Comunicação & Educação Acessíveis

Tecnologia Assistiva

Professores do IPC testam o OrCam MyEye

Um dispositivo acoplado a um óculos que fotografa os textos, escaneia e os transforma em áudio. Este é o OrCam MyEye, uma moderna tecnologia assistiva, que além de fazer a leitura de textos, reconhece rostos, cores e a identifica cédulas de dinheiro.

Professores do Instituto Paranaense de Cegos puderam testar o equipamento, na última quarta-feira, antes mesmo do evento oficial, que ocorreu ontem (quinta), na Biblioteca Pública do Paraná, quando foram doados quatro aparelhos para a biblioteca.  

Para Ana Paula Oliveira Vieira, professora de apoio à escolaridade e pessoa com baixa visão, o OrCam MyEye é um equipamento versátil, que dará autonomia principalmente para a leitura de livros, placas e painéis. Segundo ela, para o correto uso, é necessário um treinamento de posicionamento de cabeça. “Mesmo enxergando um pouco tive dificuldade de usar, mas com o tempo de uso se acostuma”.

Michel Veríssimo Pereira, instrutor de informático no IPC e pessoa com cegueira total, também testou o equipamento e destacou a autonomia que ele dará para a leitura em multiplataformas. No entanto, ele lamentou o alto custo e a manutenção do produto, que por enquanto, ocorre apenas em São Paulo.  

Entrega oficial na BPP

A entrega dos equipamentos na BBP aconteceu ontem (6/2), na Biblioteca Pública do Paraná, numa parceria entre a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho (SEJUF) e Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC), que assinaram o termo conjunto de cessão de uso.

O Paraná será um dos primeiros estados brasileiros a proporcionar esta solução inovadora. Os aparelhos foram adquiridos pelo Departamento de Política da Pessoa com Deficiência e da Assessoria de Gestão Inteligente e Inovação, vinculado à Sejuf. A equipe da secretaria já realizou os testes e treinamentos com os funcionários da BBP.

“O atendimento e a política para a pessoa com deficiência é uma prioridade em nossa gestão, e quando conhecemos essa tecnologia fizemos todos os esforços para adquirir alguns equipamentos e iniciar um projeto-piloto”, explica o secretário Ney Leprevost.

“É uma política pública inovadora que oferecerá opções reais e eficientes para que as pessoas com deficiência visual possam usufruir de todo o acervo da Biblioteca Pública. Mas, mais do que isso, oferecerá uma oportunidade inédita na vida dessas pessoas. É emocionante ver a reação de uma pessoa cega ao poder folhear um livro e pela primeira vez saber o que está escrito nele”, completa.

Para o secretário da Comunicação Social e da Cultura, Hudson José, a oferta da tecnologia vai incrementar o atendimento e atrair mais pessoas para a Biblioteca. “É um estímulo para que pessoas com necessidades especiais possam acessar um vasto acervo literário”, destaca ele.

“Mais que um leitor de textos, o OrCam MyEye possibilita autonomia ao usuário. A Biblioteca sempre visa a integração de seus usuários e, com esse dispositivo, contaremos com uma importante ferramenta para a inclusão”, comemora Ilana Lerner, diretora da Biblioteca Pública do Paraná.

No total, cinco OrCam MyEye foram adquiridos por determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior, que conheceu a tecnologia no ano passado, durante exposição de inovações realizadas no Palácio Iguaçu.

Quatro unidades estão sendo cedidas à BBP, que utilizará dois em suas instalações e repassará dois a bibliotecas do interior do estado, a serem selecionadas. A outra será destinada para uso em eventos da Sejuf, como o Paraná Cidadão e a Feira da Cidadania.

Fonte: Setor se comunicação do IPC com Agência de Notícias do Governo do Estado