Publicidade
Série B

Alecsandro marca dois, mas Coritiba leva goleada e não tem mais chances

Alecsandro cobra p\u00eanalti contra o S\u00e3o Bento
Alecsandro cobra p\u00eanalti contra o S\u00e3o Bento (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba perdeu por 5 a 2 para o São Bento, nessa terça-feira (dia 6) à noite, em Sorocaba, pela 35ª rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou em 12º lugar, com 46 pontos. A equipe paulista está na 10ª posição, com 46 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool

Com o resultado, o Coritiba não tem mais nenhuma chance de subir à primeira divisão em 2018. Antes da partida, a probabilidade de acesso era menor que 0,01%, segundo o site Chancedegol. Ou seja, precisaria vencer todas as partidas restantes e torcer por uma combinação de resultados.

Em relação ao desempenho, o time paranaense até demonstrou alguma qualidade no setor ofensivo, principalmente com o trio Chiquinho, Guilherme Parede e Alecsandro. A performance defensiva, porém, foi trágica, com erros individuais consecutivos.

ALECSANDRO
O centroavante Alecsandro, 37 anos, marcou os dois gols do Coritiba no jogo. Agora ele soma seis gols em 43 jogos pelo clube. Em 2018, foram quatro gols em 28 partidas.

“A gente sai um pouco envergonhado pelo resultado, mas não faltou luta. Faltou um pouco de sorte, sim”, afirmou Alecsandro, após o jogo.

TÉCNICO
Esse foi o 8º jogo do técnico Argel Fucks no comando do Coritiba. Ele soma duas vitórias, quatro empates e duas derrotas com a equipe. 

FATOR CAMPO
No ranking de visitantes da Série B, o Coritiba é o 15º colocado, com duas vitórias, oito empates e oito derrotas fora de casa. No ranking de mandantes, o São Bento é o 3º lugar, com nove vitórias, seis empates e três derrotas.

ESCALAÇÃO
Os desfalques no Coritiba eram o volante Vitor Carvalho e o ponta Guilherme, suspensos, além de outros três em recuperação: o goleiro Wilson e os meias Alisson Farias e Jean Carlos. Argel Fucks também fez mais uma troca na equipe: tirou Rafael Lima e colocou Thallison Kelven. O treinador manteve o esquema tático 4-2-3-1, com Parede e Pablo como extremos (jogadores ofensivos pelos lados do campo) e Chiquinho como meia centralizado. 

PRIMEIRO TEMPO 
O jogo começou com gol, aos 45 segundos. Francis recebeu na ponta e cruzou rasteiro. A bola desviou em Abner e enganou o goleiro Rafael Martins. Diogo Oliveira só completou em cima da linha: 1 a 0. O Coritiba empatou dois minutos depois. Chiquinhou chutou e a bola bateu no braço de Anderson Salles. O árbitro interpretou como pênalti. Lance polêmico. Alecsandro cobrou e converteu: 1 a 1. A partida ficou equilibrada depois disso, mas a defesa do Coxa errava demais. O São Bento aproveitou e fez 2 a 1 aos 36. Alan Costa cometeu pênalti em Ronaldo. Marcelo Cordeiro cobrou e converteu. O time paranaense empatou em seguida, aos 38. Alecsandro começou a jogada, Parede cruzou e o mesmo Alecsandro finalizou: 2 a 2.

SEGUNDO TEMPO 
O Coritiba recuou na segunda etapa e aceitou a pressão do adversário. O São Bento fez o 3º gol aos 19, em cruzamento de Diogo Oliveira e finalização de Joãozinho. Argel fez duas mudanças. Tirou o volante Escobar e o meia Chiquinho e colocou dois meias (Matheus Bueno e Kady). O Coxa ficou mais ofensivo e criou duas chances para empatar, mas Parede desperdiçou. O São Bento chegou ao 4º gol aos 32 minutos, em cobrança de escanteio. A bola desviou em Thallisson Kelven e sobrou para Francis foinalizar: 4 a 2. O quinto gol saiu aos 42. Dudu chutou de fora da área e fez: 5 a 2.

ESTATÍSTICAS
Na partida, o Coritiba teve 17 finalizações (6 certas), 50% de posse de bola, 80% de eficiência nos passes e 6 escanteios. O São Bento somou 14 finalizações (8 certas), 50% de posse de bola, 80% de eficiência nos passes e 1 escanteio. Os números são do Sofascore.

SÃO BENTO 5 x 2 CORITIBA
São Bento: Rodrigo Viana; Tony, Ewerton Páscoa, Anderson Salles e Marcelo Cordeiro; Fábio Bahia e Dudu Vieira; Roni (Joãozinho), Diogo Oliveira (Cléo Silva) e Francis; Ronaldo (Paulo Vinícius). Técnico: Marquinhos Santos
Coritiba: Rafael Martins; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Alan Costa e Abner; Escobar (Matheus Bueno) e Simião; Pablo, Chiquinho (Kady) e Guilherme Parede; Alecsandro. Técnico: Argel Fucks
Gols: Diogo Oliveira (1-1º), Alecsandro (4-1º e 38-1º), Marcelo Cordeiro (36-1º), Joãozinho (19-2º), Francis (32-2º) e Dudu (42-2º)
Cartões amarelos: Anderson Salles, Roni (SB). Alan Costa, Thallisson Kelven, Escobar (C).
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Público: 2.169 
Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo 

1 – Gol do São Bento. Francis recebe na ponta direita e cruza rasteiro. A bola desvia em Abner, engana o goleiro e sobra em cima da linha para Diogo Oliveira.
2 – Leandro Silva cruza, Parede ajeita e Chiquinho chuta. A bola bate no braço de Anderson Salles. O árbitro marca pênalti. 
4 – Gol do Coritiba. Alecsandro bate no ângulo, sem chance para o goleiro.
8 – Roni cruza da direita. O goleiro fura. E Francis também.
19 – Lateral direto para a área. Pablo salta e chuta. A bola vai sobre o gol.
27 – Ronaldo se joga na área ao ser tocado por Thallisson Kelven e pede pênalti. O árbitro dá uma bronca no atacante.
30 – Falta perto da área. Marcelo Cordeiro cobra no alto. Rafael Martins tira de soco.
34 – Ronaldo é derrubado por Alan Costa na área. Pênalti.
36 – Gol do São Bento. Marcelo Cordeiro cobra no canto. Rafael Martins chega a tocar na bola, mas não defende.
38 – Gol do Coritiba. Alecsandro inverte o jogo. Simião toca para Parede, na área. Ele cruza e Alecsandro chuta no canto.

Segundo tempo
10 – Dudu Vieira chuta de longe. A bola vai para fora.
19 – Gol do São Bento. Diogo Oliveira avança pela direita e cruza. Simião tira mal. Joãozinho pega o rebote e chuta.
21 – Parede recebe na área e chuta cruzado. A bola vai ao lado.
22 – Parede sai na cara do gol e chuta em cima do goleiro. 
32 – Gol do São Bento. Escanteio. Joãozinho cruza. A bola bate em Thallisson Kelven e sobra para Francis finalizar.
39 – Matheus Bueno chuta da meia-lua. A bola passa perto, ao lado.
42 – Gol do São Bento. Dudu Vieira recebe perto da área e chuta forte. A bola passa entre as pernas do goleiro.
47 – Parede chuta de fora da área. O goleiro espalma no ângulo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES