Compra de votos

Prefeito de Goioerê é acusado de distribuição ilegal de cestas básicas

Betinho Lima (PSD): prefeito teria comprado e distribuído 200 cestas básicas durante a campanha de reeleição, segundo o MP
Betinho Lima (PSD): prefeito teria comprado e distribuído 200 cestas básicas durante a campanha de reeleição, segundo o MP (Foto: reprodução/Facebook)

O Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria Eleitoral de Goioerê ( região Centro-Ocidental), denunciou o atual prefeito, Roberto dos Reis de Lima (PSD), conhecido como "Betinho Lima", por crime eleitoral. A denúncia aponta possível crime cometido durante a campanha para as recentes eleições municipais.

Segundo a denúncia, o então candidato teria comprado e distribuído 200 cestas básicas, ao custo total de R$ 104.850,00, como forma de induzir o voto de eleitores (cometendo o crime popularmente chamado de “compra de votos”). Além disso, conforme a denúncia, por se tratar de ato ilícito, não declarou a despesa na prestação de contas de sua campanha.

As penas para os crimes eleitorais denunciados, previstos nos artigos 299 (“compra de votos”) e 350 (omissão na prestação de contas) do Código Eleitoral, podem chegar a até sete anos de reclusão.