• Canabidiol também para pets

    O uso do canabidiol, um dos princípios ativos da Cannabis sativa (nome científico da maconha) vem sendo indicado para o tratamento de saúde de seres humanos. Mas a substância já é recomendada também para o tratamento de pets. O custo ainda é alto, mas já é uma alternativa para quem pode pagar para aliviar as dores relativas a uma série de doenças que atigem os pets.

    Um Congresso Nacional reúne neste sábado (17), em Curitiba, veterinários e outros especialistas que vão tratar do tema, no encontro que acontece na Ópera de Arame. 

    A farmacêutica da Drogavet, Sandra Schuster, rede de farmácias de manipulação, que promove o evento adianta um pouco sobre o assunto.        

    Papo Pet: O canabidiol é indicado em quais tratamentos?

    Sandra: Ele é indicado para tratamento de dor crônica em casos de câncer, problemas de coluna, tratamento de epilepsias, problemas cognitivos e melhora o bem-estar geral.

    Papo Pet: Em quais deles tem se mostrado mais eficiente?  

    Sandra: Ele tem apresentado ótimos resultados em casos de dor crônica, bem como em casos de epilepsias.

    Papo Pet: É para cães e gatos? Outros pets? 

    Sandra: Os estudos tem sido realizados na maioria das vezes em cães.

    Papo Pet: Como é possível adquir o produto? É caro o tratamento com o canabidiol? 

    Sandra: Com prescrição veterinária em duas vias. O custo do tratamento varia de acordo com o tamanho e peso do animal. Pode custar de R$ 500 a R$ 2 mil por mês.

    Papo Pet: No aspecto legal como é a liberação do uso na veterinária? 

    Sandra: Não há regulamentação específica para o uso veterinário. No caso do CBD, que não possui qualquer efeito psicoativo, ou seja, não causa dependência psíquica ou química, a ANVISA estabeleceu todo um procedimento para a importação e utilização através da RDC 17/15, inclusive classificando a substância como controlada. Já no âmbito do Ministério da Agricultura, que é o órgão competente para a regulamentação dos medicamentos de uso veterinário, o CBD  não consta no rol de substâncias sujeitas a controle especial, conforme disposto na IN 35/17.  

     

  • HiperZoo no Shopping Curitiba

    O HiperZoo inaugura sua segunda loja nesta quinta-feira (8), no Shopping Curitiba. Já conhecido dos curitibanos, desde 2016, com a primeira loja no bairro Parolin, o novo pet center conta mais de 300 m2 de área, está localizado no piso L1 do shopping e vai oferecer uma grande variedade de produtos para cães, gatos, aves, peixes, répteis e pequenos animais, que inclui alimentação, petiscos, acessórios, brinquedos e medicamentos.

    No dia da inauguração e no primeiro fim de semana (10 e 11), a loja receberá clientes e frequentadores do shopping com personagens do mundo animal realizando pequenas performances interativas. Os clientes que realizarem compras ganharão ainda brindes exclusivos.

    O Shopping Curitiba foi o primeiro na cidade a tornar-se pet friendly e a aceitar cães de grande porte, além de lançar eventos como sessão de cinema para tutores e animais, Carnaval e Halloween pet e trono pet nas ações de Natal. “Buscamos com esta nova parceria, levar um modelo de loja mais compacta e de conveniência, sem perder a experiência que a marca HiperZoo oferece aos seus clientes humanos e pets”, revela a sócia-proprietária do pet center, Patrícia Maeoka.

    A área de estética animal, com serviços para cães, gatos, coelhos, porquinhos-da-índia e ferrets, oferece uma infraestrutura moderna no piso superior da loja. O espaço conta ainda com uma novidade: o Villa Zoo, espaço para os tutores deixarem seus cães de pequeno e médio porte brincando enquanto estão no shopping center. Uma área com peixes, répteis e pequenos animais, também promete tornar a visita à loja ainda mais atrativa. Outro diferencial oferecido é o serviço de Pet Wash, um espaço exclusivo onde o próprio tutor pode dar banho no seu animal de estimação.

    Foto: Chico Martins 

  • Meu amigo Enzo, o filme

    Um sessão especial de cinema  para convidados vips e pets marcou a estreia do filme Meu amigo Enzo, no Cineplus Jardim das Américas, em Curitiba. A sala foi adaptada para receber os cães acompanhados de seus tutores, que assistiram em primeira mão a história narrada por um cão espirituoso e filosófico chamado Enzo, dublado pelo ator Kevin Costner. O filme estreia  nacionalmente nesta quinta, 8 de agosto.

    Baseado no premiado romance de Garth Stein, “Meu Amigo Enzo” (The Art of Racing in the Rain) é uma história emocionante narrada por um cão. Através de seu vínculo com seu tutor, Denny Swift (Milo Ventimiglia), um aspirante a piloto de corridas de Fórmula 1, Enzo ganha uma visão profunda e divertida da condição humana e entende que as técnicas necessárias na pista de corrida também podem ser usadas para passar com sucesso pela jornada da vida. O filme segue Denny e os amores de sua vida - sua esposa, Eve (Amanda Seyfried), sua jovem filha Zoe (Ryan Kiera Armstrong) e, finalmente, seu verdadeiro melhor amigo, Enzo. 

    O Cineplus reinaugurou recentemente sua sala 6 com um novo conceito: a TSX Laser, com 420 lugares e uma tela que mede mais de 150m². É a primeira sala de cinema do Sul da Brasil com um projetor 4K a laser RGB (red, green, blue). Além disso, a sala é equipada com som imersivo Dolby Atmos, tecnologia de som que acompanha os movimentos e ações do filme, deixando o espectador ainda mais inserido na história. O Cineplus conta ainda com mais cinco salas de cinema, todas com opção de projeção 3D.

  • Evento reúne gatos de 17 raças na Av. Paulista (SP)

    Gateiros e gateiras de São Paulo têm um programa imperdível no fim de semana de 3 e 4 de agosto: uma nova edição do maior evento de gatos da América Latina, com mais de 300 bichanos de 17 raças diferentes. A ação acontece no Club Homs – Avenida Paulista, com realização do Clube Brasileiro do Gato – CBG e da PremieRpet®, marca referência em alimentação de alta qualidade para cães e gatos.

     

    Da esquerda para a direita: gatos das raças Devon Rex (crédito: Silvia Pratta), Bengal, Don Sphynx, Maine Coon e Persa. Créditos: PremieRpet®.

    Com entrada gratuita, o evento já faz parte da programação cultural da cidade e proporciona aos visitantes a oportunidade de ver os bichanos de perto, além de aprender mais sobre as peculiaridades e obter dicas de cuidados com os animais. Os visitantes também poderão tirar dúvidas sobre nutrição felina e posse responsável com os médicos veterinários especialistas da PremieRpet®, que estarão à disposição no local.

    “É gratificante realizar o mais completo encontro temático do universo felino. Reunimos os apaixonados por gatos em um ambiente que proporciona lazer e muito aprendizado, com orientações sobre alimentação de alta qualidade e os melhores cuidados com os animais. Queremos disseminar o amor e respeito pelos pets, além de oferecer uma experiência única para os visitantes” explica Madalena Spinazzola, diretora de planejamento estratégico e marketing corporativo da PremieRpet®.

    Entre os destaques do evento está a participação de três felinos da raça Devon Rex, famosa por ter inspirado Steven Spielberg a criar as feições do personagem E.T., do filme E.T. – O Extraterrestre, um clássico dos anos 80. “Este gato de expressão doce possui uma pelagem crespa e bochechas muito salientes”, descreve Gerson Alves Pereira, presidente do Clube Brasileiro do Gato – CBG.


    Além do Devon Rex, Gerson destaca que diversas outras raças ainda pouco vistas no Brasil estarão presentes, como o Don Sphynx, que chama atenção pela ausência de pelos, o Bengal, com sua pelagem tigrada e aspecto selvagem, o Neva Masquerade, dono de olhos chamativos, e o Siberiano, grande e discreto. O exótico Burmês, com seus olhos amendoados, o gigante gentil Maine Coon, o conhecido gato Persa e os apaixonantes SRDs (sem raça definida) também prometem conquistar o coração do público.

    Quem passar pelo local poderá acompanhar ainda um concurso de beleza felina. Juízes internacionais vindos da Argentina, Dinamarca, Estônia, Alemanha, França e Brasil irão avaliar os animais de acordo com categorias que consideram raça, faixa etária e se baseiam nos critérios da FIFe - Fédération Internationale Féline. “No final, serão eleitos os melhores exemplares e o grande campeão de cada dia. Os ganhadores acumulam pontos para suas posições no ranking nacional”, explica o presidente do CBG.

    Por dentro do show
    E quem quiser entender um pouco mais sobre o universo da competição, os critérios de avaliação, ter acesso aos bastidores, conhecer as particularidades das raças e estar mais perto dos animais, poderá participar das visitas monitoradas. Elas ocorrem diariamente em três horários: 11h, 13h e 15h. Inscrições poderão ser feitas no stand da PremieRpet®, por ordem de chegada e com lista de interesse.

    Gateiros solidários
    Uma tradicional ação solidária também vai mobilizar os visitantes. Todos estão convidados a doar 1 lata/pacote de leite em pó, que será destinada à Casa Hope, instituição de apoio a crianças com câncer. A mesma quantidade arrecadada em leite, será doada pela PremieRpet® em alimentos para gatos para duas ONGs que acolhem gatinhos carentes: Catland e Confraria dos Miados e Latidos. Desde 2014 essa ação une os gateiros em prol de crianças e animais.

    Serviço:
    192ª. e 193ª. Eventos Internacionais do Clube Brasileiro do Gato – CBG.

    Patrocínio: PremieRpet®
    Data:  3 e 4 de agosto de 2019
    Horário: das 10h às 17h
    Visitas monitoradas: 11h, 13h e 15h (inscrições no stand da PremieRpet® por ordem de chegada).
    Local: Club Homs
    Endereço: Avenida Paulista, 735 (metrô Brigadeiro) – São Paulo 
    Classificação: Livre
    Entrada gratuita. Pede-se a doação de uma lata/pacote de leite em pó, que será destinada à Casa Hope. A mesma quantidade arrecadada será doada em alimentos para gatos para as ONGs Catland e Confraria dos Miados e Latidos.
    Há estacionamento pago no local.
    Domingo sem carro na Paulista: Estação Brigadeiro do Metrô (a 290 metros).
    Não é permitida a entrada de animais que não estejam inscritos no evento.
    Mais informações: www.clubebrasileirodogato.com.br

     

     

  • Dicas para um quintal pet friendly

    Se o seu cachorro costuma ficar no quintal, é importante pensar na proteção dele e ao mesmo tempo deixar esse lugar da casa mais bonito e sustentável.

    Confira as dicas da PlastPrime para fazer um jardim acessível para os pets.

    • Atenção para as plantas que serão utilizadas no jardim. É importante verificar se as espécies escolhidas não prejudicarão a saúde do seu animal. Por esse motivo, opte por vasos e estruturas que não possibilitem o contato do seu pet com a planta. “A linha de Casa e Jardim tem ótimas opções para esses casos, como o módulo para Jardim Vertical, o Cachepô de Parede e o revestimento Modular de Parede com Cachepô”, conta a gerente de marketing da PlastPrime, Suelen Oliveira.

    Verificar o piso mais adequado e ao mesmo tempo que seja de fácil manutenção. Escolher um material que não permita a instabilidade dos cães na hora de andar. É muito comum ao longo do tempo, que alguns cachorros apresentem problemas articulares.

     

    • Na hora de construir um quintal é fundamental verificar se o solo não está compactado, pois isso potencializa a formação de poças de água e lama, além de aumentar as chances do seu animalzinho cavar a terra. O PlastFloor é uma solução para evitar esse tipo de transtorno."Trata-se de uma estrutura permeável alveolar 90% vazada, que pode ser aplicada com grama, areia ou granilha e protege o solo contra a erosão e escavação de animais. Também irá protege a raiz da grama e permite que a água seja absorvida pelo solo, o que irá reduzir significativamente o escoamento superficial, evitando poças e a formação de lama”, explica Suelen.

    A empresa curitibana PlastPrime há 30 anos desenvolve produtos sustentáveis e inteligentes, entre eles alguns utilizam material reciclado de embalagem longa vida, como as de leite, por exemplo, e que podem ser utilizadas na construção do quintal ideal para o seu amigo de quatro patas.

     

  • Encontro de lhasa apso e dicas para lidar com a raça

    Os domingos tornaram-se movimentados no Hiper Zoo devido aos encontros semanais de raças. Neste domingo (4), o evento é dedicado aos populares Lhasas Apso, raça de origem tibetana famosa pela pelagem exuberante e temperamento alegre.

    Além da oportunidade de socialização, os pets aproveitam o encontro para viver uma experiência como “modelos fotográficos”: o estúdio Mayara Morais Fotografia Pet estará presente, e, para garantir a foto, basta comprar qualquer item da loja e apresentar o cupom fiscal no balcão de atendimento.

    Cães e tutores também podem se divertir durante o desfile promovido pela Jingles Pet e concorrer a prêmios nas categorias “cara do dono”, “fashion” e “hiper”, para o mais criativo. As inscrições são gratuitas e o evento acontece a partir das 15h. Mas o evento também é uma oportunidade para aprender: o comportamentalista da Meu Cão Companheiro, Rafael Wisneski, ministra palestra sobre comportamento e educação do Lhasa Apso. A bate-papo tem início às 16h e entrada gratuita.

    Serviço:

    Encontro de Lhasa Apso

    Quando: domingo, 04 de agosto, das 14h às 17h

    Foto brinde profissional com a fotógrafa de pets Mayara Morais

    Quando: domingo, 04 de agosto, das 14h às 18h

    Entrada: apresentação de cupom fiscal do HiperZoo

    Vagas: limitadas

    Desfile Jingles Pet

    Quando: domingo, 04 de agosto, às 15h

    Entrada: gratuita, com premiação para os participantes

    Palestra “Comportamento e educação do Lhasa Apso” com Rafael Wisneski

    Quando: domingo, 04 de agosto, às 16h

    Entrada: gratuita, com sorteio de brindes e promoções no interior da loja

    HiperZoo - Rua Desembargador Westphalen, 3.448 – Curitiba/PR

    Telefone: (41) 3051-7777

     

     

  • Canabidiol para o tratamento de pets

    O uso do Canabidiol e suas aplicações nas diversas especialidades veterinárias será discutido durante a 4ª edição do Dia D | VET Innovation realizado pela Drogravet, pioneira na oferta de medicamentos manipulados para pets. O Congresso Internacional, que acontece no dia 17 agosto, em Curitiba, é destinado aos profissionais da área e marca os 15 anos de atividade da empresa.

    Os especialistas da Medicina Veterinária Lucas Rodrigues, Fabiano Montiani, Tarcísio Alves Barreto discutem o uso do canabidiol e suas indicações e o advogado e sócio-fundador da DrogaVET, Flávio Pigatto, comenta sobre os termos legais da aplicação da substância no Brasil. 

    Ainda na programação: A vida de um veterinário patologista na Disney, ministrado por Carlos Rodriguez; Inovação e criatividade: uma espiada no futuro, ministrada por Marcos Piangers; e Neuromarketing: decifrando o comportamento do cliente, ministrado por Fernando Kimura.

    Programação completa, inscrição e vendas: https://diaddrogavet.com.br/ O terceiro lote com desconto termina no dia 31 de julho. 

     

  • Inverno e as dores nos pets

    Inverno e as dores nos pets

    Com o frio é comum aumentar o incômodo nas articulações. Quem tem problemas articulares sabe disso, e assim como os humanos, cães e gatos sentem o mesmo nessa época do ano. Acredito que nossos bichinhos com problemas nas articulações sofrem mais no inverno tão intenso de Curitiba. Como driblar as baixas temperaturas e garantir que nossos pets não sofram tanto? Conversei com a médica veterinária e especialista em Fisioterapia Mhayara Reusing sobre o frio e suas implicações na musculatura e articulações.

     Papo Pet: Como o frio afeta as articulações?

     

    Mhayara: Em épocas do ano com temperaturas baixas, diversos fatores agravam as dores articulares. Animais com artrose (doença articular degenerativa) sofrem com o aumento da pressão articular devido à contração muscular. Além disso, o fluxo sanguíneo é direcionado às partes centrais do corpo, ficando as extremidades mais frias. Juntamente a esses fatores, a tendência é a diminuição das atividades físicas, pois os animais preferem ficar mais nas caminhas, deitados. Isso impacta na redução da mobilidade articular que, por consequência, afeta o líquido sinovial (responsável por nutrir as cartilagens articulares), ficando mais espesso e comprometendo a lubrificação articular. Associado às mudanças intra-articulares,  as terminações nervosas periarticulares (termorreceptores e barorreceptores) ficam mais sensíveis, aumentando a sensação frente aos estímulos recebidos. Tudo isso gera uma indisposição maior às atividades físicas devido à dor, entrando no espiral vicioso de frio:  dor - diminuição da mobilidade articular - piora da lubrificação articular - aumento da dor.

     

    Papo Pet: Como prevenir dores articulares durante o frio?

    Mhayara: Para quebrarmos esse ciclo devemos manter em dia os condroprotetores, substâncias utilizadas para colaborar na integridade das articulações. Além disso, não expor nossos animais ao frio, sempre protegendo-os em ambientes internos, com camas, roupas, cobertores… enfim, tudo que possa favorecer que o fluxo sanguíneo não seja priorizado para órgãos centrais, e sim, para as extremidades também. Isso também ajuda a diminuir os espasmos musculares devido ao frio, evitando o aumento da pressão nas superfícies articulares. Passeios externos em temperaturas mais amenas também favorecem a mobilidade articular. Exercícios de movimentação passiva (passive range of motion) também são favoráveis, pois estimulam a produção do líquido sinovial.

    A acupuntura também é uma técnica muito efetiva no controle da dor muscular e articular.

  • Xixi e cocô no lugar certo

    Educação canina e adoção

    Neste sábado (6), os tutores de cães têm a oportunidade de aprender como educá-lo para fazer as necessidades no lugar correto. Trata-se de mais uma aula do programa de adestramento coletivo promovido pelo pet center. Ministrada pelo comportamentalista Wisneski, a aula acontece das 17h às 18h, e podem participar até 20 tutores com seus cães, mediante a apresentação de cupom fiscal de compras. 

    Ainda no sábado, a partir das 11h, acontece mais uma feira de adoção em parceria com a ONG Beco da Esperança. Para adotar um pet, o interessado deve ter mais de 21 anos, responder a uma entrevista sobre os motivos de adoção, aceitar receber a visita de um voluntário da ONG e apresentar RG, CPF e comprovante de endereço para assinar o termo de adoção. Quem deseja ter um gato como animal de estimação, também deve ter caixa de transporte e telas de proteção nas janelas de casa.

    “Em média, 20 animais são adotados semanalmente em nossa loja e esperamos que esse número cresça a cada edição da feira, pois procuramos conscientizar o público sobre as vantagens de adotar um cão ou gato”, revela a sócia-proprietária do HiperZoo, Patrícia Maeoka. Quem quiser colaborar com as ONGs parceiras também pode deixar na loja uma doação de ração, alimentos úmidos, antipulgas, vermífugos e medicamentos de uso humano ou veterinário ainda no prazo de validade.

    Serviço

    Aula de adestramento Xixi e cocô no lugar certo” com Rafael Wisneski

    Quando: sábado, 6 de abril, das 17h às 18h

    Entrada: apresentação de cupom fiscal do HiperZoo

    Feirinha de adoção com Beco da Esperança

    Quando: sábado, 6 de abril, das 11h às 17h

    Onde: HiperZoo - Rua Desembargador Westphalen, 3.448 – Curitiba/PR

    Telefone: (41) 3051-7777

  • Luísa Mell no Dog Weekend

    Luisa Mell, a mais popular das protetoras e defensoras dos animais do Brasil, estará neste domingo (7), em Curitiba. Ela participa de um bate-papo sobre adoção animal, às 16h, durante o Dog Weekend, evento que acontece a partir de sexta-feira (5), no Pátio Batel.

    A Ong Amigo Animal também estará neste bate-papo e será possível adotar um dos seus cachorrinhos.  

    O melhor de tudo é poder acompanhar tudo com seu cachorro. Nos três dias, das 11h às 21h, haverá Dog Park com monitores e Estúdio Fotográfico para fotos com o pet.

    Te encontro lá!

     

     

     

  • Chocolate tô fora

    Todo ano é a mesma coisa... De qualquer forma, vale alertar de novo. Chocolate de gente não é feito para cachorro. 

    A Páscoa se aproxima e é importante lembrar que o chocolate é um dos maiores vilões dentre os alimentos tóxicos para cães e gatos. Tutores devem estar muito atentos pois não é raro ouvir relatos sobre animais intoxicados após o consumo da guloseima.

    “É fundamental resistir aos olhares de súplica e apelos dos pets, além de orientar as crianças para que não ofereçam a guloseima”, alerta a médica veterinária da PremieRpet®Keila Regina de Godoy.

    Substância tóxica - O fígado dos cães e gatos não metaboliza direito uma substância presente no chocolate, chamada teobromina, que está relacionada com a quantidade de cacau. Quanto mais cacau, mais teobromina o produto contém e mais tóxico ele é.

    Intensidade - Isso significa que os chocolates mais escuros e amargos, que contém maior percentual de cacau, são os mais tóxicos para os animais. No entanto, o chocolate ao leite e o chocolate branco também fazem mal e não devem ser oferecidos aos pets.

    Efeitos - Como a teobromina age intensamente no organismo, pode ocorrer aumento de contrações musculares, excitação nervosa, micção em excesso, elevação da temperatura corporal, respiração acelerada, taquicardia, vômitos e diarreia. A gravidade do quadro varia de acordo com a quantidade ingerida.

    Riscos - Apesar dos casos letais serem raros, existe alta incidência de indisposições gastrointestinais, especialmente em animais pequenos e jovens, devido à quantidade de toxina em relação ao peso do pet.  Além do risco de intoxicação e do mal-estar, o chocolate pode trazer outros males ao organismo do animal, como a obesidade e suas complicações.

    Prevenção - É importante ficar atento e não deixar ovos e bombons em locais acessíveis a cães e gatos. Eles podem se sentir atraídos pelo cheiro, pela embalagem e “roubar” sem que os donos percebam. Também é fundamental não ceder aos olhares de súplica dos pets e orientar as crianças para que não ofereçam a guloseima.

    Em caso de ingestão acidental, o animal deve ser avaliado por um médico veterinário.

  • Frio à vista. Vamos doar?

    A partir do dia 22 de abril, a Cobasi promove a 2ª edição da “Campanha do Agasalho Pet”. Todas as 79 lojas da rede se transformam em pontos de coleta para receber roupas, caminhas e cobertas para animais e tudo que for doado será entregue as ONGs de proteção animal parceiras.

    As lojas receberão uma caixa tematizada da campanha que ficará próxima a entrada. Além disso, a doação será incentivada por meio das redes sociais da loja.

    De acordo com a gerente de marketing da empresa, Daniela Bochi, ”na campanha que realizamos no ano passado arrecadamos muitas peças, tantas que algumas ONGs indicaram outras para receber, pois já tinham conseguido o suficiente para os cães abrigados. Ficamos muito felizes com os resultados alcançados e decidimos fazer em 2019 a segunda edição, com mais pontos de arrecadação e consequentemente mais ONGs beneficiadas”.

    A Cobasi tem lojas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Pernambuco e Distrito Federal. Instituições de todos esses locais serão auxiliadas pela campanha que se encerra no dia 31 de julho.

    Serviço:

    Campanha do Agasalho Pet
    Data de início: 22/04/2019
    Data de término: 31/07/2019
    Lojas participantes: Todas as lojas Cobasi dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Distrito Federal (consulte a mais próxima em https://www.cobasi.com.br/institucional/nossas-lojas)

     

  • Cães e gatos na Acupuntura

    Cães e gatos já tem se submetido à técnica de acupuntura com ótimos resultados. É o caso da Pantera, uma daschund (foto), que fez o tratamento em razão de uma discopatia na região lombar; doença que atinge os discos localizados entre duas vértebras da coluna vertebral. A doença provoca dor e pode paralisar os movimentos. Após dois meses de tratamento, ela se recuperou. A incidência de discopatia nessa raça é alta, atingindo com maior incidência lhasa, beagle, pequinês e basset hound. 

    A médica-veterinária e especialista em Acupuntura, do Instituto de Reabilitação Animal, Selene Círio  Leite explica que a técnica é indicada tanto para tratamento quanto para a prevenção, podendo ser utilizada para problemas ortopédicos, neurológicos, músculo-esqueléticos, dermatológicos, respiratórios, endócrinos, alérgicos e até mesmo auxiliar nos transtornos comportamentais. “Ela busca harmonizar o organismo e tratar não somente a causa, mas a raiz do problema”, diz.  

    Tipos - A forma da sessão varia conforme o caso e a necessidade do paciente. O mais comum é utilizar agulhas, mas outras técnicas podem ser associadas a elas, como a laserpuntura, eletroacupuntura, cromopuntura (foto acima), aplicação de calor (moxa), implantes ou inoculação de substâncias nos pontos. A duração da sessão pode variar de 15 a 60 minutos, sendo em média de 20 a 30 minutos. Sugerem-se sessões semanais, por pelo menos quatro a seis semanas. Mas esta recomendação pode variar de profissional para profissional e também depende da gravidade do caso e resposta individual do paciente.

     

  • Cãodulas no Open de Tênis

    Os CãoDulas estão de volta no Brasil Open de Tênis 2019, que acontece de 23 de fevereiro a 3 de março, no Ginásio do Ibirapuera. A iniciativa da PremieRpet®, empresa especialista em alimentos de alta qualidade para cães e gatos, já virou tradição no torneio e promete, mais uma vez, conquistar o coração do público.

    Pipoca, Teca, Thor, Kyara e Bobby são as estrelas de quatro patas que vão entrar na quadra com os tenistas. A ação: pegar bolinhas e se divertir muito durante o aquecimento da semifinal no sábado, dia 2 de março. A missão: conquistar adotantes e vida nova após uma história de abandono.

    Os cinco CãoDulas atualmente estão sob os cuidados da ONG Patinhas Unidas e aguardam a chance de um lar. Apaixonados por bolinhas, eles vão provar que têm disposição de sobra para entrar na quadra e brincar muito, pois são bem nutridos com alimentoPremieRpet®.

    “Ao levar os CãoDulas para o torneio pelo quarto ano consecutivo, queremos reforçar a mensagem de que os cães só precisam de um lar amoroso e nutrição de alta qualidade para serem os melhores amigos de seus tutores. Colocamos em evidência a causa da adoção com uma abordagem de alegria, em busca de uma nova oportunidade para estes e tantos outros cães que vivem em abrigos’’, afirma Madalena Spinazzola, Diretora de Marketing Corporativo e Planejamento Estratégico da PremieRpet®.

    Há muitos anos a empresa apoia a causa da adoção e subsidia a alimentação de milhares de cães e gatos de ONGs por todo Brasil por meio do Instituto PremieRpet®. Os CãoDulas reforçam essa causa, demonstrando todo o seu companheirismo e alegria, independentemente de sua história de abandono. E fazem isso da maneira mais feliz possível: pegando bolinhas e brincando muito diante do público e dos holofotes.

    Fonte: PremieRpet®

  • Adoção de cães e gatos no Rio de Janeiro

    O Prezunic realiza, nessa quinta-feira (28), um evento de adoção de animais no estacionamento dloja no Recreio. O evento acontece em parceria com a ONG SOS Animal, que realiza o acolhimento de cães e gatos de forma responsável e acolhe os bichos, proporcionando todo o tratamento necessário para que eles sejam adotados, após tomarem banho, passarem por castração, vacinas, vermífugos e receberem alimentação adequada.

    Quem quiser se candidatar deve comparecer ao estacionamento da loja no Recreio, nessa quinta-feira, das 10h às 17h, e preencher um formulário para a verificao perfil de cada família. Como em qualquer processo de adoção, é fundamental que os candidatos a adotar reúnam as condições necessárias.

    A proposta do evento é proporcionar aos animais a chance de ter um lar que ofereça carinho, proteção, acompanhamento veterinário e espaço suficiente para brincar, entre outros fatores. Tudo isso é checado antes da adoção.

    Serviço:

    Feira de Adoção Prezunic

    Dia: Quinta-feira, 28 de fevereiro
    Hora: Das 10h às 17h
    Local: Estacionamento do Prezunic Recreio

    Endereço: Avenida das Américas, 16.100 - Recreio - RJ 

  • Cacau, a labradora terapeuta

    Ela é apenas um filhote mas já tem uma missão muito importante. A de se tornar um cão terapeuta. Uma vez por semana, a Cacau, uma labradora de seis meses, passa parte do seu dia em uma Universidade de Curitiba onde tem aulas de adestramento positivo e aprende a socializar com a comunidade acadêmica. 

    A inspiração de trazer um cachorro para a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) veio de uma universidade americana que incentiva o contato dos alunos com o animal. Ao adotar a Cacau, a Claudia Pimpão, diretora do curso de Medicina Veterinária da PUC, viu a hora certa de começar esse projeto que já dá pistas que pode ser muito benéfico. Após o período de treinamento, que deve ser em torno de um ano, a Cacau será avaliada para saber se está apta a atuar com crianças especiais na Clínica de Odontologia da Universidade. Na foto abaixo, Cacau em ação com o adestrador e médico veterinário Victor Raphael Tavares.

    O período de socialização com os profissionais e pacientes da Clínica é muito importante. O cachorro deve estar ambientado ao local onde fará as visitas sem se assustar com os ruídos nem pular em quem trabalha ou é atendido. Por enquanto, não se sabe se a Cacau vai passar no teste de se tornar um cão terapeuta. Mas já é possível afirmar que no dia da visita dela, o pessoal fica bem mais alegre com a presença da mascote. 

    Post da Coluna impressa de sexta-feira - 18/1

  • Comida natural boa pra cachorro

    A alimentação natural para cães em substituição às rações industrializadas tem tido cada vez mais novidades no mercado pet. Além do almoço e jantar, a variedade do cardápio cresce com petiscos, bolos de aniversário e muffins. A Thaisa Salles, do Cãolinarista, de Curitiba, encontrou no segmento uma oportunidade de trabalho e desde 2016 produz marmitas para pets e outras delícias. Além da produção sob encomenda, ela também é chef pet e cozinha na casa dos tutores.

    "Em geral, o perfil de quem busca o serviço é de quem precisa mudar a alimentação do cão por causa de problemas de saúde e outra parte menor deste público já investe na prevenção substituindo o industrializado por uma dieta natural", conta a Thaisa, sempre ao lado de sua mascote, a shih tsu Fridda. Uma das grandes inspiradoras dela na criação dos cardápios e provadora oficial das delícias.

    A chef pet conta que todos os preparos começam com uma prescrição de receita definida por veterinários. A comida não tem temperos e principalmente sal. Eles podem ser adicionados posteriormente no pote, seguindo a orientação de um profissional. Carnes, carboidratos e legumes fazem parte dos preparos. Já os bolos tem sabores variados: carne com vegetais, frango com ervas e frutas com aveia. E tudo sem açucar. Feitos com farinha de aveias.

    Para saber mais sobre os cardápios acesse o site: www.caolinarista.com

     

  • Dia de São Francisco com benção dos pets

    Dia de São Francisco de Assis é dia de bênção dos animais! Os pets podem ser abençoados nesta quinta-feira (4), das 10h às 16h, no Câmpus Curitiba da PUCPR, no pátio em frente à capela universitária. Ah, não esqueçam. Coleira e guia nos cães e caixa de transporte para os gatinhos.   

    Além da benção, quem for ao Câmpus da Universidade poderá receber orientações sobre manejo alimentar e geral para pets, incluindo obesidade canina e felina e profilaxia dentária.

    Adoção - Pelo segundo ano consecutivo acontecerá paralelamente à Benção dos Animais a Feira de Adoção de Cães. A ação faz parte do Projeto de Reabilitação e Sociabilização de Cães para Adoção e terá cães castrados, vacinados, vermifugados e medicados com antipulgas e carrapaticida.

    Serviço

    Bênção dos Animais de Estimação

    Data: quinta-feira (04/10).

    Horário: das 10 às 16h.

    Local: pátio em frente à capela Jesus Mestre – Câmpus Curitiba da PUCPR. Rua Imaculada Conceição, 1155. O estacionamento é pago.

  • 10 verdades sobre cães

    O especialista em comportamento canino, Ricardo Tamborini, lista 10 verdades sobre cães. Será que você concorda com o profissional?  

    1) “Meu cachorro destruiu o sofá para me punir porque o deixei sozinho o dia inteiro”.

    A verdade: Vingança exigiria raciocínio além da capacidade canina. Uma explicação melhor: a solidão causa ansiedade e o cão extravasa latindo, mordendo e destruindo
    objetos.

    2) “Ele está com o rabo entre as pernas porque sabe que fez coisa errada e se sente culpado”.

    A verdade: Cães não sentem culpa. É a experiência que o leva a associar lixo espalhado com bronca e dono nervoso.

    3) “Vou viajar por três semanas e tenho medo que o meu cachorro sinta saudade”.

    A verdade: Tanto faz uma ou três semanas, pois a noção de tempo do cão é limitada. Ele se desespera no começo, pois percebe a ausência, mas depois tende a se acostumar.

    4) “O cão fez xixi no meu travesseiro por desaforo porque eu lhe dei uma bronca”.

    A verdade: Não se trata de desaforo. O xixi serve para demarcar território. Como o animal se sente desafiado, deixa seu cheiro num lugar onde quem o puniu passe muito tempo.

    5) “Ele sabe quando eu estou triste ou deprimido. Até parece que consegue ler meus pensamentos”.

    A verdade: O cão é especialista em detectar mudanças na expressão, no tom de voz, no cheiro e nas atitudes humanas. Mas só o homem é capaz de avaliar o pensamento alheio.

    6) “Ele entenda tudo o que eu falo”.

    A verdade: Um cão pode aprender duas centenas de expressões. É só. Não entende frases complexas e, obviamente, não tem noção de sintaxe.

    7) “É preciso esfregar o focinho do cachorro na bagunça (ou no xixi) e bater nele ou gritar para que aprenda a não fazer mais isso”.

    A verdade: A punição só tem efeito se o cão for pego em flagrante. Ele é incapaz de associar a bronca com o ocorrido horas depois de ter aprontado. E bater não resolve o problema!

    8) “Ele adora ver filmes e novelas na TV”.

    A verdade: O barulho e as imagens atraem a atenção do cão, em geral por pouco tempo. Mas ele tende a imitar o comportamento humano e, se os donos elogiarem, sente-se estimulado a continuar diante da TV.

    9) “Ele ficou agressivo desde que eu trouxe outro filhote para casa. Está com ciúme e tem medo de que eu não goste mais dele”.

    A verdade: O cão protege seu território e disputa a atenção dos donos. Isso o faz ficar mais agressivo.

    10) “Meu cão é muito vaidoso, sente-se bonito quando toma banho e coloca uma roupa nova. Se a gente não elogia, fica chateado”.

    A verdade: Um cão conhece o próprio cheiro, mas é incapaz de reconhecer sua imagem no espelho. Ele não vai se achar feio ou bonito. O que o deixa contente são os elogios e afagos humanos.

     

  • Vida de pet na tv

     

    O dia a dia dos pets e de seus humanos de estimação, esses em menor evidência, ganha um novo espaço na televisão. O quadro Vida de Pet estreia, nesta sexta-feira (31), no Jornal Almoço com o Paraná, da TV Paraná Educativa. A veiculação será semanal, às sextas, a partir das 12h, em duas temporadas.

    No primeiro episódio, a rotina de cães durante o dia em uma chácara creche, em Curitiba. A alternativa surge como uma excelente opção para quem fica fora de casa e não quer deixar os bichinhos sozinhos. O local permite que eles sejam livres para brincar e curtir a natureza e conta com monitores para lá de apaixonados.  

    O Vida de Pet também vai mostrar, na primeira temporada, o trabalho de um casal de Curitiba, já premiado internacionalmente pela fotografia pet, e que faz ensaios fotográficos pra lá de especiais com cães, gatos e outros animais de estimação. O ensaio da gata Dóris (na foto) ficou um arraso.  

    Foto: Nadalin Fotografia

    Pets - O IBGE estimou em 2013 a população de cachorros em domicílios brasileiros em 52,2 milhões. O Paraná é o estado brasileiro com o maior número de cães por casa. A presença de gatos, equivale a 11,5 milhões de unidades domiciliares no país.

    Créditos fotos: Na chácara, Cristiano Oliveira /  Gata Dóris -  Nadalin Fotografias

Quem faz o blog

DESTAQUES DOS EDITORES