PROCURADORES

AGU suspende promoção em massa

A Advocacia-Geral da União (AGU) decidiu suspender, ontem, a promoção em massa que levou 606 procuradores federais do órgão ao topo da carreira - com salários acima de R $ 27,3 mil. A decisão é do procurador-geral Federal, Leonardo Lima Fernandes. Na última sexta-feira, uma portaria da AGU promoveu 607 servidores, dos quais 606 passaram a integrar o topo da carreira da procuradoria federal - a informação foi revelada pelo site Poder360 . A medida, segundo a advocacia-geral, seguiu os critérios de antiguidade e merecimento.
Com a portaria, agora suspensa, 3.489 dos 3.738 procuradores federais da AGU já atingiriam o topo da carreira - 92% da categoria. Os procuradores-gerais da AGU fazem a defesa do governo federal em ações judiciais e extrajudiciais.