Acne na gestação: produtos manipulados ajudam a cuidar da pele

Durante o período gestacional o corpo da mulher passa por diversas mudanças. E não é apenas a barriga que cresce e as pernas que incham. Ocorrem alterações hormonais, necessárias para o bom desenvolvimento do bebê, que podem causar alguns problemas estéticos: o aparecimento de espinhas e outras alterações da pele.

No primeiro trimestre de gestação é comum que a pele piore devido às alterações bruscas hormonais, que aumentam a oleosidade da pele e favorecem a produção de sebo e a formação da acne. Segundo a farmacêutica da Quality Farmácia de Manipulação, Adriana Rabelo, a acne gestacional ocorre devido ao aumento dos níveis de progesterona no sangue. "As alterações de hormônios sexuais são as grandes causadoras da chamada acne gestacional. Os níveis de estrogênio e progesterona aumentam atingindo até 30 vezes a quantidade normal. Esses hormônios são muito importantes para aumentar o fluxo sanguíneo que chega à placenta e satisfazem as necessidades metabólicas do bebê", explicou.

A acne acomete, principalmente, a face, o pescoço e o tronco, que são as regiões com maiores glândulas sebáceas. "Por isso, os cuidados com a pele devem ser seguidos diariamente, e durante as 38/40 semanas. Para tratar é importante recorrer a produtos de uso externo, porque os medicamentos geralmente indicados para o tratamento da acne severa são contraindicados na gravidez, já que podem prejudicar o bebê", enfatiza.

Uma das maiores dúvidas que pairam sobre a cabeça das gestantes é o que pode ou não ser usado nesse período. "Por ser uma fase delicada, alguns produtos não são recomendáveis, mas é possível, sim, cuidar da pele de forma efetiva e sem perigo para o bebê", conta Adriana. Segundo a farmacêutica, os produtos manipulados que reduzem a oleosidade e as loções de limpeza suaves são os mais procurados "Um dos principais ativos que manipulamos é o ‘Hidroxiprolisilane C’, derivado da Vitamina C, que auxilia na produção de colagenase", explica. Adriana alerta ainda a importância das grávidas evitarem exposição prolongada ao sol, já que a radiação ultravioleta acelera o processo de formação de espinhas. "Usar protetor solar diariamente é altamente recomendado. A proteção da pele é potencializada devido ao poder antioxidante que ela possui, capaz de neutralizar os radicais livres", conta.



Website: https://qualitymanipulacao.com.br/