Publicidade
FUNDÃO

Aliados do governo usaram verba pública

Pelo menos 15 parlamentares de partidos aliados ao governo Bolsonaro tiveram parte dos gastos eleitorais em 2018 custeada com dinheiro do fundo eleitoral criticado pelo presidente. Ao todo, foram R$ 335,2 mil recebidos, o que representa 17% do total arrecadado pelos então candidatos.

Na lista estão os deputados federais e estaduais que pretendem migrar para o Aliança pelo Brasil, partido que Bolsonaro tenta colocar de pé até abril, a tempo de disputar as eleições municipais de outubro. Inclui ainda o senador Flávio Bolsonaro (sem partido/RJ), vice-presidente do Aliança pelo Brasil.
Flávio não recebeu repasses diretos do fundo eleitoral, mas, na prestação de contas enviada à Justiça Eleitoral, consta que seu ex-partido, o PSL, usou R$ 70 mil do dinheiro público para produzir adesivos e santinhos do então candidato ao Senado.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES