Publicidade
comportamento

A beleza está nos olhos (atentos) de quem a vê

Quer misturar cores? Pode. Mas e se o tom não está na sua cartela cromática? Ah, por favor, vamos nos libertar. Se gosta, usa!
Quer misturar cores? Pode. Mas e se o tom não está na sua cartela cromática? Ah, por favor, vamos nos libertar. Se gosta, usa! (Foto: Divulgação)

Como reconhecer no espelho o reflexo da beleza, se você não consegue vê-la à sua volta? É como se conseguíssemos perceber só aquilo que já conhecemos. Se nosso olhar é duro e cumpre um rigoroso padrão estético, muito provavelmente, não nos sentiremos à vontade diante do nosso reflexo imperfeito. A questão é: imperfeito para quem? Uma dose de generosidade e olhos bem abertos não fazem mal a ningém. Pelo contrário, quando você começa a reconhecer a beleza no que é único, no que é diferente de nós, o repertório aumenta, a aflição diminui e você fica mais feliz.

A estética, ramo da filosofia que estuda a percepção da beleza, por séculos foi contando para nós o que, em determinado momento, era bonito, conforme o lugar, a cultura, a história de quem estava no poder e quem tinha mais dinheiro. Mudou o tempo ou o lugar de referência, lá vinham outros padrões. Ou seja, não tem nada mais fora de moda que esse amontoado de regras. Largue esses preconceitos para lá e siga em frente, mais leve, consciente e democrático.

A partir daí a mudança acontece. Você vai conseguir se olhar com mais amor e encarar o outro com mais respeito e admiração. Vai ver mais qualidades que defeitos em você e nos outros. Vai se preocupar menos em esconder o que não agrada, para mostrar o que tem de mais lindo. Podem ser os olhos, o sorriso, o volume dos seus cabelos, a cintura, o colo, suas proporções, sua pele, o jeito que move os quadris ou as mãos. Agora, faça o mesmo exercício observando as outras pessoas. A beleza mora em lugares incríveis, que você nem tinha se dado conta.

A idade nos permite deixar de lado convenções e mostrar quem a gente quer ser a cada dia. Hellen Mirren assume o estilo rocker que lhe cai bem

Decotes e fendas revelam o corpo exuberante, bem cuidado e consciente. As curvas não precisam ser escondidas. Aliás, esse vestudo transpassado é luxo para quem quer ficar incrível

Aprenda a reconhecer a beleza em cabelos volumosos, cintura fina e sorriso largo. O look charmoso e monocromático vira um acessório

Jaqueta preta de couro de novo, só que agora com saia estampada, saltão, mais informação e ainda mais atitude

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES