Arquivo Bem Paraná/Franklin de Freitas – Zé Rafael em treino do Coritiba

Quatro vitórias e um empate nos últimos cinco jogos conduziram o Palmeiras à liderança isolada do Brasileirão, com 19 pontos. Com competições de mata-mata pela frente, a ideia é adquirir uma gordura na competição antes de virar a chave para Libertadores e Copa do Brasil. Revelado no Coritiba, porém, o meia Zé Rafael prevê muitas dificuldades para o time no Couto Pereira, domingo.

Melhor mandante do Brasileirão, o time paranaense está invicto no estádio e perdeu seus primeiros pontos em casa no 1 a 1 com o São Paulo, quinta-feira. Apoiado pela torcida, costuma endurecer para os rivais e Zé Rafael pede atenção, apesar do discurso otimista.

“Jogar no Couto (Pereira) é sempre muito difícil. A equipe do Coritiba é bem montada, tem bons jogadores e está bem no campeonato”, alerta Zé Rafael. “Mas nós vamos trabalhar esses dois dias que a gente ainda tem para chegar lá, fazer um grande jogo e voltar com um grande resultado porque precisamos pontuar também fora de casa.”

Quando fala em pontuar fora, não significa que o Palmeiras está mal como visitante. Ao contrário. Depois de empates com Goiás e Flamengo, o time emplacou duas vitórias seguidas, contra Juventude e Santos.

“Eu acho que a nossa mentalidade está muito forte. A gente tem se preparado todos os dias e para todas as competições. A gente sabe que o Brasileiro é um campeonato longo e que a gente precisa pontuar ao máximo agora para chegar lá na frente e ter, quem sabe, uma gordurinha para queimar nas horas das decisões”, diz Zé Rafael. “E, da mesma forma, esses jogos intensos do Brasileiro servem também como preparação para os mata-matas que teremos pela Copa do Brasil e Libertadores. Então, nossa equipe tem evoluído e buscando essa constância para chegar lá na frente e colher os frutos que a gente tanto almeja.”

Por fim, Zé Rafael festeja o entrosamento dos mais experientes com os jovens do elenco que aos poucos vão se destacando no time.

“É legal demais essa troca com os meninos. Fico feliz em ajudá-los com algumas dicas, com algum posicionamento. E eles também, em alguns pontos, me ajudam. Então, essa troca de experiências é muito boa”, enfatiza. “Eles são muito jovens, mas estão sempre querendo aprender coisas novas e evoluir. Temos tudo para seguirmos crescendo muito e espero que possamos continuar nesta sequência boa e conquistar ainda mais títulos pelo Palmeiras.”