Plantão de polícia

Noticiário policial produzido pela equipe do Portal Bem Paraná

Publicidade
Usava carro parecido

Moradora do Fazendinha foi morta por engano por quadrilha de tráfico de drogas

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu, na manhã desta quinta (12), 20 integrantes de uma associação criminosa que atuava em diversos bairros de Curitiba e região metropolitana. Eles são sus drogas e homicídios, Um deles é assassinato de Jaqueline Lúcia de Castro, de 46 anos, que foi morta por engano com mais de 30 tiros, em 23 de julho deste ano no bairro Fazendinha, em Curitiba.

Disputa por controle do tráfico em Curitiba e região acaba em operação da polícia e 20 presos

Segundo o delegado Thiago Nobrega , da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ela foii morta por estar em um carro com mesmas características do veículo que os traficantes de uma organização rival usavam. "Jaqueline não tinha nenhuma relação com o tráfico de drogas, ou qualquer dívida. Era uma pessoa trabalhadora, mulher de família, que foi brutalmente assassinada por ter seu veículo confundido com de traficantes de organização rival e a executaram com mais de 30 tiros”, afirmou. ele. O mandante do crime contra Jaqueline, inclusive, comanda a quadrilha de dentro da Penitenciária Estadual de Piraquara II, na Região Metropolitana de Curitiba. Um dos autores do homicídio também se encontra preso, outro terceiro morreu em um confronto com a Polícia Militar e o quarto suspeito está foragido.

Dos 20 presos na manhã desta quinta, 20 mandados foram cumpridos na rua e quatro dentro do presídio. Desses, três foram presos em flagrante por tráfico e posse de arma de fogo e outros três, que estavam foragidos da Justiça. Os integrantes da quadrilha são investigados em pelo menos cinco homicídios, a maioria tem ligação com tráfico de drogas.

Quem faz o blog

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES