Opinião e análise do futebol paranaense

Itália

Revelado pelo Athletico, Hernani é comparado a Verón por técnico europeu

Hernani com a camisa do Parma: revelado no Athletico Paranaense
Hernani com a camisa do Parma: revelado no Athletico Paranaense (Foto: Divulgação/Parma1913.com)

O médio-centro Hernani, 26 anos, vive na temporada 2019/20 seu melhor momento no futebol europeu. Titular do Parma, o jogador vem se destacando pela criatividade no meio-campo, pelo apoio ao ataque e pela força defensiva. As boas atuações renderam até um elogio marcante do técnico Roberto D´Aversa, nascido na Alemanha e naturalizado italiano. Segundo o site Parmalive.com, o treinador de 44 anos comparou Hernani com o argentino Juan Sebastián Verón, que brilhou no clube italiano em 1998/99 e depois passou por Lazio, Manchester United, Chelsea, Internazionale e Estudiantes.

O Parma faz boa campanha na atual temporada, com o 9º lugar. Hernani é o terceiro do elenco que mais atuou. Somou 23 partidas (21 como titular) nas 25 rodadas disputadas pelo clube. Não fez gols, mas contribuiu com três assistências.

No ranking de desempenho do WhoScored, Hernani tem nota média de 6,99. Com isso, é o 16º melhor brasileiro em atividade nas cinco maiores ligas da Europa — clique aqui para ver.

COMPARAÇÃO COM VERON
“O que o senhor D'Aversa te pede em particular? Algumas semanas atrás, ele até o comparou com Veron”. Essa foi a pergunta do site Parmalive.com. A resposta de Hernani foi a seguinte: “Costumamos conversar com o técnico. Ele me dá uma grande ajuda e explica o que tenho que fazer. Não foi fácil para mim, especialmente quando cheguei aqui na Itália. Mas não apenas ele, toda a equipe. Também estou feliz pela comparação com Veron, mas ainda preciso fazer muito para estar lá, porque Veron fez muito pelo Parma e pelo futebol italiano, por sua história”.

HISTÓRICO NA EUROPA
Hernani foi vendido pelo Athletico Paranaense para o Zenit, da Rússia, por 8 milhões de euros, em janeiro de 2017. O técnico da equipe russa era o romeno Mircea Lucescu, 71 anos, famoso por adorar o futebol brasileiro. No Shakhtar Donetsk, esse treinador ficou marcado por conseguir adaptar vários jogadores brasileiros talentosos ao futebol europeu (como Jadson, Fernandinho e Willian, por exemplo).

Em junho de 2017, o Zenit trocou Lucescu pelo italiano Roberto Mancini. Hernani teve um início promissor no clube russo, mas o italiano não quis utilizá-lo. O brasileiro acabou emprestado para o Saint-Étienne, da França. Foram 17 jogos e quatro gols pelo clube francês, mas acabou vivendo uma temporada irregular. Retornou ao Zenit e acabou utilizado pelo técnico russo Semak na temporada 2018/19. Não conseguiu se firmar como titular, apesar de algumas boas atuações. Chegou ao Parma em julho de 2019, também por empréstimo. Desde então, virou peça-chave no esquema de Roberto D´Aversa, que comanda o Parma desde 2017.