Tragédia

Alec Baldwin mata diretora com arma cenográfica durante gravações de filme

(Foto: Reprodução/ Instagram do Alec Baldwin)

O set do filme "Rust" foi palco de uma tragédia na vida real nesta quinta-feira, no estado americano do Novo México. Segundo informações do gabinete do xerife do condado de Santa Fé, uma mulher acabou falecendo e um homem ficou ferido após o ator e produtor Alec Baldwin realizar disparos com uma arma cenográfica.

As duas vítimas dos disparos foram a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, e o diretor do filme Joel Souza, de 48. Ela chegou a ser levada de helicóptero para o Hospital da Universidade do Novo México, mas não resistiu aos ferimentos. Já Souza teria sido atingido no ombro e foi levado de ambulância ao centro médico regional CHristus St. Vicent. Segundo a atriz Frances Fischer, ele já recebeu alta.

A tragédia ocorreu durante uma cena, conforme a polícia, mas ainda não se sabe se era um ensaio ou uma gravação. Também está sendo investigado qual o tipo de munição que foi disparado um assistente de produção, no entanto, afirmou que a rma tinha balas de festim, que não são projéteis reais, mas podem ser perigosas se não tiverem sido preparadas ou inspecionadas corretamente ou forem disparadas à curta distância.

A situação levou à paralisação do filme e testemunhas já estão sendo interrogadas. O próprio Alec Baldwin, inclusive, já prestou depoimento e foi liberado - depois disso, ele foi visto "perturbado e em lágrimas" enquanto falava ao telefone do lado de fora da delegacia, segundo o jornal "Santa Fe New Mexican".

Em Rust, um filme de velho oeste estrelado e produzido por Baldwin, o ator interpreta o personagem que dá nome ao filme. Trata-se de uma história que se passa no Kansas em 1880 e Rust é o avô fora da lei de um menino de 13 anos condenado por um assassinato acidental.

Quem é Halyna Hutchins

A diretora de fotografia Halyna Hutchins, que morreu, nesta quinta-feira durante as gravações do filme "Rust", estava com 42 anos. Segundo seu site profissional, Hutchins nasceu na Ucrânia e cresceu em uma base militar soviética no Circulo Polar Ártico.

Antes de trabalhar no cinema, formação que conseguiu em Los Angeles (EUA), ela estudou jornalismo na Universidade Nacional de Kiev, no seu país, e chegou a trabalhar como jornalista investigativa em produções documentais na Europa. Já na função de diretora de fotografia, Hutchins trabalhou em filmes como "Archenemy" (2020), com Joe Manganiello, "Blindfire" (2020) e "The Mad Hatter" (2021).

Repercussão

Shannon Lee, irmã do ator Brandon Lee que também morreu acidentalmente no set do filme "O Corvo", comentou sobre o incidente no Twitter. "Nossos corações estão com a família de Halyna Hutchins e Joel Souza e todos os envolvidos no incidente Rust", postou na conta oficial de Brandon Lee, referindo-se ainda ao diretor do filme, também atingido por um tiro, mas que sobreviveu. "Ninguém deveria ser morto por uma arma durante as filmagens", acrescentou ela.

"Recebemos a notícia devastadora de que um de nossos membros, Halyna Hutchins, diretora de fotografia da produção 'Rust', morreu ferida no set", relatou um sindicato da indústria cinematográfica, citado pela revista Variety. "Os detalhes não estão claros neste momento, mas estamos trabalhando para descobrir mais e apoiamos uma investigação completa deste trágico evento."