O que você vai aprender com o Vírus da Humildade?

E de repente o mundo ficou de cabeça pra baixo.

Não só pra mim, ou só pra você. Pra todo mundo, no mundo todo. Quem poderia prever algo assim?

Tenho chamado o Corona Vírus de “O vírus da Humildade”.

Explico: Quais eram as preocupações da Europa antes dele? Uma delas era a crise migratória. O mesmo acontecia com os Estados Unidos, há poucos dias vi uma reportagem sobre os brasileiros que estão presos no México.

Vale lembrar também das discussões sobre ideologia de gênero, desigualdades entre classes sociais, e tantos outros temas polêmicos...

E agora?

Agora veio esse bicho microscópico e falou “Ei, você! Não me interessa se é homem, mulher, branco, amarelo, rico, pobre, europeu ou brasileiro. Você é apenas um HUMANO”.

Logo nós, que temos sido tão desumanos há tanto tempo!

Esse vírus veio para jogar na nossa cara o que há de mais óbvio: todos somos iguais. Não perante a lei, mas perante a vida. Sensíveis, frágeis, cheios de medo e IGUAIS.

Alguém pode dizer “Ah, mas quem tem condição vai se tratar em hospital particular”.

Sim, acontece que nesse momento, quem se formou em Harvard e quem se formou na Universidade Da Esquina tem um nível de conhecimento muito similar sobre o que está acontecendo, o que mais uma vez nos coloca em pé de igualdade.

E para acrescentar “requintes de crueldade”, esse vírus ainda pega como refém aquelas pessoas cuja saúde sempre nos preocupa mais: nossos pais e avós. Gente, esse bicho não tem limites, não é? Aparentemente ele sabe que os jovens sempre se acham muito conhecedores de todas as coisas, saudáveis, fortes. Pois é. Mas também amam seus pais e avós, e vão ter que se comportar direitinho para não arriscar suas vidas. Ele pensou em tudo, e agora ele dita as regras.

Então sim, é terrível. E só vamos conseguir avaliar minimamente as consequências de tudo isso, quando passar. Mas o meu lado fã de Pollyanna insiste em dizer que há algo bom em tudo isso, se soubermos aprender com a adversidade. Afinal, é para isso que existem os problemas, certo? Para nos ensinar, nos ajudar a evoluir.

Espero que cada ser HUMANO desse planeta pare para repensar seus valores com esse cenário, e entenda que se a gripe que alguns chineses tiveram há 4 meses é capaz de impactar TANTO a sua vida hoje, então como pode a falta de condições de vida em um bairro próximo não ser um problema seu?

Torço que quando esse caos passar, possamos adotar o “Olhar Corona”, entendendo finalmente que somos todos iguais.

Mas até lá... o que podemos fazer pelo bem de todos?

Eu não tenho certeza se estou fazendo o suficiente. Mas tenho o compromisso de fazer melhor a cada dia.

Enquanto isso, sigo na missão que abracei há 3 anos: Fazer as pessoas mais felizes em seus lares.
E isso se tornou especialmente importante agora, não? Com todos reclusos dentro de suas casas.

Pode ser que muita gente se anime com a ideia de aproveitar esse tempo para organizar o seu lar. Isso é algo em que posso ajudar, então, começo hoje a “Quarentena da Organização”, vou compartilhar meu conhecimento técnico gratuitamente nas redes. Quem sabe ajudo muitas pessoas a acabarem a quarentena com uma casa mais leve e mais feliz?

E você? O que pode fazer hoje por um mundo melhor? Vamos nos unir e mostrar ao Corona que os humanos é que mandam aqui! E que ser humano é muito mais do que ter fraquezas. É também ter a força para superar os obstáculos e se reinventar a cada dia.

Vamos juntos?