História: 1963, o ano em que o Paraná queimou

Há exatos 53 anos o Paraná sofreu uma das maiores tragédias de sua história. É que foi na segunda quinzena de agosto de 1963 que teve início o maior incêndio da história do Brasil, que chegou ao fim apenas entre 18 e 20 de setembro daquele ano, depois de queimar dois milhões de hectares, o equivalente a 10% da superfície estadual, e atingir mais de 100 municípios em quase todas as regiões do estado.
A tragédia, resultado da combinação de baixas temperaturas e fortes geadas com a estiagem prolongada e pequenas queimadas feitas por lavradores, deixou 110 mortos, centenas de feridos, 5,5 mil casas destruídas e 5,7 mil famílias desabrigadas. Em um relatório elaborado pelo governo do estado, consta a narrativa do trabalhador rural João Arruda sobre aquele que ficou conhecido como o ano da penitência: O demônio reinou por aqui e trouxe todo o fogo do inferno com ele, disse.