Empresários de escolas de idiomas compram rede e anunciam aquisições

19/06/17 às 13:18 Folhapress
JOANA CUNHA SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A empresa de ensino de idiomas Wise Up anunciou nesta segunda-feira (19) a compra de 100% da rede Number One e a criação de uma holding chamada Wiser Educação, que pretende dar início a uma sequência de aquisições no setor. O negócio deriva da recém-anunciada sociedade entre os empresários Carlos Wizard Martins e Flávio Augusto da Silva, anunciada há pouco mais de um mês, quando Wizard comprou uma fatia de 35% da rede Wise Up por R$ 200 milhões, um negócio que marcou o retorno do empresário para o mercado de ensino de idiomas no Brasil. Carlos Wizard é o fundador do Grupo Multi, dono das escolas Wizard, rede de idiomas vendida por R$ 2 bilhões para o grupo britânico Pearson, há cerca de três anos. Flávio Augusto da Silva, fundador da Wise Up, também tem um histórico de idas e vindas no setor de educação. Vendeu sua rede em 2013 para a Abril Educação e depois a recomprou em 2015. Augusto da Silva afirma que está organizado a estruturação societária da holding que atualmente já está em conversas para a aquisição de outras duas empresas. Ele terá 65% da Wiser, e Carlos Wizard, 35%. A aquisição da Number One foi realizada com recurso próprio, segundo os empresários. "Temos um certo conforto de liquidez. Se for necessário, podemos também lançar mão de alguma linha de financiamento, ou ingresso de um outro sócio no futuro, mas ainda não contamos com isso no momento", diz Flávio Augusto da Silva. Carlos Wizard conta que teve um encontro recente com o empresário Yu Minhong, da companhia de educação New Oriental, e que o colega chinês demonstra interesse no mercado brasileiro, sendo um potencial investidor no futuro. Concentrada no Estado de Minas Gerais há mais de 40 anos, a Number One faturou cerca de R$ 100 milhões em 2016. O valor da operação não foi revelado. Segundo estimativas da empresa, a Wise Up deve chegar a janeiro de 2018 com 320 unidades no país, 70 mil alunos e receita de R$ 400 milhões. O RETORNO Após sair do mercado de educação, a empresa de "private equity" da família de Wizard diversificou sua atuação no varejo e nos esportes, sob o argumento de que investiria em negócios que proporcionam a "saudabilidade" para seus consumidores. Nos últimos anos, adquiriu a rede de varejo Mundo Verde e as marcas de produtos esportivos Topper e Rainha. Comprou também marcas como Academia Palmeiras e Ronaldo Academy. Expandiu o foco fora dos produtos e serviços com posicionamento saudável ao investir para trazer uma nova rede de fast food ao Brasil, a Taco Bell. Carlos Wizard volta agora ao mercado de educação porque, no início deste ano, expirou uma cláusula do contrato de venda do Multi ao Pearson que o impedia de atuar no setor. Ele diz que "alimentou por três anos o sonho de voltar" para a educação.
1 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Paulo Cesar Pires
O esperanto facilita o aprendizado de línguas estrangeiras: http://wp.me/P87b5r-1pC
Blogs
Ver na versão Desktop