Publicidade
Uma Frase Para Minha Mãe

Ana Kfouri encena romance familiar em monólogo

(Foto: Divulgação)

Ana Kfouri atua e dirige o monólogo “Uma Frase Para Minha Mãe”, criado a partir de textos do escritor francês Christian Prigent, com colaboração artística de Márcio Abreu, um dos curadores do Festival de Curitiba 2019. Serão duas apresentações gratuitas na Casa Hoffmann, dia 01 de abril às 15 horas e 02 de abril às 19 horas. O ingresso deve ser retirado na bilheteria uma hora antes da apresentação.

Com mais de 40 anos de teatro de performance e estudos cênicos que combinam gestuais, postura dramática e fragmentos de textos, Ana Kfouri idealizou “Uma Frase Para Minha Mãe” ao conhecer a obra do escritor, poeta e crítico literário francês. “Senti quase imediatamente uma espécie de chamamento para levar à cena aqueles textos potentes e poéticos”, conta ela.

A peça é um instrumento para dar continuidade à sua pesquisa cênica, que pensa a palavra e o corpo como campos de forças em tensão e em relação. “Prigent é um autor que trabalha fora do campo da representação”, explica Ana. “Não há uma condução psicológica do que está sendo dito, então o ator performer precisa se desapegar de um desejo de entender as palavras, no sentido de colocá-las como algo a ser controlado, decifrado e transferido para o outro (público)”, analisa a artista.

O tradutor e adaptador Marcelo Jacques de Moraes fez um recorte do texto original de “Uma Frase Para Minha Mãe”, definido pelo próprio autor como “um longo ‘lamento bufo, em que o eu-narrador relata sua descoberta do mundo e da linguagem a partir de sua relação com a mãe. Em busca de uma língua, contra a língua, mas com a língua, eis uma fórmula que talvez sintetize com precisão o que seja o trabalho poético de Christian Prigent”, conclui Moraes.

Um convite feito do próprio tradutor possibilitou Ana Kfouri conhecer Prigent, durante o Colóquio Internacional Poesia e Interfaces, concebido em homenagem ao escritor e realizado no Colégio Brasileiro de Altos Estudos, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 2015. Prigent foi o vencedor do Grande Prêmio de Poesia 2018 da Academia Francesa, concedido pelo conjunto da obra.

Ingressos
A venda dos ingressos será pelo site www.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2019” e nas bilheterias oficiais do evento, no ParkShoppingBarigüi (Piso Superior – Lado Norte), de segunda a sexta, das 11h às 23h, no sábado, das 10h às 22h e, aos domingos, das 14h às 20h; e no Shopping Mueller (Piso L3), de segunda a sábado, das 10h às 22h, domingos e feriados das 14h às 20h.

Acompanhe todas as novidades e informações pelo site, pelas redes sociais disponíveis, no Facebook (@fest.curitiba), pelo Instagram (@festivaldecuritiba) e pelo Twitter (@fest_curitiba).

Ficha Técnica

Texto: Christian Prigent.
Tradução: Marcelo Jacques de Moraes.
Direção e Atuação: Ana Kfouri.
Colaboração Artística: Marcio Abreu.
Cenografia: André Sanches. Iluminação:
Paulo César Medeiros.
Assessoria de Comunicação: Rachel Almeida.
Fotografia: Dalton Valerio.
Programação visual: Taiane Brito.
Direção de Produção: Ana Paula Abreu e Renata Blasi.
Assistência de Direção: Tainah Longras.
Operação de luz: Julia Requião.
Redes sociais: Natalia Balbino.
Idealização: Ana Kfouri.
Produção: Diálogo da Arte Produções Culturais.
Realização: Cia Teatral do Movimento.

01 de abril às 15 horas e 02 de abril Casa Hoffmann - ingressos gratuitos retirados uma hora antes da apresentação na bilheteria

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES