• 21/07/2018

    Em velório, familiares se despedem de gerente financeiro encontrado carbonizado

    Em velório, familiares se despedem de gerente financeiro encontrado carbonizado
    (Foto: Facebook)

    Família e amigos velam na manhã deste sábado (21) o  corpo do gerente financeiro Fábio Royer, de 42 anos, encontrado carbonizado dentro de seu carro na tarde de quarta-feira (18), em Colombo,na Região Metropolitama de Curitiba. O velório acontece na capela do Cemitério Municipal de Curitiba. O enterro está marcado para as 13 horas, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim, em São José dos Pinhais.

    A Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) confirmou na tarde desta sexta-feira (20) que o corpo carbonizado dentro do veículo Renault Kwid era  do gerente financeiro, que estava desaparecido desde a segunda-feira (16), quando saiu para comprar um remédio para o filho no Bacacheri. A confirmação aconteceu após exame da arcada dentária.O carro de Royer foi localizado no bairro Guaraituba, em Colombo, na quarta (18), todo queimado e com o corpo no banco de trás do veículo.  

    O caso é investigado pela  Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil, que não divulgou nenhuma novidade do caso. 

  • 20/07/2018

    Segurança confirma que corpo encontrado carbonizado é de gerente desaparecido

    Segurança confirma que corpo encontrado carbonizado é de gerente desaparecido
    (Foto: Reprodução/Facebook)

    A Secretaria de Estado de Segurança Pública confirmou,  nesta sexta-feira (20), que o corpo encontrado em um carro carbonizado nesta semana, em Colombo, é do gerente financeira Fábio Royer. Ele estava desaparecido desde a segunda-feira (16). Uma radiografia da arcada dentária da vítima ajudou na identificação do corpo.

    Fábio desapareceu na noite de segunda, quando saiu de sua casa no bairro Bacacheri, em Curitiba, para ir até uma farmácia comprar uma bomba de asma para o filho. Fábio é gerente financeiro de uma loja de móveis e é funcionário licenciado do Banco do Brasil.

    A Divisão de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil investiga o caso.

  • 20/07/2018

    Incêndio atinge restaurante no Rebouças e provoca bloqueio de avenida

    Incêndio atinge restaurante no Rebouças e provoca bloqueio de avenida
    (Foto: Rede News)

    O Corpo de Bombeiros atendeu a uma ocorrência de incêndio em um restaurante no bairro Rebouças, em Curitiba, na tarde desta sexta-feira (20). Uma fumaça preta, densa, pôde ser vista de outros bairros do entorno.

    O fogo teria se espalhado a partir da cozinha de um restaurante a uma quadra do Hotel Rockfeller, atrás do Shopping Estação. Desde às 17h, a Avenida Silva Jardim, entre as ruas João Negrão e Rockfeller, ficou totalmente bloqueada. De acordo com a Superintendência de Trânsito (Setran), o tráfego ficou carregado na região. O fogo foi controlado no começo da noite e o trânsito liberado pouco depois das 18 horas.

    Cinco carros em um estacionamento foram afetados pelo fogo, dos quais quatro ficaram carbonizados. Segundo os bombeiros, a estrutura da construção não foi comprometida, apenas uma cobertura para carros ficou destruída.

    A causa do incêndio será investigada. Num primeiro momento, não se sabe como o fogo começou. Não há informações sobre feridos.

  • 20/07/2018

    Com ajuda do 'Sinal', PRF recupera veículo minutos após o roubo

    Com ajuda do 'Sinal', PRF recupera veículo minutos após o roubo
    (Foto: Divulgação/PRF)

    A Policia Rodoviária Federal (PRF) recuperou um carro roubado na Ponte Ayrton Senna em Guaira, no Oeste do Paraná, com o auxílio do Sistema Nacional de Alarmes (Sinal), na BR-163, na manhã de sexta-feira (20). Além do crime de roubo, o motorista também foi preso por sequestro e cárcere privado.

    Durante uma fiscalização em frente a Unidade Operacional Ponte Ayrton Senna agentes da da PRF deram ordem de parada a um veículo Fiat Toro, cor branca. Diante do comportamento nervoso do condutor, foi realizada consultas aos sistemas policiais.

    Embora na pesquisa pelos sistemas ainda não houvesse indicação de irregularidade, no momento em que foi consultado o Sistema SINAL da PRF foi verificada a indicação de que o veículo havia sido roubado há poucos minutos, tendo sido de imediato preso o condutor. Pelo Sistema SINAL, a indicação de roubo do veículo foi dada às 10h10, e a abordagem ao veículo por esta equipe foi feita às 10h17, mostrando a eficiência do Sistema.

    Junto ao condutor detido, estavam o CRLV do carro e a CNH da proprietária. Diante do indicativo de roubo, esta equipe manteve contato com a Polícia Civil de Cidade Gaúcha/PR, município de emplacamento do carro, e nos foi informado pelo Investigador de plantão que o filho da proprietária do veículo fez contato com aquela Delegacia de Polícia Civil, narrando que sua mãe fora roubada com o carro, e que estava sendo mantida refém.

    Com estas informações pode-se constatar que, no momento em que os policiais abordaram o veículo na Unidade Operacional, a vítima do roubo ainda estava sob poder dos criminosos, na cidade de Umuarama, no intento de não ser dado o alerta de roubo antes de que conseguissem passar o veículo pela Ponte Ayrton Senna.

    Durante a ação os policiais receberam a informação que a refém havia sido libertada. Foi determinante para a identificação do crime e prisão do condutor o Sistema SINAL da PRF, único a indicar o roubo. Esta ocorrência foi encaminhada à Policia Civil de Guaira.

    SINAL – Comprovadamente, a probabilidade de recuperação de um veículo é maior nas primeiras horas após a ocorrência do fato. Assim, o Sistema SINAL supre uma importante necessidade, pois disponibiliza aos policiais rodoviários federais em todo o país, imediatamente após o registro, informações de ocorrências de furto/roubo de veículos, tornando-se uma eficiente ferramenta no combate a esse tipo de crime. 

  • 20/07/2018

    Grupo rouba roupas e televisores, mas acaba preso pela Polícia Militar em Curitiba

    Grupo rouba roupas e televisores, mas acaba preso pela Polícia Militar em Curitiba
    (Foto: PMPR)

    Quatro pessoas acabaram presas na tarde desta quinta-feira (19/07) suspeitas de praticarem roubo a comércios na cidade de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O grupo estava na Capital e estava com roupas ainda etiquetadas. Também foram recuperados seis televisores. O grupo já tinha envolvimento em crimes anteriores em bairros da Capital e outros municípios da Região Metropolitana.

    Uma equipe do serviço de inteligência do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM), pertencente ao 1º Comando Regional da PM (1º CRPM), avistou quatro homens se comportando de maneira suspeita próximo a um VW Fox e um deles estava com uma tornozeleira eletrônica. Ao ser feita a abordagem foi encontrado um bloqueador de sinal veicular e várias peças de roupas, algumas com etiquetas.

    De acordo com a unidade, as roupas tinham sido roubadas de uma loja em Campo Largo há dois dias. Durante a abordagem um dos suspeitos teria indicado que mais materiais estariam numa casa no bairro Cajuru. Ao chegarem no imóvel uma vistoria foi feita e localizados outras roupas e seis televisores. Além disso, foram encontradas as vestes usadas pelo grupo no dia do crime, confirmadas após a verificação das imagens de câmeras de segurança do estabelecimento.

    Após as medidas no local, o grupo foi encaminhado, juntamente com os objetos recuperados, até a Delegacia de Furtos e Roubos para as medidas cabíveis.

  • 20/07/2018

    Em nova blitz, 62 motoristas são flagrados em infração gravíssima de trânsito na Capital

    Em nova blitz, 62 motoristas são flagrados em infração gravíssima de trânsito na Capital
    (Foto: Divulgação/SMCS)

    Falta de licenciamento, placa inelegível do veículo, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida ou de categoria diferente do veículo conduzido. Estes foram os motivos da emissão de 62 autos de infração de trânsito de natureza gravíssima em fiscalização integrada na noite de quinta-feira (19/7), no Boa Vista.

    Infrações gravíssimas implicam na perda de sete pontos na carteira, além de pagamento de multa com valor variável.

    A ação foi deflagrada pelos órgãos parceiros do Projeto Vida no Trânsito: Superintendência de Trânsito (Setran), Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal e Batalhão de Polícia de Trânsito. Foram fiscalizados três pontos: Rua Roaldo Brum, Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes e BR-476 (Linha Verde). 

    Foram abordados 195 veículos, sendo 142 automóveis e 53 motos, o que resultou em 121 autuações - leves, médias, graves ou gravíssimas. Três motoristas foram autuados após a realização do teste com etilômetro (que mede a presença de bebida alcoólica no sangue) e 32 veículos foram removidos com o apoio do serviço de guincho da Prefeitura.

    Projeto Vida no Trânsito

    As fiscalizações compõem um dos pilares do Projeto Vida no Trânsito, ao lado de ações educativas e de engenharia. Coordenado pelo Ministério da Saúde, o Vida no Trânsito integra um movimento internacional que trabalha para promover ações que contribuam na redução de lesões e mortes por acidentes de trânsito.

    Na capital paranaense, o programa é coordenado pelas secretarias municipais da Saúde e da Defesa Social e Trânsito.

  • 19/07/2018

    Preso homem que cobrava `pedágio` de prostitutas e travestis no Boqueirão

    Jocimar dos Santos, de 43 anos, foi preso na tarde de quinta-feira (19), suspeito de extorquir e ameaçar mulheres e transexuais, para que pudessem se prostituir nas ruas do bairro Boqueirão, em Curitiba.  Segundo a polícia, ele estaria exigindo valores em dinheiro (uma espécie de pedágio), assumindo o posto de “gerente do sexo” deixado por outros suspeitos já presos. A ação foi realizada pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR). 

    De acordo com o delegado-adjunto da DFR, Emmanoel David, o homem passou a cobrar os valores de garotas de programa depois que um casal foi preso pelo mesmo crime, no dia 07 de maio deste ano. O delegado explica que o setor de investigação recebeu denúncias de que uma outra pessoa estaria realizando as extorsões e uma das equipes passou a realizar campanas próximo aos pontos de prostituição.

    “Nós já vínhamos acumulando denúncias que chegaram logo após a prisão do casal, até que nesta quinta-feira, os policiais visualizaram o suspeito recebendo R$ 50 reais de uma garota de programa”, revela David completando que  “o suspeito foi abordado, na rua Bartolomeu Lourenço de Gusmão e que a vítima imediatamente afirmou que teria entregue o dinheiro a ele”.

    Na delegacia, o suspeito admitiu que realizava cobranças, porém afirmou que não fazia ameaças e que estaria cobrando pela “segurança das pessoas”. No entanto, algumas das vítimas relatam que sentiam-se coagidas a realizar os pagamentos semanais para poderem circular por determinadas ruas.

    Histórico - As extorsões contra profissionais do sexo, nas ruas do bairro Boqueirão, já se tornaram frequentes. Em pouco mais de dois anos, foram presos cinco suspeitos que se sucediam na posição de gerente, promovendo extorsões contra garotas de programa e travestis.

    Em 2016, policiais do 7º Distrito Policial da Capital cumpriram mandados de prisão contra um homem e um travesti, ambos suspeitos de extorquir e ameaçar as vítimas. Neste ano, no início de maio, os policiais da DFR prenderam um casal que teria assumido o espaço deixado pelos primeiros. Segundo as investigações, por semana, as vítimas eram obrigadas a pagar entre R$ 50 e R$ 200, sob pena de serem expulsas das ruas.

  • 19/07/2018

    Polícia prende mais um suspeito de assassinato em Almirante Tamandaré

     

    A equipe da Polícia Civil cumpriu na última terça-feira (17/07) um mandado de prisão temporária contra Daniel Ferreira de Souza Junior, de 20 anos, pelo crime de homicídio qualificado e tentativa de homicídio. A prisão do suspeito dá continuidade às investigações do caso em que duas pessoas foram alvejadas durante uma confraternização, em 31 de janeiro de 2018, no bairro Chico Mendes, em Almirante Tamandaré.

    De acordo com o delegado responsável pelo caso, Tito Livio Barichello, as vítimas teriam visto os suspeitos praticando furtos de veículos e contado para terceiros, o que motivou o crime. “Com o intuito de calar as vítimas, os suspeitos desferiram diversos disparos com arma de fogo contra as vítimas, tirando a vida de Gelson Hartmann e deixando uma adolescente gravemente ferida - alvejada com quatro tiros na boca” esclareceu o delegado.

    A vítima sobrevivente reconheceu o primeiro suspeito, Cristiano Gustavo da Silva Santana, de 21 anos, preso no dia 02 de junho de 2018. Ele já possuía antecedentes criminais  e agora cumpre prisão preventiva pelo crime de homicídio qualificado e tentativa de homicídio. 

    Após a adolescente receber alta médica a equipe policial novamente apurou informações onde ela reconheceu outros dois suspeitos, sendo um adolescente e Daniel, que foi identificado como suspeito dos disparos e dono da arma.

    Durante a ação, os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do suspeito a fim de localizar a arma utilizada no crime, porém não foi localizada. As investigam seguem. 

    O suspeito responderá pelo crime de homicídio qualificado. Na delegacia ele preferiu permanecer calado. Ele aguarda à disposição da Justiça.

  • 19/07/2018

    IML recebe radiografia de arcada dentária de gerente financeiro desaparecido no Bacacheri

    IML recebe radiografia de arcada dentária de gerente financeiro desaparecido no Bacacheri
    (Foto: Facebook)

    O Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba recebeu na manhã desta quinta (19) a radiografia da arcada dentária do gerente financeiro Fabio Royer, de 42 anos, Ele está desaparecido desde a última segunda-feira (16) e um carro com as mesmas características que o seu foi encontrado queimado na quarta (18) em Guaraituba, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. 

    Segundo informações da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), a identificação deverá ser realizada por examede  DNA, por causa da condição do corpo encontrado.

    Fábio desapareceu na noite de segunda, quando saiu de sua casa no bairro Bacacheri, em Curitiba, para ir até uma farmácia comprar uma bomba de asma para o filho. Fábio é gerente financeiro de uma loja de móveis e é funcionário licenciado do Banco do Brasil.

    A Divisão de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil investiga o caso.

  • 19/07/2018

    Operação desbarata quadrilha de roubo de carros que agia em Curitiba, Guarapuava e Londrina

    Na manhã desta quinta-feira, 19 de julho, agentes do núcleo de Guarapuava (Centro-Sul paranaense) do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Polícia Civil realizam ação conjunta para cumprimento de 14 mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão.

    Os mandados de prisão preventiva são dirigidos a oito homens e seis mulheres, dentre os quais sete têm envolvimento com crimes já apurados em inquérito ou ação penal. As buscas (14 em Guarapuava e duas em Londrina) são realizadas em dez residências e seis locais comerciais.

    Investigações paralelas em Curitiba e Guarapuava apuraram que a organização criminosa comprava veículos roubados principalmente em Curitiba e Região Metropolitana e ocultava-os em Guarapuava, adulterando os sinais e obtendo documentos falsos de automóveis com as mesmas especificações. Em seguida, os carros eram anunciados em sites de venda na internet.

    Entre os crimes da organização criminosa, estão receptação, adulteração de sinais de veículos, falsificação de documentos e estelionato. Ainda não foram identificados os autores dos roubos, provavelmente encomendados pelos receptadores.

    Um policial militar que acessava o banco de dados do Estado foi afastado da função por ser suspeito de passar informações aos criminosos.

DESTAQUES DOS EDITORES