Mundo do Trabalho

Novidades, desafios e soluções para a sua empresa

Publicidade

A Inteligência Artificial na Educação

Fonte imagem: https://www.revistaeducacao.com.br/inteligencia-artificial-educacao/

O desenvolvimento da Educação vem avançando em passos lentos no que diz respeito ao uso das tecnologias digitais. Algumas Instituições de Ensino estão aprimorando suas metodologias por meio do uso de ferramentas didáticas utilizando o conceito da nternet das Coisas - Internet of Things - IoT. Entre elas estão os livros impressos que possibilitam o acesso a vídeos didáticos por meio de sistema de QR code. Nesse sistema o estudante aproxima o seu smartphone do QR code e passa a ter acesso ao vídeo didático.

Obando em 2018 destacou a necessidade das Escolas migrarem da aprendizagem analógica para a digital. Somado ao avanço das práticas metodológicas desenvolvidas em sala de aula pelos educadores, que precisam se atualizar nessa área para poder atender as demandas da sociedade globalizada digitalmente.

Seguindo essa lógica, Salazar em 2018 comentou que o ambiente educacional precisa se adaptar à nova ordem digital da aprendizagem. As aulas de robótica dissociadas das outras disciplinas não são suficientes para atingir a preparação de cidadãos que vivem em uma sociedade digital. Considerando que as informações são transmitidas de diferentes lugares do planeta em tempo real, com segundos e/ou poucos minutos de diferença. O impacto social dessa realidade interfere significativamente na realidade desenvolvida em uma Instituição de Ensino.

Costa em 2009 indicou que a heurística associada a IA pode auxiliar no desenvolvimento de soluções para casos ainda não solucionados. "O cérebro humano consiste de 1011 neurônios e realiza processamento inteligente de forma exata e subjetiva. A Inteligência Artificial (IA) tenta trazer para o mundo da computação digital a heurística dos sistemas biológicos de várias maneiras, mas, ainda resta muito para que isso seja concretizado. No entanto, algumas técnicas como Redes neurais artificiais e lógica fuzzy tem mostrado efetivas para resolver problemas complexos usando a heurística dos sistemas biológicos".

Nessa trilha, SOUZA, SALLES, GAUCHE  em 2017 apresentaram uma pesquisa que indicou resultados positivos no uso da IA em aulas de Ciências por meio do uso de um software educacional com técnica desenvolvida em Raciocínio Qualitativo – QR. Utilizada na IA para “representar funções matemáticas por meio de raciocínio simbólico sem o uso de números e com relações de causalidade explicitamente modeladas”, auxilia na visualização exata dos efeitos de determinados fenômenos naturais no funcionamento dos sistemas sanitários de uma cidade. Esse software demonstra os efeitos da chuva em uma cidade, como a vazão dos rios, o tratamento da água e o abastecimento urbano.

Mais que implementar novas tecnologias como a IA, as Instituições de Ensino precisam preparar os Educadores para que percebam as novas tecnologias como ferramentas que auxiliam no processo educacional, mas não substituem a atuação e sensibilidade do Educador para perceber as dificuldades individuais, sociais, culturais e outras de cada estudante. E a partir dessa percepção auxiliar os estudantes por meio de incentivo para a superação dos desafios que surgirem em cada etapa do processo de aprendizagem.

Fonte: 

https://revista.redipe.org/index.php/1/article/view/626/583

https://doi.org/10.31921/doxacom.n27a15

http://www.scielo.br/pdf/rbz/v38nspe/v38nspea38.pdf

file:///C:/Users/Nicole/Downloads/6750-23302-2-PB.pdf

http://cidadejunior.org.br/

Quem faz o blog

Por Rejane Bressan. Mestre em Tecnologia, Especialista em EaD e na área de Treinamento Esportivo, Diretora do Programa Aprendiz Cidade Júnior, realiza pesquisas na área de gestão de pessoas e gestão de processos.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES