Publicidade
Covid-19

Abragas afirma em nota que abastecimento da gás de cozinha está normalizado

A Associação Brasileira de Entidades de Classe das Revendas de Gás LP (Abragas) emitiu uma nota neste domingo, 29, informando que o abastecimento de GLP envasado está normal. O presidente da associação, José Luiz Rocha, afirma que com o anuncio da pandemia Covid-19, houve uma repentina corrida às revendas para comprar o botijão de gás, o que resultou em um atraso momentâneo na reposição do produto nas revendas.
"Não houve redução no fluxo de entrega do produto se considerarmos uma demanda normal, o que ocorreu, foi uma leve antecipação de compras por consumidores preocupado com a pandemia divulgada mundialmente", ressalta Rocha em nota. 

Afirma ainda que os revendedores e seus colaboradores estão em plena atividade, sem paralisações ou redução da jornada de trabalho, para garantir o atendimento aos consumidores. "As distribuidoras estão operando normalmente para manter os estoques nas revendas", diz. 

A Petrobras está importando nesse momento uma grande quantidade de GLP para suprir essa demanda momentânea e inesperada. A Agência Nacional de Petróleo (ANP), está monitorando diariamente o mercado de GLP e está trabalhando para garantir o abastecimento nacional.

"Alertamos aos consumidores que sejam solidários ao seu próximo e não comprem gás para armazenar, um botijão de gás de 13kg dura em média 42 dias para uma família de 4 pessoas", afirma. 

A corrida por botijão de gás sem a devida necessidade, gera especulação de preços. "Não paguem ágio pelo produto, não existe motivação para subida acentuada do preço, logo os estoques estarão equilibrados, teremos gás a disposição de todos", diz.

Preço médio do botijão de gás sobe de R$ 69 para R$ 76 em Curitiba

Os preços são livres, os empresários têm a liberdade de praticar seu preço de acordo com seus custos operacionais, "mas não podem cometer abusos, em casos que o consumidor perceba preços desproporcionais, denunciem ao Procon ou a outros órgãos de defesa dos consumidores de sua cidade", diz. 

“Estamos trabalhando por você, fique em casa por nós ”, finaliza Rocha em nota.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES