Transporte coletivo

Vereador propõe gratuidade em ônibus de Curitiba para grávidas

Vereador alega que os custos com transporte podem limitar o acesso de mulheres de baixa renda aos exames pré-natais.
Vereador alega que os custos com transporte podem limitar o acesso de mulheres de baixa renda aos exames pré-natais. (Foto: Joel Rocha/SMCS)

O vereador João da 5 Irmãos (PSL) apresentou projeto na Câmara Municpal de Curitiba propondo isenção da tarifa de ônibus para gestantes que buscam atendimento médico na Capital paranaense. Ele alega que os custos com transporte podem limitar o acesso de mulheres de baixa renda aos exames pré-natais.

Pela proposta, todas as linhas de ônibus operadas por empresas concessionárias ou permissionárias da Urbs, que gerencia o transporte público na cidade, passariam a conceder tarifa zero às mulheres grávidas que solicitassem o benefício. Para ter acesso à gratuidade, elas precisariam “estar legalmente cadastradas em uma das UBSs de Curitiba e possuir o cadastro no Cras - Centro de Referência de Assistência Social”, estipula o autor.

“Uma boa parte de mães curitibanas que buscam atendimento pelo SUS são, em sua grande maioria, de baixa renda”, afirma João da 5 Irmãos. Para o parlamentar, nessa condição, “qualquer custo a mais pode inviabilizar a realização desse exame”, que ele julga “importantíssimo” tanto para a mãe, quanto para o bebê. “Previne e faz o diagnóstico prévio de inúmeras doenças, reduzindo assim o índice de mortalidade e complicações na gravidez”, diz.

João entende que a medida traria, no futuro, benefícios ao Município. Com a garantia de que mais mães façam os exames de pré-natal, ele argumenta, menores seriam os “problemas futuros com os custos de um tratamento de saúde" no SUS da cidade. Caso aprovada, a lei concederia o beneficio somente às gestantes residentes em Curitiba e entraria em vigor logo após publicada no Diário Oficial do Município.