Entrelinhas do Jogo

Opinião e análise do futebol paranaense

Publicidade
Série B

As peças que podem arrumar o time do Coritiba

O time do Coritiba, antes do confronto com o Toledo
O time do Coritiba, antes do confronto com o Toledo (Foto: Valquir Aureliano)

Os nove primeiros jogos do Coritiba em 2019 deixaram a impressão que a Série B será, novamente, de muito sofrimento. O time apresentou algumas qualidades e demonstrou uma organização tática razoável, mas escancarou defeitos graves.

Um ponto crucial é a ausência de extremos (ou pontas) de qualidade. Kady fez uma grande partida em Foz do Iguaçu e, depois, apresentou um declínio. Iago Dias mostrou qualidade em finalizações, mas seguiu com dificuldades nos demais fundamentos (drible, marcação, passe, cruzamento e cabeceio). Nathan continua impressionando positivamente pela velocidade, mas ainda é muito afoito ao definir as jogadas. Algo natural para um novato de 19 anos. É um jogador a ser lapidado.

Entre os testados pelos lados do campo, Juan Alano teve o melhor desempenho. No entanto, ainda é pouco para lutar pelo acesso na Série B. Além disso, o Coritiba precisa de, pelo menos, dois jogadores de alto nível nessa função.

A aposta do clube era Welinton Junior, que sofreu lesão no início do ano e segue em recuperação.

A diretoria do Coritiba já avisou que procura um jogador para essa posição.

VOLANTES
Outro ponto crítico no Coritiba é o jogo pelo centro no meio-campo. Argel Fucks passou 2019 apostando em dois jogadores com pouca qualidade no apoio: João Vitor e Vitor Carvalho. Os dois serão úteis na Série B, mas não podem jogar juntos. São jogadores com muita qualidade nos desarmes e no posicionamento defensivo. No entanto, pouco contribuem para o jogo com a bola. Times que pretendem propor o jogo e dominar o adversário precisam de volantes construtores, aqueles jogadores com mais cara de “meia-central”.

Matheus Bueno era uma aposta para resolver esse problema, mas parece ter se traumatizado após a falha contra o Maringá.

O Coritiba afirma estar atrás de um volante com qualidade no apoio. Se errar nessa contratação, o clube terá um 2019 difícil.

OUTRAS POSIÇÕES
Claro que o Coritiba também tem problemas em outras posições, mas não são graves como nessas duas citadas. Com Wilson no gol, Rodrigão no ataque, Alan Costa na zaga, Giovanni no meio-campo e Mattioni (ou Sávio) na lateral-direita, o Coxa já conta com uma base interessante para início de trabalho.

Quem faz o blog

Jornalista formado pela UFPR, Silvio Rauth Filho é editor de Esportes do Bem Paraná. Acompanha o dia a dia de Athletico Paranaense, Coritiba e Paraná Clube desde 1996.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES