Na esquina do mundo

Turismo, lazer, gastronomia, arte...

Publicidade
TURISMO

Selina em Bariloche

Selina chega a Bariloche com um hotel localizado no coração da cidade
Selina chega a Bariloche com um hotel localizado no coração da cidade (Foto: Divulgação)

Selina chega em Bariloche

O hotel está localizado próximo ao Centro Cívico e conta com 56 quartos, piscina, spa, academia, restaurante e diversos espaços compartilhados

A Selina uma das marcas de hospitalidade que mais cresce no mundo, anunciou sua chegada em Bariloche com um hotel localizado no coração da cidade. Combinando quartos privativos e compartilhados, a marca revolucionou o conceito de hospedagem criando um ecossistema que oferece aos viajantes nômades de qualquer geração uma maneira diferente de viajar, viver e trabalhar de qualquer lugar do mundo.

Com acesso direto ao Cerro Catedral e a menos de 1 km do Centro Cívico, a propriedade foi inaugurada em junho com um investimento inicial de quase US$ 1 milhão. "Por causa da beleza de suas paisagens, Bariloche foi uma escolha natural dentro do plano de expansão de Selina na Argentina. É um dos destinos favoritos dos argentinos e turistas que buscam aventura, contato com a natureza e a gastronomia local. Estamos muito felizes em anunciar esta abertura porque é um projeto que estamos trabalhando há vários meses”, comentou Fernando Bigio, Head of Country na Argentina.

O hotel conta com 56 quartos, piscina interna e externa, academia, bar, spa e vários espaços compartilhados característicos da Selina: Playground, um bar / restaurante com uma variedade de pratos e bebidas típicas locais e internacionais; Selina Home, com sala de cinema, biblioteca e cozinha compartilhada; Área de Bem-Estar, onde aulas de ioga, dança, artes marciais, etc. são realizadas. Para os viajantes que buscam mais privacidade ou viajam em grandes grupos, a propriedade dispõe de apartamentos, cabanas e motorhome.

"Um dos nossos principais objetivos é criar uma forte ligação com a comunidade local e acreditamos que as áreas comuns da Selina podem ser um excelente ponto de encontro não só para os nossos hóspedes, mas também para os moradores de Bariloche trocarem ideias e experiências com os viajantes de os mais diversos países do mundo”, acrescentou Bigio.

O modelo de negócios Selina

O modelo exclusivo Selina começa identificando e adquirindo contratos de aluguel de longo prazo para propriedades existentes em locais atraentes, que são então renovadas em colaboração com artistas, designers e artesãos locais em uma transição que leva entre 90 e 120 dias.

Selina é uma comunidade global de destinos que combina o aspecto mais social de um hostel com o estilo de um hotel boutique. Cada local da marca é desenvolvido em torno de três pilares: o Nômade, que inclui acomodações exclusivas, espaços de coworking e áreas comuns; Tours & Transportation, um concierge de viagens entre propriedades e operador turístico que conecta os hóspedes com as melhores experiências em cada lugar; e Experience, a programação única no local de cada local que inclui conceitos locais de alimentos e bebidas, shows e eventos de arte ao vivo, workshops e conferências.

Fundada em 2015 por Rafael Museri e Daniel Rudasevski, a Selina opera mais de 45 propriedades em todo o mundo com localizações em toda a América Latina e Europa. Durante 2019, a marca deve inaugurar propriedades no Reino Unido, Portugal, Grécia, Israel, Estados Unidos, Brasil, México, Argentina, Peru e Chile. Até 2022 a rede deve estar presente em 19 países com 100 localidades e espera ter 100.000 leitos em todo o mundo.

Para mais informações sobre Selina, visite www.selina.com ou @selina no Instagram ou Facebook.

Quem faz o blog

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES