Rômulo (Crédito: Franklin de Freitas)

O técnico interino do Athletico Paranaense, Wesley Carvalho, aproveitou a semana para fazer uma série de testes na formação da equipe para o duelo com o vice-líder. No domingo (dia 8) às 18h30, recebe o Bragantino na Ligga Arena.

Wesley deu sinais que pode voltar a usar esquema tático com três zagueiros. Ele usou o 3-4-3 no início do seu trabalho e, em seguida, adotou o 5-3-2. Nos últimos jogos, porém, vinha adotando o 4-2-3-1 como base.

As mudanças para domingo podem ter relação com as características do Bragantino e com a fraca atuação da equipe no Atletiba. Outro aspecto é ausências de opções para a lateral-direita. Bruno Peres tem características mais defensivas e demonstrou estar longe da forma ideal no clássico no Couto Pereira.

Nos treinos, Wesley testou o atacante Rômulo como titular. Ele começou sua jornada no futebol profissional como centroavante, mas atuou mais vezes nas pontas.

O meia Bruno Zapelli e o volante Alex Santana podem perder lugar na equipe. O atacante Willian Bigode deixa a equipe com o retorno de Pablo, que estava suspenso no último domingo.

No 3-4-3, o treinador pode usar Cuello e Canobbio como alas. Eles já atuaram nessas posições em 2023 com Wesley Carvalho.

Clique aqui para saber mais sobre as posições de Canobbio em campo e sobre a utilização de Cuello na lateral.

Uma provável escalação para domingo, no 3-4-3, é Bento; Cacá, Kaique Rocha e Esquivel; Canobbio, Fernandinho, Erick (Hugo Moura) e Cuello; Vitor Bueno, Pablo e Rômulo.

Nesse caso, o lateral Esquivel atuaria como zagueiro mais uma vez. E Vitor Bueno (direita) e Rômulo (esquerda) jogariam nas pontas.

Se Erick se recuperar das dores musculares, ele pode ser improvisado na lateral-direita e Wesley manter o 4-2-3-1 dos últimos jogos.

O 4-1-4-1 do Coritiba e o 4-2-3-1 do Athletico no último domingo

Erick é dúvida

O volante Erick, 25 anos, sentiu dores musculares na coxa e está sendo avaliado pelo departamento médico do clube. Por enquanto, é dúvida para domingo.

Erick é o jogador de linha mais ‘fominha’ do Athletico em 2023, o que mais entrou em campo na temporada: 47 jogos. Foi titular em 41. Só fica atrás do goleiro Bento, presente em 49 dos 56 jogos do Furacão no ano.

Um jogador suspenso e mais seis em recuperação

O técnico Wesley Carvalho perdeu o zagueiro Thiago Heleno para domingo. Ele está suspenso por cartões amarelos. As opções para o lugar dele são Matheus Felipe, que não joga desde 29 de julho, e Kaique Rocha, que não atua desde 1º de agosto. Ou seja, dois atletas que estão sem atuar por dois meses.

Os reforços são os retornos do centroavante Pablo e do meia Vitor Bueno, que cumpriram suspensão por cartões amarelos no Atletiba.

O time segue com mais seis baixas, todos em recuperação: o centroavante Vitor Roque, o lateral-direito Madson, o zagueiro Pedro Henrique, o lateral-esquerdo Fernando, o volante Christian e o meio-campista Arturo Vidal. Não há previsão para o retorno desses jogadores.

Christian está em fase final de recuperação, já treinou no gramado e pode ser a novidade no banco de reservas no domingo. É pouco provável que entre como titular, já que desde 23 de julho.