Telefone gratuito de prevenção do suicídio bate recorde no final do ano

08/01/16 às 16:58 - Atualizado às 17:03 Da redação Bem Paraná com assessoria
(foto: Reprodução)

O 188, primeiro telefone sem custo de ligação para prevenção do suicídio no Brasil, completou quatro meses de funcionamento com mais de 24.500 ligações acumuladas no período. Em relação a setembro, quando entrou em operação, o serviço fechou o mês de dezembro com um aumento de 66%, ao atender 7.625 pessoas.

O serviço é administrado pelo CVV somente no estado do Rio Grande do Sul como teste para ampliação para todo o território nacional.

O pico de ligações se deu no dia 30 de dezembro, com 409 atendimentos, seguido da véspera do Natal, com 370 ligações. Esse movimento de maior procura nas duas semanas que encerram o ano era esperado pelo CVV. “Quando chega o período festivo do final de ano, existe um senso comum de que todos ficam felizes, mas isso é uma falsa percepção e, o pior, torna-se uma pressão social às pessoas que não sentem essa felicidade toda”, explica Carlos Correia, voluntário do CVV. “Essa pressão social, somada a outras situações e a dificuldade em lidar com as próprias emoções, pode levar as pessoas à sensação de não suportar mais, querer desistir de tudo,” complementa.

O CVV foi selecionado pelo Ministério da Saúde para administrar o 188 por realizar o atendimento telefônico de prevenção do suicídio gratuitamente há 53 anos. Nos demais estados, o serviço pode ser utilizado pelo 141 com custo de ligação local, por e-mail, chat ou Skype.

O suicídio mata 1 brasileiro a cada 45 minutos e pode ser prevenido em pelo menos 90% dos casos. O Rio Grande do Sul foi escolhido para receber o teste por ser o estado com o maior índice de suicídio no Brasil.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop