Publicidade
Mudança de estação

Algas invasoras ‘encobrem’ lago no Parque Tingui de Curitiba e trazem risco

Lago no Tingui coberto pelas algas: risco para o pedestre desatento
Lago no Tingui coberto pelas algas: risco para o pedestre desatento (Foto: Valquir Aureliano)

Quem passou nos últimos dias pelo Parque Tingui, na região norte de Curitiba, se deparou com um cenário no mínimo curioso. É que um dos lagos que ficam dentro do parque foi praticamente ‘engolido’ por algas, a ponto de não se conseguir ver mais água no local, que mais parece uma extensão do gramado que fica ao lado da pista de corrida.

A situação inspira preocupação principalmente por conta das pessoas que frequentam o local no período noturno, quando há menor visibilidade e, consequentemente, maior risco de acidentes. Por conta disso, foi instalada uma placa alertando sobre as bordas do lago, a fim de evitar que alguém se confunda com a grama e acabe caindo na água.

Por meio de nota, a Prefeitura de Curitiba informou que ações de limpeza começarão a ser feitas no local nas próximas semanas, aproveitando o fato de que quando o clima esfria há diminuição da proliferação dessas plantas áquaticas invasoras, que se reproduzem com facilidade em alguns lagos urbanos e cujo crescimento é favorecido pelo calor.

Em 2016, inclusive, uma situação parecida com essa foi registrada no mesmo parque. Além disso, em 2015 a mesma situação havia sido registrada no Parque Barigui. Em ambas as situações, as plantas tiveram de ser retiradas manualmente.


DESTAQUES DOS EDITORES