Publicidade
Minuto Estímulo

4º Pilar da Autoestima

Enfim chegamos ao 4º Pilar. Quando Denis Waitley criou os pilares da auto-estima, ele achava que só precisávamos dos três primeiros, ou seja, da sensação de pertencer; da noção de identidade pessoal e da sensação de merecimento. O 4º pilar surgiu depois e acabou sendo fundamental no suporte para os antecessores.
O 4º Pilar é a Sentimento de Controle e Competência. Mesmo possuindo os três primeiros pilares, ainda não estamos aptos a vencer os desafios de manter a auto-estima e os desafios para alcançarmos o sucesso desejado. Precisamos saber controlar todas essas emoções. Precisamos conhecer muito bem o poder que temos e colocar os outros três pilares para funcionar nos impulsionando para frente. Waitley chama esse controle e competência e nosso empowerment pessoal, quando existe este sentimento de auto-força pessoal, a mente e o corpo juntam-se na mesma jornada em direção a qualquer que seja a meta.
Amigos leitores espero que vocês tenham gostado dos pilares fundamentais para a auto-estima, mas confesso para vocês que só conhecê-los não lhes garante uma boa auto-estima na hora que precisar. É preciso mais que isso. Temos que acreditar neles de verdade, achar que são realmente essenciais para que possamos conseguir vencer os momentos de baixa-estima.
Na vida passamos por situações onde confiamos cegamente em pessoas, por exemplo: quando vamos ao dentista, apenas sentamos na sua cadeira, e apesar do medo abrimos a boca e acreditamos que ele seja a melhor pessoa para cuidar dos nossos dentes; quando vamos ao médico, com certeza pensamos a mesma coisa, que aquele profissional é competente para cuidar da nossa saúde; quando entramos num avião, acreditamos que aquele piloto seja o melhor de todos e saiba muito bem o que esteja fazendo; quando levamos nossos filhos para a escola, acreditamos que aquela instituição seja a melhor; quando jantamos em um restaurante acreditamos que aquela comida foi feita por um bom cozinheiro. É claro que todos esses exemplos são de pessoas desempenhando suas habilidades profissionais. Então, será que auto-estima tem haver com desempenho profissional?
Com certeza tem e muito! Um indivíduo que não tem uma boa auto-estima, provavelmente não será um bom profissional. Ele estará na média para baixo, afinal não descobriu de verdade quem ele é ou o que quer ser.
Vamos pensar em exercitar essas habilidades que mantêm nossa auto-estima diária, seja ela na conduta pessoal ou profissional.
Aqui vão algumas dicas do autor Sam Deep para manter a auto-estima: relembrar suas realizações; numa situação adversa sempre olhar o lado positivo; procurar tarefas que revelem seus talentos; aprenda a ouvir de verdade; seja menos esponja e mais peneira, isto é, deixe passar mais e não fique guardando; não critique pessoas e a você mesmo, critique somente o desempenho; elogie um desempenho e o aceite também, e por último, nunca deixe de participar de treinamentos e a aprender mais!
Um grande abraço, boa semana e Deus esteja com você.
#treinamentoscomjogosdenegocios&palestrasdemetasevendas
Desmar Milléo Junior, Autor do Livro: “Apenas Boas Intenções Não Bastam”, Palestrante nas áreas motivacional, comportamental e vendas.Treinamentos com Jogos de Negócios & Simuladores. 
SITE: www.milleo.com.br & www.treinamentodegestao.com.br

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES