Assine e navegue sem anúncios [+]

Agência suspende empréstimo para Kodak em meio a alegações de suspeitas

Uma agência federal colocou em suspenso um empréstimo de US$ 765 milhões planejado para a Eastman Kodak, após o acordo ficar sob escrutínio regulatório e no Congresso dos Estados Unidos. A agência U.S. International Development Finance Corp. anunciou no mês passado um empréstimo para a Kodak, a fim de que ela pudesse produzir ingredientes de medicamentos em suas fábricas, mas no fim da sexta-feira, 7, a agência disse que recentes alegações de problemas "levantaram sérias preocupações" sobre o negócio, que não prosseguirá até o assunto ser esclarecido.

A Kodak não quis comentar o assunto. Na sexta-feira, ela disse ter lançado uma revisão interna. A Securities and Exchange Commission investiga como a Kodak controlou e revelou a informação sobre o empréstimo. A notícia surgiu em 27 de julho, o que fez a ação saltar 25% naquele dia. A SEC também busca examinar opções de ação dadas a executivos em 27 de julho, que instantaneamente se tornaram lucrativas, ao menos no país, após a notícia vir a público.

Vários congressistas democratas levantaram preocupações sobre a "falta de experiência" farmacêutica da Kodak, historicamente uma companhia de fotografia, e também sobre as opções de ações para os executivos antes do anúncio. Assessor de comércio de Trump, Peter Navarro afirmou na sexta-feira pelo Twitter ter ficado desapontado com as alegações e que a comissão agiu certo ao suspender o negócio. Fonte: Dow Jones Newswires.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK