A Erdogan, Macron pede que candidaturas de Suécia e Finlândia à Otan sejam respeitados

O presidente da França, Emmanuel Macron, conversou nesta quinta-feira, 26, com o homólogo turco Recep Tayyip Erdogan, ocasião na qual pediu que as candidaturas de Finlândia e da Suécia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) sejam respeitadas. Segundo comunicado emitido pelo governo francês, Macron disse que a decisão dos países é fruto de um processo democrático e de intervenção na evolução do seu ambiente de segurança.

Nas últimas semanas, a Turquia vem manifestando oposição ao ingresso das duas nações na Otan, o que requer unanimidade.

O francês espera que as discussões continuassem para encontrar uma solução rápida", diz o documento. Além disso, no âmbito da guerra da Ucrânia, houve espírito de coordenação para obter um cessar-fogo e um regresso ao respeito pelo direito internacional humanitário, afirma. "Falaram da urgência de viabilizar a exportação de cereais ucranianos, dos quais muitos países dependem para sua segurança alimentar", diz o comunicado, indicando que os presidentes discutiram as diferentes rotas possíveis para transportar as colheitas.