Publicidade
Setlist

1983: Há 35 anos, quais eram as músicas mais tocadas no Brasil?

Cena ic\u00f4nica do filme \"Flashdance\".
Cena ic\u00f4nica do filme \"Flashdance\". (Foto: Divulgação)

1983 foi um ano-chave para a consolidação da moda, cultura e costumes da década de 80. Foi a consagração de Michael Jackson, que dominava o mundo e se tornava o Rei do Pop, após o lançamento de Thriller. No Brasil nós perdíamos Jardel Filho, Clara Nunes, Garrincha e Janete Clair, considerada por muitos como a melhor novelista que o país já teve.

Foi também, o ano do roubo da Taça Jules Rimet, conquistada pela Seleção Brasileira na Copa de 1970. Mas nem só de desgraças vivia o brasileiro: Nelson Piquet tornava-se bicampeão mundial de Fórmula 1, no Grande Prêmio da África do Sul. E Silvio de Abreu fazia o povo rir com a telenovela Guerra dos Sexos, que mostrou uma nova maneira de fazer novela no país, inaugurando a comédia-pastelão no gênero.

Flashdance embalava as filas de cinema e as danceterias do mundo todo, mas dividia espaço com O Retorno de Jedi, sexto episódio de Star Wars, e Scarface, como as principais atrações do cinema.

E servindo como um termômetro do boom e da paixão que a geração oitentista deixou no público, trazemos pra vocês as 10 músicas mais tocadas nas rádios brasileiras naquele ano.

Solte o play e se divirta!

1ª) Menina Veneno - Ritchie

 

Um dos maiores clássicos oitentistas. O sucesso repentino de Ritchie, além de várias regravações, causou ciumeiras em muitos medalhões da MPB. 

2ª) Billie Jean - Michael Jackson

 

Segundo single de Thriller, o álbum mais vendido da história, liderou o Hot 100 da Billboard. Considerada por alguns como uma das canções mais revolucionárias da história, fez Michael se tornar o primeiro artista negro a ter um videoclipe transmitido pela então novata MTV.

3ª) Coração de Estudante - Milton Nascimento

 

Para quem viveu os anos 80 e 90, era praxe as escolas colocarem os alunos para entoarem essa música em datas comemorativas. Um dos grandes clássicos do Bituca.

4ª) Como Uma Onda (Zen Surfismo) - Lulu Santos

 

O maior hit, dentre os inúmeros hits, do maior hitmaker brasileiro. Poucos sabem, mas foi composta por Lulu, em parceria com o jornalista Nelson Motta, e integrou a trilha do filme Garota Dourada, um dos sucessos daquela década. 

5ª) Brincar de Viver - Maria Bethânia

 

Uma das canções do especial Plunct Plact Zum, que marcou toda uma geração. Acabou se tornando um marco na carreira da cantora.

6º) Guerreiro Menino (Um Homem Também Chora) - Fagner

 

Música de Gonzaguinha, ficou imortalizada na voz do cantor cearense. Foi tema da novela da Globo "Voltei pra Você", atração das 18 horas.

7ª) Every Breath You Take - The Police

 

Maior sucesso de toda a história do The Police, e uma das músicas mais executadas de todos os tempos. Na onda do revival oitentista, foi incluída na trilha da segunda temporada de Stranger Things, da Netflix.

8ª) Beat It - Michael Jackson

 

Em uma parceria musical inédita com o guitarrista Eddie Van Halen, Michael conseguiu a proeza de tornar essa canção um ícone contra o preconceito, e por quebrar barreiras entre a música branca e a negra. Outro single número 1 de Thriller.

9ª) Anjo - Roupa Nova

 

Composição de Dalto, virou hit nacional ao ser tema de Juliana, vivida por Maitê Proença, na novela Guerra dos Sexos.

10ª) Nosso Louco Amor - Gang 90 & As Absurdettes

 

Tema de abertura da novela Louco Amor, de Gilberto Braga, grande sucesso daquele ano. Banda criada pelo DJ e jornalista Júlio Barroso, tinha clara inspiração no new wave dos B 52's. Uma das atrações mais interessantes do nascente rock brasileiro da década, e que teve seu fim com a morte precoce de Júlio.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES