Tic Tag

Comunicação & Educação Acessíveis

Publicidade
Autimo

2 de abril: Dia Mundial da Conscientização do Transtorno do Aspecto Autista

Prefeito Rafael Greca com a secretária da Educação, Maria Silvia Winkeler, no I Seminário UPPA/SME Autismo e Inclusão - no Salão de Atos do Parque Barigui.
Prefeito Rafael Greca com a secretária da Educação, Maria Silvia Winkeler, no I Seminário UPPA/SME Autismo e Inclusão - no Salão de Atos do Parque Barigui. (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

Dia 2 de abril, assim como durante todo o mês, serão reforçadas as ações para a população compreender e se conscientizar sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). O Dia Mundial da Conscientização do TEA, celebrado dia 2 de abril, ocorre desde que foi referendado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em novembro de 2007.

Uma série de atividades estão programadas, esta semana, pela prefeitura de Curitiba com a proposta de incentivar a compreensão do Espectro Autista e, consequentemente, entender a importância da inserção dos indivíduos na sociedade. Sessão de cinema, exposição fotográfica, piquenique, baile, oficinas de música e skate, atividades esportivas, palestras e seminários serão realizados por dez instituições dedicadas ao assunto na cidade, entre escolas, clínicas e associações de pais. A programação fecha no dia 7 (domingo), às 14h30, com a “Caminhada pelo Autismo”, a ser realizada no Parque Barigui, próximo ao Centro de Eventos.

Confira a programação completa no site da Prefeitura http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/prefeitura-promove-semana-de-conscientizacao-sobre-o-autismo/49766

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é a deficiência que mais afeta o neurodesenvolvimento em crianças. Os indicadores norte-americanos têm apontado um aumento na prevalência de casos, passando de 1 em cada 166 pessoas em 2002 para 1 em cada 59 pessoas em 2018. “Esses dados refletem a necessidade de se investir não apenas em pesquisas para descobrir suas causas, mas também em tratamentos que reduzam os sintomas”, salienta a psicóloga do Centro de Excelência em Recuperação Neurológica (CERNE), especializada em TEA, Giulianna Kume.

O CERNE também destaca a importância do atendimento precoce do transtorno e elenca 4 mitos que atrapalham o tratamento do autismo. Com isso deseja contribuir para desfazer mitos que dificultam a identificação do espectro autista e seu tratamento.

Portanto, vamos desfazer esses 4 mitos:

1) O comportamento do autista é imutável.
Errado. O TEA é caracterizado por um déficit na comunicação e interação social, além de apresentar comportamentos restritos. Essas dificuldades afetam não apenas a plena participação da pessoa na sociedade, mas sobretudo o processo de aprendizagem. Atualmente, têm sido ofertados diversos tipos de terapias e tratamentos para minimizar o impacto do TEA na vida dos indivíduos.

2) Não há comprovação científica para o tratamento do autismo.
Errado. A análise do comportamento aplicada (ABA) tem sido a terapia mais indicada e com maior comprovação científica de eficácia no tratamento do TEA. Ela consiste na aplicação dos princípios da Ciência na análise do comportamento em contextos de intervenção social. Utiliza-se de procedimentos para aumentar e refinar o repertório comportamental.

3) É preciso esperar a criança crescer para iniciar o tratamento.
Errado. Um fator importante no tratamento é a precocidade. Quanto antes for realizado o diagnóstico e a intervenção melhores são os resultados e a resposta da criança. Isso devido ao desenvolvimento neurológico, que permite maior aprendizagem, e aos atrasos menores em relação a indivíduos neurotípicos de mesma idade.

4) Crianças não respondem tão bem ao tratamento.
Errado. O modelo Denver é uma terapia com embasamento em ABA para intervenção precoce de crianças com TEA. É o tratamento com melhor taxa de resposta para crianças com idade de 12 a 60 meses. Em 2012, foi eleito pela revista TIME uma das 10 maiores descobertas na área médica. Seu maior objetivo é ensinar a criança a partir do fortalecimento da interação social em jogos e brincadeiras, simulando um ambiente muito próximo ao natural.

Fonte: Informações da Prefeitura e da Assessoria de Imprensa do CERNE. 

 

Quem faz o blog

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES