A cronologia do voo 804 da EgyptAir, que caiu no Mediterrâneo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um avião da empresa EgyptAir com 66 passageiros e tripulantes a bordo que decolou na madrugada de quinta-feira (18) de Paris para o Cairo desapareceu dos radares sobre o mar Mediterrâneo. Segundo o presidente da França, François Hollande, a aeronave "caiu e está perdida". O departamento de aviação civil da Grécia divulgou um relato detalhado dos momentos que antecederam o desaparecimento de uma aeronave egípcia da companhia EgyptAir sobre o espaço aéreo egípcio depois de sobrevoar o território grego. Em Atenas, o ministro da Defesa, Panos Kammenos, disse que o avião fez guinadas repentinas e deu um mergulho no ar antes de desaparecer. Informações complementares constam no FlightRadar24, que monitorou o voo MS804 e indica que o avião parou de enviar sinais ao radar quando estava a 37 mil pés (11.277 metros), por volta das 2h45 locais (21h45 de quarta em Brasília).

Os registros estão no horário de Brasília e se referem à quarta-feira (18), madrugada de quinta na Europa e no Egito.

17h45 - Horário agendado para a partida do voo 804 de Paris.

18h20 - Voo 804 da EgyptAir decola em Paris rumo ao Cairo.

18h55 - Aeronave deixa o espaço aéreo francês pela Suíça.

20h24 - Voo 804 entra no espaço aéreo grego, controle de tráfego aéreo concede permissão para o restante do trajeto.

20h48 - O voo é transferido para o setor de controle de tráfego aéreo seguinte e é liberado para sair do espaço aéreo grego. "O piloto estava de bom humor e agradeceu o controlador em grego".

21h27 - O controle de tráfego aéreo de Atenas tenta fazer contato com a aeronave para fornecer informações sobre a troca de comunicações e controle de Atenas para o controle de tráfego aéreo do Cairo. Apesar dos chamados repetidos, a aeronave não responde, momento em que o controlador de tráfego aéreo ativa a frequência de alerta, sem obter resposta da aeronave.

21h39 - A aeronave está sobre o ponto de saída do espaço aéreo grego. "Às 3h39 da manhã [no horário local] o curso da aeronave era sul e sudeste de Kassos e Karpathos (ilhas)... imediatamente depois entrou no espaço aéreo do Cairo e fez guinadas e desceu como descrevo: 90 graus para a esquerda e 360 graus para a direita", disse o ministro Panos Kammenos em entrevista coletiva.

21h39min40s - O sinal da aeronave é perdido aproximadamente sete milhas náuticas a sul/sudeste do ponto KUMBI, dentro da Região de Informação de Voo (FIR) do Cairo. A assistência de radares da Força Aérea grega é solicitada imediatamente para detectar o alvo, sem resultado.

]21h45 - Os processos de busca e resgate são iniciados, e simultaneamente se informa a Região de Informação de Voo do Cairo.

INVESTIGAÇÃO

A Grécia enviou aeronaves e uma fragata à área para ajudar com as buscas. Uma fonte do Ministério da Defesa disse que as autoridades também estão investigando o relato do capitão de um navio mercante que descreveu uma "chama no céu" cerca de 130 milhas náuticas ao sul da ilha de Karpathos. Uma fragata grega encontrou dois grandes objetos de plástico a mais de 300 quilômetros da ilha de Creta, próximo ao local em que o avião desapareceu. Investigadores avaliam que os objetos são parte da aeronave. A Grécia montou uma operação de busca na área ao sul da ilha de Karpathos. O primeiro-ministro egípcio, Sherif Ismail, disse que as buscas estão em andamento pelo Airbus A320 e que ainda é muito cedo para descartar qualquer hipótese, inclusive um ataque como aquele a que se atribuiu a queda de um avião de passageiros russo sobre a península egípcia do Sinai no ano passado. O ministro da Avião Civil do Egito, Sherif Fathi, afirmou nesta quinta (19) ser "mais forte" a possibilidade de que um ataque terrorista tenha causado a queda do avião EgyptAir do que um acidente aéreo.