Audiência

Assembleia discute volta às aulas presenciais

Marchese (PROS): "entendemos que a educação tem de ser vista como prioridade quando se fala em reabertura"
Marchese (PROS): "entendemos que a educação tem de ser vista como prioridade quando se fala em reabertura" (Foto: Dálie Felberg/Alep)

A Assembleia Legislativa promove hoje, a partir das 14 horas, a audiência pública “Volta às aulas presenciais de forma segura”. O objetivo é discutir os impactos e implicações da paralisação das aulas presenciais em todo o Paraná por conta da pandemia do coronavírus e as possibilidades de retorno de forma segura. O debate terá transmissão ao vivo pela TV Assembleia, site e redes sociais do Legislativo. A proposta foi feita pelo deputado Homero Marchese (PROS), que defende a volta às aulas presenciais. O governador Ratinho Júnior (PSD) tem afirmado que elas só serão retomadas após a vacinação de professores e trabalhadores da Educação contra a Covid-19.

Na audiência, erão ouvidos médicos, como o doutor Rubens Cat, chefe do Departamento de Pediatria do Hospital de Clínicas da UFPR, educadores, mães de alunos e autoridades. Para o deputado, será uma oportunidade de discutir um tema fundamental de forma técnica e responsável, levando em conta a posição das crianças e adolescentes e de seus pais e mães

"Sabemos da gravidade da doença e estamos cientes que vivemos um momento extremamente complicado. Mas, ao mesmo tempo, entendemos que a educação tem de ser vista como prioridade quando se fala em reabertura, pela saúde física, mental e emocional das nossas crianças e por respeito aos pais. E isso não tem ocorrido", diz Marchese. Para ele, a experiência empírica de outros países e uma série de estudos científicos têm mostrado que a volta às aulas presenciais com cuidados sanitários não é um fator relevante na disseminação da doença.