Imunização

Ratinho Jr admite que governo do Paraná pode comprar vacinas contra Covid

Ratinho Jr: presidente do Senado apresentou projeto para liberar compra de vacinas por estados
Ratinho Jr: presidente do Senado apresentou projeto para liberar compra de vacinas por estados (Foto: Franklin de Freitas)

O governador Ratinho Júnior (PSD) admitiu hoje que o governo do Paraná pode comprar vacinas contra a Covid-19 por contra própria, ao invés de esperar o envio do imunizante pelo governo federal, caso haja mudança na legislação sobre o assunto. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/RO), apresentou hoje um projeto que permite que estados, Distrito Federal e municípios assumam a responsabilidade civil por eventuais efeitos adversos provocados pelos imunizantes. Essa medida abre caminho para a aquisição de vacinas por governadores e prefeitos. Além disso, o Supremo Tribunal Federal formou maioria para permitir que estados e municípios comprem vacinas caso as doses ofertadas pelo Ministério da Saúde sejam insuficientes para atender a população local.

“Sem dúvida, temos essa possibilidade (de comprar vacinas). Hoje acompanhei o presidente do Senado dizendo que vai fazer estudo para mudar a legislação brasileira”, disse Ratinho Junior (PSD) em entrevista ao Bom Dia Paraná, da RPC. “Existe a necessidade de busca de fornecedores que possam atender os estados brasileiros. Mas nós vamos fazer nossa parte”, afirmou o governador. Segundo ele, o Paraná tem R$ 200 milhões reservados para a compra de vacinas.

Até agora, Ratinho Jr vinha dizendo que o Paraná seguiria o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. Ele chegou a criticar governadores por supostamente "politizarem" a discussão sobre as vacinas.