Publicidade

Ambicioso por títulos, Harry Kane admite a possibilidade de sair do Tottenham

Recuperado de uma lesão nos ligamentos do tornozelo direito, que o tirou dos gramados em meados de janeiro, o atacante Harry Kane admitiu, neste domingo, a possibilidade de deixar o Tottenham. O astro, de 26 anos, afirmou ter a ambição de ser campeão e exige uma melhora técnica da equipe londrina.

"Sempre disse que se não sentir que estamos progredindo, indo na direção certa, não ficarei aqui apenas por ficar. Eu sou um jogador ambicioso, quero evoluir, melhorar, ser um dos melhores jogadores do mundo. Então, tudo vai depender do que fizermos como time e como vamos progredir. Então, não está definido que ficarei aqui para sempre, mas também não está definido que não ficarei", afirmou o titular da seleção inglesa e artilheiro da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, com seis gols.

Vice-campeão da Liga dos Campeões ano passado, ao ser derrotado na decisão pelo Liverpool, Kane ainda não festejou uma conquista de título como profissional. "A gente vem dizendo isso nas últimas temporadas, temos um time fantástico, mas, por uma ou outra razão, não conseguimos levantar troféus", afirmou. "É algo difícil de lidar como jogador. Quero vencer tudo, e quando chegamos perto e não vencemos, é complicado aceitar e reerguer."

A chegada do técnico português José Mourinho no fim do ano passado é apontada por Kane como uma boa iniciativa para tentar colocar o clube em um outro patamar. "Para mim, é ótimo trabalhar com um técnico como o José. Obviamente, cresci vendo futebol e ele era uma grande parte disso. É outra oportunidade de trabalhar com um dos melhores técnicos do mundo."

No último dia 19, a associação de futebol da Inglaterra (FA) decidiu adiar o início dos jogos da Premier League até pelo menos 30 de abril. A data final vai depender da pandemia do coronavírus.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES