Publicidade
Luto

Amigos e familiares velam Carli na Prefeitura de Guarapuava

Familiares e amigos velam o corpo do deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB), 32 anos na Prefeitura de Guarapuava, na região central do Paraná. O velório começou por volta das 7h15 desta segunda-feira (23). Ele morreu  na queda de um avião em Paula Freitas, no sul do Paraná, por volta das 11h de domingo (22), quando seguia para o cumprimento de agenda política de Guarapuava para União da Vitória. Outras duas pessoas morreram no acidente aéreo - o piloto Laércio Tavares da Silva, de 44 anos, e o copiloto Luis Fernando Correa de Souza, que não teve a idade divulgada.

O corpo chegou à prefeitura pouco antes das 7h15 desta segunda-feira. O velório foi aberto ao público às 8 horas em ponto. A governadora Cida Borghetti (Progressistas) esteve no local, nesta manhã, para prestar a sua homenagem. O enterro do deputado estadual está previsto para as 16 horas desta segunda-feira, no Cemitério Municipal de Guarapuava.

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que irá começar a investigar o acidente aéreo nesta segunda-feira.

IML

A Direção da Polícia Científica do Paraná informou que foram identificados, pelo Instituto Médico Legal (IML) e Instituto de Criminalistica (IC) todos os corpos que estavam no avião Modelo Seneca prefixo PR-DMC, que caiu no último domingo (22) no município de Paula Freitas. Os corpos foram identificados ainda na unidade do IML de União da Vitória e dois corpos foram encaminhados para Curitiba para serem retirados pelos familiares, pois são residentesna capital, onde serão sepultados.

O piloto da aeronave foi identificado como Laércio Tavares da Silva, e o co-piloto Luis Fernando Correia de Souza. O deputado estadual Bernardo Guimarães Ribas Carli também estava entre as vítimas. O corpo do parlamentar foi encaminhado para Guarapuava, onde está sendo velado na sede da prefeitura local. O sepultamento ocorrerá por volta das 16h00 de hoje em Guarapuava.

Velório

A governadora Cida Borghetti, do PP, e outros políticos foram prestar homenagens a Bernardo e solidaridade à família Carli em Guarapuava. Bernardo Carli, de 32 anos, morreu no domingo (22) de manhã depois que o avião em que ele estava caiu no município comunidade de Bela Vista, área rural de Paula Freitas, próximo a divisa com Santa Catarina. O piloto Laércio Tavares e Luiz Fernando Corrêa Souza, que estava com Bernardo no avião, também não resistiram. A aeronave Modelo Seneca prefixo PR-DMC saiu de Guarapuava e seguia para União da Vitória, em uma viagem de cerca de 150 quilômetros. O avião atingiu galhos de árvores e caiu em uma área de reflorestamento de eucalipto, no trajeto para a pista de pouso do Aeroporto Municipal José Cleto, em Uniao da Vitória.

Testemunhas em terra indicaram que a aeronave perdeu altura e começou a descer sobre os eucaliptos. Após bater nas copas mais altas, o avião se fragmentou. As testemunhas relataram ter ouvido uma explosão no momento em que a aeronave caiu no chão. Agentes que trabalharam no local afirmam que ficou impossível identificar o prefixo ou modelo do avião apenas pelos destroços. Imagens feitas por bombeiros mostram os pedaços da aeronave.

A aeronave bimotor era um Piper PA-34-220T Seneca V, prefixo PR-DMC, operado por Siderquímica Indústria e Comércio de Produtos Químicos S/A

O pai de Bernardo, Fernando Ribas Carli, foi prefeito de Guarapuava por três mandatos, além de deputado federal, deputado estadual e chefe da Casa Civil do Paraná. Bernardo era irmão do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho, condenado a nove anos e quatro meses de prisão, em fevereiro, pela morte de dois jovens em um acidente de trânsito, em Curitiba, em 2009; ele recorre em liberdade.

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES