Eleições 2022

Moro comemora liderança em pesquisa para o Senado; Alvaro não comenta

Moro (União): ex-juiz voltou ao Paraná após ter transferência do domicílio eleitoral para SP rejeitada pela Justiça
Moro (União): ex-juiz voltou ao Paraná após ter transferência do domicílio eleitoral para SP rejeitada pela Justiça (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil )

O ex-juiz Sergio Moro (União) comemorou o resultado da pesquisa Real Time Big Data divulgada hoje, que o coloca na liderança da disputa pelo Senado no Paraná. Segundo o levantamento, Moro tem entre 30% e 41% das intenções de voto para o cargo, nos dois cenários em que seu nome é incluído entre os concorrentes, superando assim o senador e pré-candidato à reeleição, Alvaro Dias (Podemos).

“Fico honrado pela confiança recebida do povo paranaense na pesquisa para o Senado. Seguiremos lutando e nada vai nos deter”, escreveu o ex-juiz no Twitter, após a divulgação.

Na pesquisa, no primeiro cenário para senador, Moro tem 30% dos votos, seguido de Álvaro Dias com 23%, Dr. Rosinha (PT) com 7%, Paulo Martins (PL) com 6%, Aline Sleutjes (Pros) com 2% e Alex Canziani (PSD) e Guto Silva (Progressistas) com 1% cada. Ainda, 11% declararam votar nulo ou branco e 19% não souberam ou não quiseram responder.

No segundo cenário, sem Sérgio Moro, Álvaro Dias lidera com 35%, Paulo Martins tem 8%, Dr. Rosinha tem 7%, Alex Canziani tem 4%, Aline Sleutjes tem 3% e Guto Silva tem 2%. Outros 17% afirmaram voto nulo ou branco e 24% não souberam ou não quiseram responder.

Em um terceiro cenário proposto, sem Álvaro Dias, Sérgio Moro desponta na liderança, com 41% dos votos. Na sequência, Paulo Martins e Dr. Rosinha tem 8% cada um, Alex Canziani tem 4% e Aline Sleutjes e Guto Silva tem 3% cada. Ainda, 12% deram voto nulo ou branco e 21% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder.

"Fiquei satisfeito com o resultado da pesquisa para o Senado. Revela que o povo paranaense reconhece o trabalho que foi feito na Lava Jato e no Ministério da Justiça. Também mostra o interesse dos eleitores nas nossas propostas", disse Moro ao Estadão.

Procurado, Alvaro Dias preferiu não comentar a pesquisa. Na semana anterior, ele havia dito ao Estadão que não falaria sobre hipóteses e que, caso houvesse disputa com Moro, ela seria civilizada. 

Alvaro Dias foi responsável por levar o ex-juiz Sergio Moro para o Podemos em novembro de 2021, como pré-candidato à presidência da República. Em março, porém, Moro migrou para o União Brasil, que também não deu a legenda para ele disputar a sucessão do presidente Jair Bolsonaro (PL), lançando a pré-candidatura do deputado federal Luciano Bivar ao Planalto. O ex-juiz tentou ainda uma candidatura ao Senado por São Paulo, mas teve a transferência do domicílio eleitoral rejeitado pela Justiça. Com isso, ele retornou ao Paraná para disputar a eleição pelo estado de origem, mas por enquanto, não confirmou a qual cargo vai concorrer. 

A pesquisa foi contratada pelo Grupo RIC, realizada pela Real Time Big Data e registrada sob o número PR-06518/2022. Os dados foram coletados na modalidade quantitativa telefônica. Ao todo, 1.500 paranaenses, eleitores com mais de 16 anos, foram entrevistados, entre 24 e 25 de junho deste ano. A margem de erro é de três pontos porcentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

LEIA MAIS: 

Pesquisa aponta reeleição de Ratinho Junior ao governo e liderança de Moro ao Senado