate Team (FUT) até o último domingo. A partir dessa segunda-feira, o desafio é contra a equipe montada por Alexander-Arnold, lateral-direito do Liverpool.

    Toda semana, uma celebridade é convidada pela EA Sports para montar um ‘time dos sonhos’, que pode ser enfrentado por qualquer jogador de Fifa.

    GAMER
    Além de craque nos gramados, Bruno Guimarães também se destaca no videogame. Em 21 de julho, ele conquistou a Copa EI Games, promovida pelo Esporte Interativo, vencendo Andreas Pereira na final. A competição foi disputada no Fifa 20.